Os fãs das bruxas de Charmed já podem comemorar, já que ganharão uma nova série que será produzida pela CW.

O recomeço de Charmed está sendo discutido há anos, mas nunca ganhou atenção o suficiente para chegar as telas. O enredo original da nova série tinha como proposta se passar nos anos 1970. Planos de trazer as estrelas originais Shannen Doherty (Prue), Holly Marie Combs (Piper), Alyssa Milano (Phoebe) e Rose McGowan (Paige) estavam no projeto. Mas as roteiristas – Jessica O’Toole, Amy Rardin e Jennie Urman, todas de Jane the Virgin – desistiram desse ângulo e planejaram cortar qualquer conexão com a série original.

Segundo o TVLine, a CW finalmente aprovou a produção do piloto de Charmed. O diretor será Brad Silberling e Ben Silverman comandará o programa. A nova versão se passará nos dias de hoje e promete ser feroz, engraçada e feminista.

O enredo sobrenatural seguirá três irmãs que descobrem que são bruxas. As novas usuárias de magia irão lidar com suas novas habilidades enquanto lutam conta o patriarcado. Então, é exatamente como a original, mas se passando em uma universidade, basicamente. Ainda não decidiram se alguma das atrizes originais farão alguma aparição, também não se sabe se a nova versão se desconectará totalmente do universo das Halliwell.

Qualquer um que conheça a série original sabe que as irmãs Halliwell eram frequentemente proponentes dos direitos das mulheres. Episódios exploraram desde amamentação em público até assédio sexual. Nos dias de hoje, as atrizes da série continuam a cruzada de suas personagens. Alyssa Milano é membro importante do movimento #MeToo e ajuda a popularizar a hashtag enquanto inspira mulheres de todas as idades a compartilhares suas histórias de violência e assédio. Rose McGowan foi uma das acusadoras mais vocais do caso Harvey Weinstein, detalhando o assédio que sofreu e acusando outras celebridades de saberem de tudo e mesmo assim esconderem o comportamento de Weinstein do público.

Comentários

Notícias relacionadas