A espera acabou! 1 ano e 20 dias após o décimo episódio da sexta temporada, Game of Thrones: “The Winds of Winter” ir ao ar, a HBO nos entrega o primeiro dos 13 episódios restantes e começa essa nova trajetória muito bem. Dragonstone (Pedra do Dragão) é o princípio do fim, após uma longa jornada nossos personagens se encontram finalmente em locais definidos e mais perto do que nunca de seus objetivos.

Começar o episódio com uma cena de impacto foi acertado, afinal, foi um longo período de espera, mas uma cena de impacto vinda de Arya Stark (Maisie Williams) é muito mais do que poderíamos imaginar. O final foi reconfortante para quem é time Targaryen, a rainha dos dragões está em casa, enfim.

Vamos começar?

As Gêmeas

Ao ver o velho Walder Frey (David Bradley) em tela já inicia-se um processo de euforia, afinal, sabemos que ele está morto e também sabemos quem é a menina que tem a habilidade de usar a face dos mortos a seu favor! E essa euforia vai aumentando ao acompanhar o discurso do Frey, um sermão que claramente não poderia vir dele, “o norte se lembra”, o “inverno está aqui”. E então, mesmo que t nós já sabíamos que iriam cair todos envenenados, ver isso acontecer é arrebatador. Enfim, Arya Stark pede para que seja dito: “O inverno chegou para os Freys!”

Game GIF - Find & Share on GIPHY

A Muralha

Os mortos estão vindo e, pelo dom de Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright), podemos observar que são muitos, com adicional de gigantes (saudades, Wun Wun). Bran e Meera Reed (Ellie Kendrick) enfim encerram uma parte de sua jornada de volta, chegando até a Muralha. O caçula Stark (saudades, Rickon) demonstrou todo seu “poder” ao reconhecer Edd Doloroso (Ben Crompton) sem ao menos conhecê-lo e saber de tudo que havia acontecido em Durolar sem ao ter estado lá, ganhou sua passagem para dentro da Muralha e ela continua de pé, até quando?

Winterfell

Que alegria ver Winterfell recheada de nortenhos (agora) leais aos Starks. E observar Jon Snow (Kit Harington) governando é ainda mais prazeroso. Vê-se logo que o Rei no Norte está preocupado com tudo que viu enquanto estava pra lá da Muralha e não quer mais confusão entre seu povo. Ele mostra benevolência com o que restou das famílias traidoras, (o que foi a fofura de Ned Umber e Alys Karstark jurando lealdade aos Starks?) e isso incomoda Sansa (Sophie Turner).

Muito mais maltratada pela política dos 7 Reinos que seu irmão, Sansa mostra-se fria e impiedosa e nos mostra qual vai ser o embate entre Jon e ela. Snow preocupa-se com os inimigos que vêm do Norte, Sansa com os do Sul e ela ainda tem um passarinho pendurado em sua orelha. Mindinho continua querendo uma coisa só e vai sussurrar o quanto puder, mas, ao que tudo indica, a Stark já está esperta.

(Divulgação/HBO)

Outro destaque para a cena de Winterfell foi nossa queridinha Lyanna Mormont (Bella Ramsey), mostrando que tem feminismo em Westeros, sim!! Afinal, ela não quer ficar tricotando enquanto uma guerra está à caminho. Game of Thrones constrói personagens extremamente fortes, sem distinção de gênero. Um adendo para Tormund (Kristofer Hivju) e Brienne (Gwendoline Christie), esse ship continua com tudo!

Porto Real

Tudo está acontecendo tão rápido que Cersei Lannister (Lena Headey) já está informada de tudo. Enquanto anda em seu mapa gigante que está sendo pintado para a guerra, recebe seu irmão Jaime Lannister (Nikolaj Coster Waldau) para seus devaneios, afinal, o título de rainha louca tem tudo para ser dela. Jaime mostra-se preocupado com as estratégias da irmã, ele entende que os Lannisters estão vulneráveis, mas Cersei tem uma carta na manga e ela está vindo de navio.

