Para Todos os Garotos que Já Amei

Quando recebi Agora e Para Sempre, Lara Jean da Editora Intrínseca, não imaginava que aquele era o terceiro livro. Comecei a ler a história, e apesar de não entender algumas coisas, explicadas nos livros anteriores, terminei-a em 2 dias. Para a minha surpresa, quando comecei a fazer a matéria sobre o terceiro volume, descobri que aquele era o desfecho da série. Na mesma hora tratei de correr atrás dos dois primeiros, mas demorei até enfim tê-los nas mãos. O tempo passou e os direitos de Para Todos os Garotos que Já Amei foram adquiridos. A produção seria adaptada para os cinemas em breve. Qual não foi minha surpresa ao ver o sucesso que a trama de Jenny Han tinha conquistado. Eu certamente não imaginava a jogada seguinte, quando a estreia do filme ficou a cargo da Netflix, como foi divulgado pela Variety.

Decidi que enfim era a hora de conhecer tudo desde o começo e enfim responder as perguntas que ficaram sem resposta durante minha primeira leitura. No período de 7 dias li os três livros, pois obviamente tive que ler o terceiro mais uma vez. O que já era bom ficou ainda melhor. Visto que os atores do filme já foram escalados, consegui por rostos nos personagens que eu estava lendo. Noah Centineo nasceu para interpretar Peter Kavinsky, enquanto Lana Condor é mesmo Lara Jean.

Para Todos os Garotos que já Amei
Reprodução/IMDb

Para Todos Os Garotos que Já Amei

Lara Jean Song Covey é uma típica adolescente romântica de 16 anos. Estuda em uma escola na Virgínia, é a irmã do meio e foi praticamente criada por seu pai. Sua mãe era descendente de coreanos, o que explica os olhos puxados das irmãs Song. Durante seus breve dezesseis anos de vida, Lara Jean já se apaixonou algumas vezes, mas infelizmente não foi correspondida. Tímida, ela sempre resolveu guardar seus sentimentos em uma carta, guardando-a em uma caixa de chapéus que sua mãe lhe deu antes de morrer. Ao escrevê-las, a menina nunca imaginou que um dia encontrariam seus destinatários. Até aquele momento, onde misteriosamente suas cartas foram enviadas. E o resultado não poderia ser o melhor – e o pior – possível.

As cartas

Após ver sua irmã e melhor amiga embarcar para Escócia, Lara Jean já estava sofrendo o suficiente. Kitty, a irmã mais nova, tem um temperamento difícil e não pode ser considerada a melhor companhia do mundo. Mas nada podia preparar nossa protagonista para o que viria a seguir.

Dos cinco meninos que recebem as correspondências, dois preocupam Lara Jean primeiramente. Josh Sanderson é o ex-namorado de sua irmã, e só se tornou ex após Margot ir estudar na Escócia. Caso contrário, os dois provavelmente estariam juntos e apaixonados. Quando a irmã viaja, Lara Jean e Josh se reaproximam, e um sentimento antigo começa a surgir. A outra carta chega até as mãos de Peter Kavinsky, o menino mais popular da escola e jogador do time de lacrosse. O menino acabou de terminar seu namoro com Genevieve, a ex-melhor amiga da protagonista, e ainda é apaixonado por ela. Unidos pelo único motivo de provocar ciúmes em seus respectivos pretendentes, Peter e Lara Jean engatam um namoro falso. Caso você já saiba como a história vai seguir, sabe que tal falsidade não dura muito.

Para Todos os Garotos que já Amei
Divulgação

P.s: Ainda Amo Você

Continuando exatamente do ponto onde Para Todos os Garotos que Já Amei nos deixa, P.s: Ainda Amo Você traz uma Lara Jean apaixonada. Finalmente descobrimos a pessoa responsável pelo envio das cartas, o que já era relativamente previsível. Mas o que a protagonista não imaginava, é o quanto teria que agradecer a essa pessoa no futuro. Pela primeira vez na vida, sua paixão é correspondida e Lara Jean enfim tem seu primeiro namorado. Peter por sua vez, se mostra cada vez feliz ao lado da menina tímida do colégio. Mesmo que sua imagem deponha contra ele, o menino é carinhoso e super preocupado. No segundo livro podemos conhecer um pouco mais dos outros personagens. Embora o enfoque ainda seja no casal principal, temos uma visão mais ampla sobre Kitty, o pai de Lara Jean e sua nova namorada, e até mesmo Margot.

