Você se diz fã de séries mas ainda não assistiu La Casa de Papel? Talvez seja a hora de arranjar um tempinho para maratonar esta obra prima da TV espanhola. A produção foi um fenômeno e quando menos esperava-se, todos já haviam assistido e adorado.  Vamos então discutir um pouco acerca das características que fazem de La Casa de Papel uma série tão especial?

Ela é diferente

La Casa de Papel na Netflix
La Casa de Papel na Netflix

Nós amantes de séries sabemos que a maioria das produções que consumimos vêm dos Estados Unidos. Recentemente a Netflix facilitou o acesso a séries produzidas em outros países, assim como a alemã Dark. La Casa de Papel é uma produção espanhola que, pela sua origem, acaba por trazer consigo características culturais e até mesmo de fala (o castelhano falado tem um charme à parte) que a diferenciam muito das séries americanas, que por vezes tornam-se ‘’mais do mesmo’’.

Os Personagens

La Casa de Papel na Netflix
La Casa de Papel na Netflix

Há um grande foco nos personagens da série. Primeiramente somos apresentados aos 8 ladrões, cada um especializado em uma área diferente do crime e todos com personalidades bastante diferentes. Além deles, quem acaba por roubar a cena é o Professor (interpretado pelo excelente Álvaro Morte), uma vez que poderá lembrar muito outro personagem genial do mundo das séries, o químico Walter White. Em seguida, a série foca muito nas relações entre os personagens. Outra coisa bastante interessante é o fato de cada um deles possuir codinomes baseados em locais ao redor do mundo (Tokyo, Berlim, etc..)

A Narrativa

A estrutura da história foge do usual, mesmo que tenha um tema conhecido. Você esperaria que, assim como em diversos filmes e histórias semelhantes acerca de grandes assaltos, La Casa de Papel demorasse a engrenar de fato. Pequeno engano, após uma breve introdução já somos transportados direto à ação no primeiro episódio! A construção dos personagens, assim como, suas relações e os motivos de cada um para ingressar no plano acabam por serem inteligentemente contados por flashbacks bem colocados durante os episódios seguintes.

Cliffhangers

O cliffhanger pode ser identificado quando, ao estarmos nos aproximando do final de um episódio, um acontecimento marcante ocorre e ficamos sem saber como ele irá afetar os personagens. A série torna-se viciante já que é utilizado esse recurso de roteiro tão famoso. A sensação de não saber como aquela história irá se desenrolar e quais serão as consequências daquilo tudo. Acredite, é muito difícil assistir apenas um episódio de La Casa de Papel por vez, talvez seja por isso que esta série foi tão maratonada pelas pessoas.

Trilha Sonora

Não é raro vermos pessoas elogiando e comentando acerca da excelente trilha sonora de La Casa de Papel. O foco fica para o tema principal da série, ‘’My Life is Going On’’, da cantora Cecilia Krull. Além desta, a série conta também com a famosa Bella Ciao, canção com tema histórico representando a luta antifascista no período da Segunda Guerra Mundial.

Depois de ler todos estes elogios acerca da obra, ficou difícil segurar a curiosidade né? Corra para o Netflix e comece a assistir, aproveite que recentemente o serviço de streaming liberou todos os 12 episódios e faça a famosa maratona durante o fim de semana!


Leia também: Crítica | La Casa de Papel foi um dos maiores acertos da Netflix!


Comentários

Notícias relacionadas