Com a estreia do filme adiada para abril, resolvi trazer o livro para o Ler é Bom,Vai! antes disso. Mesmo já tendo-o lido há muito tempo, tive o prazer de reler a história recentemente. O nome mudou, a capa mudou, mas o conteúdo ainda é o mesmo. Simon Vs A Agenda Homo Sapiens é o livro mais famoso da autora Becky Albertalli…mas também é o melhor deles! Embora tenha poucas páginas, 272, a trama possui uma mensagem gigantesca – e linda. O livro, publicado pela Editora Intrínseca, deveria ser lido por todos os seres humanos. Em um mundo cheio de ódio e intolerância, precisamos de mais Simons o mais rápido possível.

Sinopse

“Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Ele só não contava que Martin, o bobão da escola, iria chantageá-lo ao descobrir sua troca de e-mails com Blue, pseudônimo de um garoto misterioso que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.” 

Divulgação/Intrínseca

O Livro

Simon Vs A Agenda Homo Sapiens carrega o nome de seu protagonista no título. Simon tem a vida que muitos considerariam um sonho. É bonito, tem pais modernos e divertidos, uma irmã e um cachorro extremamente fofos, mora em uma casa enorme, tem seu próprio carro e amigos incríveis. Como muitas vezes só enxergamos a capa de um livro, o menino é atormentado por um segredo. Simon é gay. Estudando em uma escola onde menos de 5 alunos são assumidamente gays, ele esconde quem realmente é. Tudo isso muda quando ele “conhece” Blue. Em um site de fofocas da escola, Blue admitiu esconder o mesmo “segredo” de Simon. Isso foi suficiente para que os dois começassem a trocar emails. É o começo de tudo.

Veja também: Ler é Bom, Vai | Os 27 Crushes de Molly, de Becky Albertalli

Simon e Blue começam a se apaixonar um pelo outro, embora não saibam quem são. Durante um momento de descuido, Simon deixa o email aberto no computador da escola. Martin, um outro aluno, lê as conversas e ameaça divulgá-las caso Simon não ajude-o a sair com sua amiga Abby. Tendo de mentir para seus melhores amigos, ele começa a se questionar sobre “sair ou não do armário”. Além disso, ele teme que a descoberta das mensagens acabe com seu relacionamento com Blue. O menino por sua vez, compartilha os problemas de Simon, como o dilema de se assumir para o pai. Depois de muito romance, dilemas adolescentes e descobertas, finalmente descobrimos quem é Blue. E infelizmente, a história acaba.

“É isso que as pessoas não entendem. Essa coisa de sair do armário. Não é nem por eu ser gay, porque lá no fundo sei que minha família levaria numa boa. Meu pai gosta de fazer piadas, e seria constrangedor, sem dúvida, mas acho que tenho sorte. Mas estou cansado de sair do armário. Tudo o que eu faço é sair do armário. Tento não mudar, mas estou sempre vivendo essas pequenas mudanças. Arrumo uma namorada. Tomo uma cerveja. E, todas as vezes, preciso me reapresentar para o universo.” – Simon Vs A Agenda Homo Sapiens

Reprodução

O Que Achamos?

Simon Vs A Agenda Homo Sapiens ainda é famoso pelo motivo errado. O livro ainda carrega o polêmico assunto: Simon é gay. Só isso, nada demais certo? Infelizmente ainda temos muitas pessoas no mundo que pensam igual a alguns colegas de escola do menino. Felizmente, existem pessoas como Becky Albertalli no mundo. A história que ela criou é incrível, simplesmente incrível. Da primeira vez que li o livro, o fiz em dois dias. Dessa vez, em algumas horas. É praticamente impossível parar. Além de todo o romance envolvendo Simon, seus amigos e Blue, ficamos ansiosos para descobrir a identidade do correspondente.

O que mais me agradou em Simon Vs A Agenda Homo Sapiens foi sua originalidade. Sim, temos inúmeros livros com temática parecida e/ou igual. A maneira como Becky desenvolveu seus personagens, porém, os tornou únicos. Enquanto não descobrimos quem é Blue, passamos a conhecer mais sobre Nick, Leah, Abby e até mesmo Martin. No final das contas, percebemos que pouco conhecemos de Blue, mas o pouco é suficiente para nos encantarmos com ele.

Diferente do que acontece em muitas tramas envolvendo pessoas que tem dificuldade em se assumir, as pessoas ao redor de Simon são receptivas e nunca deram indícios de que não o aceitariam. E é isso que torna tudo tão especial. A não aceitação está na cabeça do menino, assim como acontece com muitos outros por aí. É importante e necessário que tenhamos esse tipo de abordagem em um livro infantojuvenil.

“Você não acha que todo mundo devia ter que sair do armário? Por que o comum é ser hétero? Todo mundo devia ter que declarar o que é; devia ser uma coisa bem constrangedora, não importa se você é hétero, gay, bi ou sei lá o que.” –  Simon Vs A Agenda Homo Sapiens

Divulgação/Intrínseca
  • Excelente
5
Sending
User Review
3 (8 votes)

Comentários

Notícias relacionadas