Euron Greyjoy (Johan Philip Asbæk) chega já com sua proposta de sempre: casamento. Ele quer casar com uma rainha, se for a Cersei, mais fácil, já está ali! Gostei (odiei) o desdém dele com Jaime e o Lannister fungando de raiva. Achei que Cersei fosse aceitar a proposta, mas ela ainda tem que ganhar algo com isso. Então, o Greyjoy e seus mil navios vão em busca de um presente para a rainha (que a cabeça de Tyrion permaneça em seu pescoço!!).

Para os mais atentos e antenados em profecias (dos livros), uma pegadinha interessante na cena do grande mapa, Cersei aparece sobre a região conhecida como o Gargalo, enquanto Jaime está na região dos Dedos. Fãs mais devotos podem especular sobre uma indicação nas entrelinhas de uma profecia não dita na série, de que um valonqar (irmão mais novo) usaria os dedos para enforcar Cersei até a morte. (Torcendo, vai nessa Reigicida!!).

Cidadela

(Divulgação/HBO)

Vemos que não é fácil ser estagiário na Cidadela. O pobre Sam Tarly (John Bradley-West) está chafurdado na merda, literalmente. Pobre Sam. Mas nem só de merda vive nosso futuro Meistre. Sam arruma um tempinho para ler e já descobre uma preciosa informação para Jon Snow, há vidro de dragão em Pedra do Dragão. (Ou seja, desenhado o encontro entre Jon e Dany).

Uma aparição notável é do Arquimeistre Erbrose (Jim Broadbent) responsável pelo estudo das artes da medicina na Cidadela. E ainda, o inesperado destino de Jorah Mormont (Iain Glen), com a pele cada vez mais coberta pela escamagris.

Ed Sheeran

De repente, ouve-se uma nova canção na floresta e não é que o cantor é profissional. A aparição de Ed Sheeran logo no primeiro episódio foi uma surpresa. Vestido de Lannister ele contracena com a fã Maisie Williams em um cena de alívio e também na qual descobrimos o rumo que Arya está tomando, ela vai até Porto Real matar a rainha!

Em algum lugar ao Norte

(Divulgação/HBO)

O Cão, Sandor Clegane (Rory McCann) está acompanhado da Irmandade Sem Bandeiras e o retorno de Beric Dondarrion (Richard Dormer) e Thoros de Myr (Paul Kaye) acontece também rapidamente. Mas, em uma cena muito relevante para humanização do Cão. Sabemos que Sandor não é tão mal quanto foi criado para ser e, ao longo da série, fomos nos afeiçoando por ele. Interessante o local onde eles pararam, onde o Cão esteve com Arya na quarta temporada e bem que ele falou: “estarão mortos no inverno”.

Sandor foi capaz de enxergar nas chamas (enquanto Melisandre só erra) e claro, tudo indica que a Irmandade está indo lutar contra os Outros.

Pedra do Dragão

Finalmente! Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), Filha da Tormenta, a Não Queimada, Mãe de Dragões, Rainha de Mereen, Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Quebradora de Correntes, Senhora dos Sete Reinos, Khaleesi dos Dothraki, a Primeira de Seu Nome, chegou a Westeros.

(Divulgação/HBO)

E chegou em um lugar super importante para sua família. Pedra do Dragão estava sob domínio de Stannis (viram a bandeira?) desde a rebelião de Robert, mas antes disso, era lar Targaryen e foi ali, em uma noite de tormenta que nossa rainha nasceu!! Muito significativo ser o primeiro lugar que ela pisa no continente.

Lindo ver Dany tendo o primeiro contato com a grande mesa, que abriga um detalhado mapa de Westeros. Foi ali que Aegon, o Conquistador planejou sua invasão a Westeros, há muitos anos. E agora, é o local que ela escolheu para junto com Tyrion Lannister (Peter Dinklage) planejar a sua invasão.

Agora, é esperar pelo próximo episódio, até lá!

Comentários

Notícias relacionadas