Hellboy Edição Histórica 4 - A Mão Direita da Perdição

Seguimos acompanhando a saga de Hellboy na Edição Histórica Hellboy Volume 4 – A Mão Direita da Perdição, lançada pela Mythos Editora. Semelhante ao volume anterior, contém uma sequência de histórias pequenas do personagem, com destaque para a que contém o título.

Mike Mignola, criador do Hellboy, insere mitos de diferentes origens para reforçar o imaginário do personagem. Depois da excelente história curta “Panquecas“, vemos uma luta com um dragão com claros elementos cristãos em “A Natureza da Fera“. “Rei Vold” nos traz uma lenda norueguesa, e “Cabeças” um conto da mitologia japonesa. 

Outra história curta, mas dessa vez mais ligada a cronologia de Hellboy, é “Adeus, sr. Tod“, com referências às criaturas tentaculares apresentadas em Sementes da Destruição e O Despertar do Demônio. Esses elementos estilo Lovecraft que Mike Mignola inseriu aparecerão no futuro do personagem também.

Depois de um conto de vampiros em “O Vârcolac“, temos a origem de Hellboy recontada em “A Mão Direita da Perdição“, agora com o significado de sua mão inserida. Ela se liga ao maior conto desse volume de Hellboy Edição Histórica, que é “A Caixa do Mal“, publicada originalmente como uma minissérie em duas partes.

Um demônio deseja se tornar a Besta do Apocalipse, um ser que vai comandar as hostes do inferno. Ele é libertado e manipula seu novo mestre para ajudá-lo nisso. O problema é que, sem saber, Hellboy é esse escolhido,  e usa uma coroa invisível que prova isso. 

Todas as histórias de Hellboy Edição Histórica 4 – A Mão Direita da Perdição são escritas e desenhadas por Mike Mignola, que usa seu estilo único para dar cara ao personagem que criou. Ele vai criando esses contos curtinhos que vão, aos poucos, formando um mundo maior para o personagem. Vale muito a pena ler.

Comentários

Notícias relacionadas