Frontier é uma produção do Discovey Canada que estreou na Netflix em 2016, a série é um drama de época que mostra o monopólio da Hudson Bay Company no mercado de peles no Canadá durante o século XVIII.

Na série, Declan Harp (Jason Momoa) é um irlandês/nativo americano que está tentando se infiltrar no mercado de peles de qualquer jeito, enquanto luta contra escoceses, ingleses, irlandeses e franceses para obter domínio tanto da terra quanto das peles. Essa foi uma época muito caótica nessa parte do mundo já que muitas culturas procuravam dominar o mercado e as propriedades. Além disso, Harp ainda tenta se vingar das pessoas que mataram sua família.

Apesar da primeira temporada não ter recebido críticas favoráveis, a segunda trouxe mais do que realmente funciona para a série: Jason Momoa. Ele demonstra uma ferocidade autentica que é incrível de assistir e também divertida. Se a terceira temporada continuar focando em Declan Harp é possível que se mantenha na trilha certa.

Além da performance de Momoa, o programa dá bastante tempo em cena para as histórias do povo indígena daquele período e o melhor, a maioria desses personagens são interpretados por atores de descendência nativo americana. Por exemplo, Jessica Matten (Blackstone) que faz o papel de Sokanon, uma das protagonistas, que é meio Métis e meio Saulteaux-Cree, dois dos povos que formavam as Primeiras Nações. Alan Hawco (Republic of Doyle), ator e produtor executivo da série, falou ao Huffington Post Canada sobre a diversidade na série, “vinte anos atrás esse seria um programa de pessoas brancas. Seriam as provações e tribulações dos europeus”

O elenco ainda conta com Landon Liboiron (Hemlock Grove) que ganhou bastante destaque na segunda temporada, Alun Armstrong (Coração Valente) e Zoe Boyle (Sons of Anarchy).

As duas primeiras temporadas de Frontier estão no catálogo da Netflix e a terceira temporada chega no dia 23 de novembro.

Comentários

Notícias relacionadas