Qualquer pessoa, nos dias de hoje, com certeza já deve ter ouvido ou visto por aí a frase “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas” ou “O essencial é invisível aos olhos”, seja em alguma postagem em rede social ou até mesmo em tatuagens.

Essas duas frases, citadas acima, vem de uma obra do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, denominada O Pequeno Príncipe. Conhece? Muito provavelmente. O livro foi lançado em 1943 e, desde lá, vem ganhado muitas versões, tanto escritas como visuais. Temos já um filme da década de 70, temos vários livros em vários formatos (quadrinhos, pop-up, edição colecionador, edição comentada, etc.). E eis que, agora, teremos mais uma grande produção!

O filme, dirigido por Mark Osborne (Kung Fu Panda), produzido pela Paramount Pictures e distribuído pela Paris Filmes, chega ao Brasil daqui duas semanas, dia 20 de agosto. O filme não será uma adaptação/reprodução do best-seller, conforme disse Mark, mas trará toda a essência dele. Confira a sinopse e o trailer logo abaixo:

“A história conta sobre A Pequena Garota, que está sendo preparada por sua mãe para o mundo muito adulto no qual vivem quando, um dia, é interrompida por seu excêntrico e amável vizinho, O Aviador. Esse novo amigo apresenta para ela um mundo extraordinário, no qual tudo é possível. Um mundo ao qual ele mesmo foi apresentado há muito tempo pelo Pequeno Príncipe. É aí que começa a jornada mágica e emocionante da Pequena Garota pela sua própria imaginação – e pelo universo do Pequeno Príncipe. E é onde a Pequena Garota redescobre sua infância e aprende que o que importa são as relações humanas e o que é realmente essencial somente pode ser visto com o coração.”

Como um fã de O Pequeno Príncipe desde pequeno, confesso que estou super animado para esse filme e não vejo a hora de chegar logo a estreia. No elenco de dublagem original temos algumas vozes famosas, como Rachel McAdams, Jeff Bridges, Paul Rudd e James Franco. Também contamos como uma regravação maravilhosa da música Somewhere Only We Know, com a voz de Lily Allen.

Por fim, adapto uma das frases do livro para os dias de hoje em relação ao filme: “Se tu vens, por exemplo, às telas dia 20, desde o dia 10 começarei a ser feliz.”

 

Comentários

Notícias relacionadas