A grande qualidade de Fuller House é a mesma de sua série original, Full House – se manter fiel ao seu público. As duas produções seguem firme no humor leve e ingênuo, que garante entretenimento para toda a família. Não é a toa que Fuller House chega em sua quarta temporada com o público crescente. O spin-off de Full House alcançou a nota máxima de criar uma atmosfera familiar com cada temporada lançada. E o Netflix ainda foi assertivo em lançar as temporadas no fim de ano quando as famílias estão reunidas para as festas. Fuller House se torna uma ótima programação.

Identidade

Fuller House poderia cair na armadilha de ficar na sombra do elenco original formado por Danny (Bob Saget), Joey (Dave Coulier), Jesse (John Stamos) e Becky (Lori Loughlin).  Mas em cada temporada, a participação do antigo elenco se tornou cada vez menor. Com isso, dando espaço para a nova geração, criou-se uma empatia. E nesta temporada, nos preocupamos mais com o núcleo de DJ (Candace Cameron Bure), Kimmy (Andrea Barber) e Stephanie (Jodie Sweetin). Foi uma temporada de amadurecimento e dramas a serem resolvidos dos Fuller. E os episódios trabalharam de forma eficiente e orgânica. 

Elenco infantil

Custa acreditar que o tempo passou. Antes crianças, Max (Elias Harger), Jackson (Michael Campion), Ramona (Soni Bringas) e até o pequeno Tommy já estão crescidinhos. Tanto que a temporada deu um pouco mais de espaço para os jovens. Jackson ganha destaque no núcleo dramático quando engata um relacionamento com a excêntrica Rocki (Landry Bender), mas se torna vítima das artimanhas dos jogadores de futebol americano de sua escola, que abusam de sua ingenuidade. O tema álcool é abordado de forma direta e simples. O episódio se torna importante para fazer com que o diálogo entre DJ e o filho Jackson se torne mais vigente entre as  famílias. 

O que achamos?

A quarta temporada de Fuller House segue caminhando de forma autônoma, mas sem esquecer do passado. Referências e visitas dos antigos personagens são sempre bem-vindas. Mas o importante é que a série soube estabelecer seu novo elenco. Notem Fernando (Juan Pablo Di Pace) e Jimmy (Adam Hagenbuch). Antes personagens de apoio, mas que agora se tornaram figuras importantes na dinâmica familiar. 

Pode não ter sido uma temporada tão empolgante como as anteriores. Mas Fuller House continua sendo um bom entretenimento. 

3

Bom

A quarta temporada de Fuller House segue caminhando de forma autônoma, mas sem esquecer do passado. Referências e visitas dos antigos personagens são sempre bem-vindas.

Comentários

Notícias relacionadas