Denis Villeneuve vai dirigir o remake da ficção científica Duna

O cineasta Denis Villeneuve continuará se aventurando no gênero ficção científica. Depois do elogiado A Chegada e do vindouro Blade Runner 2049, ele foi anunciado na direção do remake de Duna, clássica obra de ficção científica escrita por Frank Herbert.

O filho do autor, Brian Herbert, confirmou que Villeneuve estará na direção via Twitter. O projeto será realizado pela Legendary Pictures.

Publicado originalmente em 1965, Duna já foi adaptado ao cinema por David Lynch em 1984 e ganhou uma minissérie do canal Syfy em 2000.

A trama se passa em um futuro distante no meio de um império intergaláctico feudal em expansão, onde feudos planetários são controlados por Casas Nobres que devem aliança à casta imperial da Casa Corrino. O livro conta a história do jovem Paul Atreides, herdeiro do Duque Leto Atreides e da respectiva Casa Atreides, na ocasião da transferência de sua família para o planeta Arrakis, a única fonte no universo da especiaria melange.

Quem irá dirigir The Batman? Surgem os primeiros candidatos

Com a desistência de Ben Affleck na direção de The Batman, a Warner Bros. Pictures começa a procura por um novo diretor. De acordo com o a revista Forbes, Gavin O’Connor (Em Busca da Justiça), Denis Villeneuve (A Chegada), Matt Ross (Capitão Fantástico) e George Miller (Mad Max: Estrada da Fúria) são os primeiros candidatos do estúdio.

Affleck, que escreveu a primeira versão do roteiro, continuará a bordo como o protagonista e produtor do filme. Há alguns meses, ele expressou pequenas diferenças de opinião com a Warner Bros. Pictures, indicando que ele estava focado em aperfeiçoar o roteiro antes de começar o filme, enquanto o estúdio estava mais interessado em agendar o lançamento para 2018.

O ator irá reprisar o papel do Homem-Morcego em Liga da Justiça, que estreia em 16 de novembro.

Crítica | A Chegada é uma das experiências cinematográficas mais transformadoras e emocionantes do ano

poltrona-a-chegada-posterFilmes com a temática invasão alienígena já está deveras saturado em Hollywood, mas continua atraindo um grande público. As mais recentes experiências, como Independence Day: O Ressurgimento, seguiram o mais do mesmo com o clichê de que eles estão aqui para nos conquistar e a Terra será totalmente devastada. Mas, e se fosse o contrário? Se os alienígenas chegassem em nosso planeta com o propósito de ajudar?

É a plot inicial de A Chegada, novo longa do talentoso diretor canadense Denis Villeneuve, que vem realizando grandes produções desde o surpreendente Incêndios. Em seu quinto filme, o cineasta mostra sua versatilidade em saber abraçar diversos gêneros (aqui, ficção científica com drama).

A Chegada é uma obra contemporânea com influências a filmes que, com certeza, inspiraram o diretor quando mais jovem. Nesta produção, fica clara uma referência ao clássico O Dia em que a Terra Parou. Com o roteiro de Eric Heisserer, Villeneuve nos conta uma história com assuntos pertinentes nos dias atuais e que merecem uma reflexão.

Uma delas é qual seria o grande problema da nossa sociedade? Não é preciso racionar muito que a comunicação está entre os principais problemas. A falta de comunicação entre os povos culminou e continua resultando em guerras sem fim. Tudo por julgamentos precipitados, a arrogância e prepotência de alguns povos.

Na trama, quando doze naves alienígenas chegam a vários locais na Terra, o Coronel Weber (Forest Whitaker) está à procura de uma linguista para compreender o que eles estão fazendo no planeta. Para isso, a Dra. Louise Banks (Amy Adams) é requisitada, e se junta com o cientista Ian Donnelly (Jeremy Renner) para decifrarem a mensagem dos seres. Mas, eles precisam correr contra o tempo; quando outros países não demonstram tanta paciência, como a China, que encara a visita inesperada dessas naves como o início de uma guerra mundial.

Daí, começa o grande problema da humanidade em julgar antes de pensar com racionalidade. O longa apresenta com eficiência que a comunicação é um desafio árduo, principalmente, em um mundo onde a maioria das pessoas de todas as raças, credos e espectros políticos não estão dispostas a ouvir.

Louise percebe que os aliens não são hostis, e na medida que ela aprende mais sobre como se comunicar com eles, entende que algo grandioso está por vir. Porém, é mais fácil expulsar os aliens (porque são diferentes!) do que compartilhar alguma experiência com eles.

