Kaya Scodelario, estrela de Maze Runner: A Cura Mortal, não demonstra preocupação de que o atraso na produção do filme afetará de alguma forma o final da trilogia. A série Maze Runner conseguiu diminuir a tendência de retornos decrescentes nas franquias para jovens adultos, com os dois filmes até agora conseguindo uma base de fãs forte e ganhando dinheiro, totalizando mais de 300 milhões de dólares com cada filme em todo o mundo.

O desastre na franquia aconteceu quando Dylan O’Brien (O Assassino: O Primeiro Alvo) ficou seriamente machucado durante as gravações do último filme em maio de 2016. Isso fez com que a produção do ficasse parada até janeiro de 2017, quando na verdade estava programada para ser lançada (agora a data mudou para janeiro de 2018). Naturalmente há uma preocupação sobre o que o atraso no meio da produção significa no filme pronto, mas, de acordo com Scodelario, isso não mudou muita coisa.

Em recente entrevista para o Screen Rant durante o lançamento de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, a conversa com a atriz Kaya Scodelario foi em direção à outra franquia.
Falando sobre os efeitos dos machucados de O’Brien, ela disse que por conta da proximidade da produção e do elenco, isso teve um significado mínimo na produção:

“Eu acho que nós somos muito próximos, nós somos como melhores amigos – na verdade, eu vou ver os meninos amanhã – e porque nós temos esse grupo no WhatsApp, […] não era como se não tivéssemos nos visto por dois anos, e nós estávamos falando sobre como vamos conseguir essa atmosfera novamente, como vamos fazer acontecer esses relacionamentos na tela novamente? Nós tivemos isso. Nós seguimos em frente, nós somos amigos e isso é ótimo. E o Wes Ball está de volta na direção. É ótimo ter o mesmo diretor novamente. Ás vezes você chega ao set de filmagens e demora algumas semanas até se ajustar ao diretor, pois é um relacionamento muito frágil entre ator e diretor, você tem que aprender os hábitos um do outro e como tudo funciona. Mas nós não teremos que lidar com isso, então pudemos voltar de onde paramos. E nós estamos determinados a terminar essa franquia, porque é algo tão pessoal. Nós amamos o fato das pessoas a amarem, mas para ser honesta, eu acho que teríamos feito para nós mesmos porque tivemos uma experiência tão incrível no primeiro filme e foi bom para nossas carreiras e coisas assim. Foi importante fazer isso e fazer de forma correta”

É claro que ainda existe o principal deslocamento da data de lançamento, que provavelmente será a alteração mais notável. A nova data de 2018 será dois anos e meio após o lançamento do filme anterior, o que significa que o momento foi perdido, porém A Cura Mortal será o final e não será dividido em dois como outros filmes baseados em romances para jovens adultos, como Jogos Vorazes e Divergente, o que pode evitar alguns problemas que as outras franquias tiveram em relação a bilheteria.

Sobre A Cura Mortal, Scodelario disse que terá “grandiosas sequencias de ação, a cena do trem é absolutamente espetacular, mas também terá alguns momentos mais calmos que terão a ver com o motivo do que estamos fazendo e o que estamos fazendo. Espero que seja uma ótima maneira de terminar a história”

Um pedacinho da batalha no trem pode ser vista no trailer (abaixo) e os leitores certamente sabem para onde a personagem Teresa (Kaya Scodelario) está indo, mas para todos os outros, os comentários da atriz definitivamente prometem coisas excitantes para 2018.

Comentários

Notícias relacionadas