Depois dos aclamados Os Simpsons e Futurama, Matt Groening e Josh Weinstein se reúnem para um novo projeto diante de muita expectativa, agora na Netflix. O humor ácido tradicional da dupla viaja para o Reino Mágico de Dreamland em Des(encanto), série animada que satiriza todos os clichês de fantasia, Idade Média e muito mais.

No início já é possível notar uma referência e homenagem justa ao clássico Monty Python & O Cálice Sagrado. A série traz todos os elementos que os fãs de Groening estão acostumados e aprenderam a admirar ao longo de mais de 20 anos. Talvez, o público da Netflix não costumeiro com o seu estilo poderá não compreender esse projeto. Contudo, o carisma dos protagonistas Bean, Elfo e Luci logo conquistam a audiência.

Sobre a série

A primeira parte com 10 episódios apresenta Bean, uma princesa do Reino Mágico de Dreamland, que não segue os padrões básicos (e obrigados) para uma donzela. Ela não quer um casamento arranjado por seu pai, o Rei Zog. Bean busca o livre arbítrio e encher a cara com muita cerveja. Ao lado de seu companheiro Elfo e o demônio Luci, o trio excêntrico encontrará ogros, trolls e muitos humanos tolos em uma jornada nada convencional.

Humor

Groening repete a mesma estrutura humorística de Os Simpsons e Futurama, embora transpareça que ele não teve a mesma liberdade criativa. Algumas piadas soam no piloto automático e a narrativa inicial é bastante contida. Contudo, o trio de protagonistas são carismáticos e sua irreverência se sobrepõem.

Embora contida, a série tem episódios que fazem ótimas releituras como o clássico João e Maria, dos irmãos Grimm. O episódio é um dos mais divertidos e pontualmente engrena a série para uma narrativa mais dinâmica.

Bean

Matt Groening é mestre em criar personagens que não rondam no politicamente correto, mas que acabam sendo mais que isso. Bean mesmo uma beberrona, mal educada e desbocada, mostra de uma forma irônica e áspera que a mulher pode ser quem ela bem quiser. Não é a toa que Groening escolheu o cenário da Idade Média/Contos de Fada repleto de conservadorismo para introduzir Bean. Ela literalmente cospe na cara da sociedade machista fazendo o que bem entender.

Easter Egg

No episódio 10 intitulado “Dreamland Falls”, há uma clara referência de que Des(encanto) se passa no mesmo universo de Futurama. Luci em posse de uma bola de cristal revela ao rei Zog que ele já passou por outras aventuras, entre elas, com Fry, Bender e o Professor Farnsworth da série Futurama. É um easter egg do episódio “The Late Philip J. Fry”, quando Farnsworth constrói uma máquina no tempo e viaja com Fry e Bender até os fim dos dias. Deu a entender que durante essa viagem eles se encontraram com Luci.

O que achamos?

Apesar da trama rasa em metade dos episódios, Des(encanto) encerra essa primeira parte com potencial. Os 10 episódios são fáceis de maratonar e, ao final, deixa um leque de opções e um vasto universo para que Bean e cia possam se aventurar.

3

Bom

Apesar da trama rasa em metade dos episódios, Des(encanto) encerra essa primeira parte com potencial. Os 10 episódios são fáceis de maratonar e, ao final, deixa um leque de opções e um vasto universo para que Bean e cia possam se aventurar. 

Comentários

Notícias relacionadas