Amy Adams está soberba aqui e apresenta a melhor atuação de sua carreira. De início, sua personagem parece uma mulher fragilizada, mas logo demonstra ser uma heroína dando uma lição nos militares. Notem na cena de sua chegada ao centro militar, um certo olhar de desdém por uma mulher adentrar em um ambiente masculino. Porém, ela demonstra algo que eles nunca teriam no momento do primeiro contato com os aliens: empatia, paciência e inteligência em não deixar o preconceito prejudicar suas ações.

Jeremy Renner e Forest Whitaker também merecem destaque. As atuações de ambos são interessantes, porque cada um representa um pólo. Renner representa um cientista encarando a situação como uma verdadeira descoberta e aprendizado, enquanto Whitaker representa um militar que precisa de respostas imediatas para seus superiores e pouco está se importando no que a visita alienígena está representando para o mundo.

Com uma atmosfera de intensa força emocional, Denis Villeneuve introduz os aliens de maneira eficiente. A câmera acompanha de uma forma que representa o temor do olhar humano em conhecer algo nunca antes visto. Da mesma forma que os humanos encaram com medo os alienígenas, o longa mostra que eles também tem um certo receio, mas o avanço que eles já possuem por anos de experiência com outras raças, sugere que eles já estavam preparados para uma recepção negativa. Algo pequeno para o desafio maior que eles teriam com a humanidade.

A Chegada é um longa desafiador, que vai emocionar e fazer refletir sobre nossa verdadeira função no universo. O resultado é uma das experiências cinematográficas mais transformadoras do ano. Este é o melhor filme de 2016.

A Chegada | Sci-fi com Amy Adams ganha cartazes e o trailer completo

Paramount Pictures divulgou uma leva de cartazes e o trailer completo de A Chegada (Arrival), sci-fi dirigida por Denis Villeneuve (Os Suspeitos, Sicario). Veja no player abaixo!

Na trama, quando objetos misteriosos se aproximam da Terra, um time de elite, liderado pela expert em linguística Louise Banks (Amy Adams), se une para investigar o caso.

Jeremy Renner, Forest Whitaker e Michael Stuhlbarg também estão no elenco.

Com roteiro de Eric Heisserer, A Chegada terá sua premiere no Festival de Veneza, com estreia nos cinemas americanos em 11 de novembro. No Brasil, a estreia acontece em 09 de fevereiro de 2017.

Sequência de Blade Runner estrelada por Ryan Gosling ganha data de estreia

A sequência de Blade Runner finalmente ganhou uma data de lançamento!

O filme estrelado por Ryan Gosling e Harrison Ford, que reprisará seu papel de Rick Deckard, chegará aos cinemas dos EUA em 12 de janeiro de 2018, segundo o anuncio feito pela Warner Bros.

O novo Blade Runner começa a ser filmado em 2016. Denis Villeneuve (Os Suspeitos) dirige a partir do roteiro de Hampton Fancher (co-roteirista do longa original) e Michael Green baseado em uma ideia original de Ridley Scott, que dirigiu o filme original e será o produtor da continuação.

Assista ao novo trailer de Sicario: Terra de Ninguém

Sicario: Terra de Ninguém, novo longa de Denis Villeneuve (Os Suspeitos), ganhou mais um trailer. Veja no player abaixo!

A trama segue a agente do FBI Kate (Emily Blunt) e sua jornada em conflito que desce para a intriga, a corrupção e caos moral das guerras das drogas nas fronteiras. Na zona fronteiriça sem lei que se estende entre os EUA e o México, Kate está exposta ao mundo brutal do tráfico internacional de drogas por membros de uma força tarefa do governo que a alistaram em seu plano para tirar um chefe do cartel mexicano.

Benicio Del Toro, Josh Brolin, Jon Bernthal e Victor Garber também estão no elenco.

Sicario: Terra de Ninguém estreia em 22 de outubro no Brasil.

Sicario | Veja as primeiras imagens do novo filme de Denis Villeneuve

Foram reveladas as primeiras imagens de Sicario, novo longa de Denis Villeneuve (Os Suspeitos). Veja na galeria abaixo!

A trama segue a agente do FBI Kate (Emily Blunt) e sua jornada em conflito que desce para a intriga, a corrupção e caos moral das guerras das drogas nas fronteiras. Na zona fronteiriça sem lei que se estende entre os EUA e o México, Kate está exposta ao mundo brutal do tráfico internacional de drogas por membros de uma força tarefa do governo que a alistaram em seu plano para tirar um chefe do cartel mexicano.

Benicio del Toro, Josh Brolin, Jon Bernthal e Victor Garber também estão no elenco.

Sicario será exibido no Festival de Cannes e depois chega aos cinemas em 25 de setembro.