Vingadores: Ultimato encerra o ciclo dos seis vingadores originais no MCU. Na seção Parte da Jornada é o Fim!, contaremos a trajetória de cada herói durante os 11 anos e 22 filmes nas três fases de universo Marvel. Hoje a seção é dedicada a Natasha Romanoff, a Viúva Negra.

[ATENÇÃO – Esse texto contém SPOILERS de Vingadores: Ultimato!!!]

Desde o início do MCU, era um desejo de Kevin Feige abrir espaço para a representatividade. E quem deu o pontapé inicial para a força feminina no universo Marvel foi a Viúva Negra. Scarlett Johansson foi a escolhida para interpretar a espiã russa Natasha Romanoff e sua primeira aparição aconteceu em Homem de Ferro 2 (2010).

A agente da SHIELD foi enviada por Nick Fury para analisar o comportamento de Tony Stark e salvar sua pele quando o bilionário estava correndo risco de vida pela reação do composto do reator ark em seu peito.

Reprodução/Marvel Studios

A reação estupefata de Tony Stark quando descobre a real identidade de Natasha é a mesma daqueles homens que adoram diminuir a capacidade de uma mulher. Em Homem de Ferro 2, Viúva Negra provou ser capaz de se virar sozinha e que seria uma figura importante para a criação dos Vingadores.

Ao lado de Maria Hill e Phill Coulson, Viúva Negra era de extrema confiança para Nick Fury e coube a ela recrutar Bruce Banner e ser a comunicação entre todos os Vingadores.

Já no primeiro filme dos heróis, Natasha carregava o peso de uma vida passada repleta de assassinatos quando atuava como espiã russa. “Minha conta está no vermelho”, diz Natasha para Clint Barton antes de encarar um exército de alienígenas em Nova York. Sua trajetória como agente da SHIELD e agora Vingadora era uma chance de compensar seus crimes.

Reprodução/Marvel Studios

Com a queda da SHIELD em Capitão América: O Soldado Invernal (2014), Natasha sofreu seu primeiro baque. Os anos na Superintendência foram servidos para a facção HYDRA. Ela precisava se reencontrar e encontrou seu lugar como Vingadora. Nascia ali uma importante heroína.

A heroína viveu intensamente sua jornada nos Vingadores e era a segunda no comando depois de Steve Rogers. Em A Era de Ultron (2015), ela termina como treinadora dos Novos Vingadores. Apesar da relação com Bruce Banner no filme ser deveras questionada pelos fãs, é justificável a vontade de Natasha em se relacionar amorosamente com alguém. Ela foi a única que não teve uma experiência dessa forma. Desde criança foi treinada para ser uma assassina letal e depois foi recrutada por Nick Fury. A primeira experiência familiar que ela viveu foi ao lado dos Vingadores.

Reprodução/Marvel Studios

Depois da cisão do grupo em Guerra Civil (2016), Natasha voltou às origens atuando nas sombras ao lado de Steve Rogers e Sam Wilson. A ameaça de Thanos em Guerra Infinita (2018) foi mais um baque para a heroína, que viu amigos e metade do universo virar pó.

Em Vingadores: Ultimato, Natasha é a única que permanece no QG da equipe e buscando missões em que pode ser útil. Foi a maneira que encontrou de esconder sua dor e luto. Durante uma conversa com Rhodes sobre o paradeiro de Clint Barton, ela desaba emocionalmente. Do grupo, Viúva Negra era quem mais estava sentindo a falta do grupo. Porque pela primeira vez, ela tinha uma família. E tudo se foi após o estalo de Thanos.

Seu sacrifício em troca da Joia da Alma era inevitável. Embora o filme não deixe claro, Natasha Romanoff sabia que sua viagem no tempo para Vormir era um caminho sem volta. Não é a toa que ela viajou com seu melhor amigo, Clint Barton. Seria uma despedida após uma longa parceria e aprendizado mútuo.

Reprodução/Marvel Studios

Viúva Negra deu a vida para trazer sua família de volta e recuperar seu amigo, que estava se tornando uma pessoa que ela fora no passado. Toda jornada tem um fim, e Natasha encerra sua trajetória mostrando que não é necessário ter super poderes para ser uma heroína. Sua habilidade e coragem foram suficientes para que ela fosse capaz de lutar em pé de igualdade ao lado de pessoas aprimoradas, super soldados e deuses.

Embora inexplicavelmente a sua despedida não teve o mesmo peso que de Steve Rogers e Tony Stark para o público, a personagem e Scarlett Johansson estão em nossos corações. De forma merecida, o filme solo da Viúva Negra será uma ótima maneira de coroar a trajetória da heroína mais importante nas três primeiras fases do Universo Marvel.

Parte da jornada é o fim! | A trajetória de Hulk no MCU

Parte da jornada é o fim! | A trajetória de Homem de Ferro no MCU

Comentários

Notícias relacionadas