Quando a primeira versão de Street Fighter V foi lançada, o game se envolveu em várias polêmicas, que acusavam a última aventura de Ryu e seus companheiros de luta de ser apenas um caça-níquel incompleto. O fato de o jogo não contar com uma história satisfatória logo no seu começo, a adição do fight money (a moeda do game), que se ganha em algumas ocasiões e pode ser usada para comprar roupas, cenários e outras futilidades, mas que também abre a possibilidade de se usar dinheiro real para tal ações e o grande número de personagens pagos não contribuíram para as boas vendas e reações positivas dos fãs e críticos.

Entretanto, a Capcom prometeu para os gamers a versão Arcade, que alardeava melhorar muito o aspecto geral de Street e acabar com as reclamações. É evidente que a nova roupagem do game, que também está disponível de forma gratuita para quem já possui o jogo, subiu o nível do principal atributo de Street Fighter V – a jogabilidade e trouxe mais algumas adições, que podem prolongar a vida útil do game.

Além da excelente abertura do game, o que mais chama atenção logo de começo a presença do modo Arcade, característica marcante de toda a saga de Street Fighter. Na recém adicionada modalidade, o jogador pode escolher seis caminhos diferentes que buscam emular as experiências de: Street Fighter, Street Fighter II, Street Fighter Alpha, Street Fighter III, Street Fighter IV e também pode-se jogar o próprio arcade do Street Fighter V.

A preferência do jogador por qualquer dos caminhos, não altera a jogabilidade, mas apenas o número de batalhas e as presenças de lutadores, que não estavam originalmente nos respectivos jogos. A má notícia fica por conta dos finais dos personagens, que representam os acontecimentos nesses jogos da saga, mas são apenas imagens estáticas e com um texto.

Talvez a maior adição da versão Arcade seja a melhoria da jogabilidade. A nova versão melhorou o balanceamento dos personagens e adicionou um novo V-Trigger, que pode ser acionado pressionando soco forte e chute forte e que torna os ataques dos personagens mais poderosos por um curto período de tempo.

Agora também é possível mudar o movimento especial dos jogadores. Por exemplo, Ken agora volta com o tradicional Shinryuken e a sequência Heat Rush, o que altera as estratégias de luta de cada jogador dependendo do movimento escolhido. Algo que já era possível nas últimas versões de Street Fighter IV, por exemplo. Essa nova possibilidade de escolha também altera o cenário competitivo do game.

A Capcom também promete a adição de novos personagens. Por enquanto somente Sakura está disponível, mas se levarmos em conta a abertura, é bem provável que Sagat, Blanka e outros lutadores apareçam no decorrer dos meses.

Por fim, Street Fighter V finalmente mostra todo o potencial da última adição à saga de lutas mais famosa do mundo, entretanto, muitos jogadores ainda devem sentir, que a primeira versão do game realmente era algo incompleto e que não merecia o investimento gasto, o que muda completamente de cenário no excelente Street Fighter V: Arcade Edition.

Street Fighter V: Arcade Edition está disponível para Playstation 4 e PC.

Comentários

Notícias relacionadas