Objetos Cortantes

Com estreia marcada para o próximo dia 08 de julho, a adaptação de Objetos Cortantes está sendo idealizada, inicialmente, como uma minissérie de oito episódios, mas Gillian Flynn, a autora da obra original, não descarta a possibilidade de uma segunda temporada – caso a série corresponda ou supere as expectativas.

A autora foi entrevistada pelo The Hollywood Reporter, onde comentou a possibilidade:

“Meus personagens sempre continuam na minha imaginação. Eles têm uma vida plena de trabalho lá e eu mantenho contato com todos eles. Camille (Adams) está indo muito bem. Mas eu nunca diria não (para outra temporada). Eu sei exatamente o que acontece com eles (personagens).”, comentou a autora.

Durante a mesma entrevista, Amy Adams, que interpreta a protagonista, foi questionada sobre como foi interpretar Camille:

“Eu costumava dizer que se saísse do set ou de uma cena sentindo que precisava chorar ou sair chorando, eu tinha feito o meu trabalho. Camille não é alguém que vai chorar na frente das pessoas, ela vai internalizar essa dor. Eu senti como se tivesse dor a partir dela, mais do que a interpretando. Eu também costumo ser sofrer, de 2 a 3 horas da manhã, de insônia, e é assim que Camille me alcança. Eu acordaria no meio da noite e teria um inexplicável terror ou uma auto-aversão, e teria que sair dessa situação. Dito isso, as cenas mais difíceis foram as de Patricia (Clarkson, que interpreta a mãe de Camille).”, revelou a atriz.

Escrita por Marti Noxon, baseada no livro de Gillian Flynn e dirigida por Jean Marc Vallée, Objetos Cortantes gira em torno da repórter policial Camille Preaker, interpretada por Amy Adams, que, recém-saída de uma breve internação em um hospital psiquiátrico, deve voltar à sua pequena cidade para cobrir os assassinatos de duas pré-adolescentes. Tentando montar um quebra-cabeça psicológico do seu passado, Camille acaba se identificando com as vítimas.

Comentários

Notícias relacionadas