Quando Genevieve volta a se tornar importante tudo muda. A paixão e o companheirismo de Lara Jean e Peter são colocados a prova antes que imaginavam. Ambos precisam tomar decisões que serão cruciais para o relacionamento continuar, mas ainda são adolescentes, então… Em contrapartida, o lado reservado de Lara Jean vai contra a popularidade de Peter, que precisa manter sua imagem perante a escola. Nossos queridos personagens precisam amadurecer, mas será que conseguem?

P.S: Ainda Amo Você
Divulgação

Agora e Para Sempre, Lara Jean

Enfim chegamos ao desfecho de Para Todos os Garotos que Já Amei. Jenny Han nos traz um casal extremamente apaixonado formado por Peter e Lara Jean. Após vencerem algumas questões para ficar juntos – todas envolvendo Genevieve -, tudo parecia se encaminhar para um “felizes para sempre”. Eles certamente não pensavam que o maior desafio de todos estaria prestes a chegar. Em seu último ano, Lara Jean está estressada o suficiente com o baile, a formatura e a espera das respostas das faculdades. Quando seu pai larga uma bomba no colo das irmãs Song, a menina pega mais uma responsabilidade para si: organizar um casamento.

Desde pequena, Lara Jean imaginou que estudaria na UVA, a faculdade local. Afinal, estaria a poucos minutos de casa e não precisaria abandonar seu pai e sua irmã mais nova. Com a chegada de Peter em sua vida, a urgência para ser aceita lá foi multiplicada por 10, visto que Peter recebeu bolsa para estudar na UVA por conta do Lacrosse. O plano dos dois estava perfeito e a protagonista conseguia imaginar seu futuro todo traçado. Entretanto, tudo vai por água abaixo quando ela não entra na faculdade dos seus sonhos.

Após ser aceita em duas outras instituições, precisa decidir entre ficar próxima do namorado ou seguir seu coração e ir estudar a quase 4 horas de Peter. A morte de uma pessoa próxima faz com que Lara Jean reveja alguns conceitos e sofra com a incerteza do futuro. E digamos que sua sogra definitivamente não está colaborando. Será que um relacionamento à distância sobrevive tanto tempo assim?

Agora e Para Sempre, Lara Jean
Divulgação

O Que Achamos?

Realmente não esperava que fosse gostar tanto da série Para Todos os Garotos que Já Amei. Mesmo que seja fã de romances adolescentes, não gosto de previsibilidade, e imaginei que os livros de Jenny Han fossem estar repletos disso. Felizmente, me enganei. Embora os assuntos realmente girem em torno de Peter e Lara Jean, há muito mais a ser falado. Para entendermos melhor a protagonista, precisamos conhecer quem vive ao seu redor. A família Song tem seu momento nos livros, principalmente no relacionamento entre as irmãs. No terceiro volume, conhecemos um pouco mais de seu pai, que até então tinha aparecido pouco. Com a chegada do casamento, por exemplo, questões envolvendo a mãe das meninas voltam a surgir.

O que mais me agradou em Para Todos os Garotos que Já Amei foi a maneira como tudo se desenvolveu. Os livros têm leitura rápida e simples, resultando em algo que é impossível de largar. A história é cheia de detalhes, e lida com temáticas mais maduras que um típico romance superficial. Os momentos são tão intensos, que experimentei sentimentos de amor e ódio por todos os personagens. E é isso que torna a história real, o fato de observarmos o dia a dia das pessoas e vermos que é possível ter dúvidas, questionamentos e opiniões contrárias. Mal posso esperar para ver a trama adaptada em um filme. Que venham os próximos, inclusive!

Comentários

Notícias relacionadas