No episódio de Game of Thrones do último domingo, Daenerys finalmente descobriu a traição fugaz do seu conselheiro mais confiável, como o cavaleiro exilado, Sor Jorah Mormont (Iain Glen) , que fugiu de Westeros, a espionou para a coroa, na tentativa de ganhar perdão para negociação em escravos.

É claro que os telespectadores sabem que Jorah se apaixonou loucamente, após se juntar na revolução dela na primeira temporada, e que ele nunca sonharia em traí-la atualmente. Clarke afirma sobre a queda de Sor Jorah: “É algo que ela está ciente”.

Clarke conversou brevemente sobre a cena de rompimento do domingo, e afirmou que foi o momento mais difícil para filmar na quarta temporada. A atriz disse “Emocionalmente para mim, foi muito complicado”.

E ainda “Jorah tem estado comigo desde o primeiro dia, na primeira temporada. A cena em si é desagradável porque eu, Emilia, sei que Dany está fazendo algo de errado, e foi a primeira vez que eu já senti isso.”.

E realmente faz sentido, pois Dany tem sido magistral em suas decisões ao longo da série, passando de noiva para Khal Drogo, para governante das cidades da Slaver’s Bay / Baía dos Escravos com um exército e trio de dragões com ela.

Porém, agora por ser vítima da carta e caneta envenenada de Tywin Lannister, ela está abrindo mão de um dos ativos mais valiosos dela. E diz, “Estou diante de Iain Glen pensando: não abandone!”, e “Estou impedindo ele e tudo o que eu desejo é me agarrar aos seus tornozelos. Foi muito difícil que isto marcou uma de suas maiores decisões do personagem até então.”.

Nós entendemos que os personagens de Thrones em muitas vezes pagam grandes preços por erros pequenos na série. A dúvida que paira no ar é se a destituição de Sor Jorah poderia ser o começo da queda de Dany.

Fonte: EW

Comentários

Notícias relacionadas