Querido Menino é inspirado em dois livros de memórias do jornalista David Sheff e seu filho mais velho, Nic. O longa acompanha a decadência de Nic pelo abuso de drogas. Dirigido por Felix Van Groeningen (Alabama Monroe) a partir do roteiro escrito em parceria com Luke Davies, a história alerta sobre os perigos do vício dentro e fora do seio familiar. Não é apenas o dependente que está se destruindo, a família também. O filme é eficiente em mostrar a luta do pai em tirar o filho das drogas e o quanto quem passa por essa situação fica de mãos atadas e impotente, por muitas vezes.

O Filme

A trama mostra a relação entre o pai David Sheff (Steve Carell) e o filho Nic Sheff (Timothée Chalamet). Com interessantes cenas em flashback, nota-se que a relação entre os dois sempre foi saudável. O roteiro é enfático em mostrar que Nic se tornou mais introspectivo após o divórcio dos pais. A fragilidade do garoto o leva para o vício das drogas, principalmente a metanfetamina. Contudo, o filme jamais demoniza o usuário. Querido Menino foca no abismo de Nic, que não percebe que está levando sua família junta. Percebendo o caos sendo formado, Sheff precisa lidar com a situação do filho e lutar para encontrar uma forma de recuperação.

Performances

Steve Carell e Timothée Chalamet desempenham excelentes performances. Inexplicavelmente foram esquecidos na atmosfera das premiações. Chalamet sempre surpreende em cena. Ele navega com eficiência na mudança de emoções de Nic, ora um filho adorável, ora transtornado e violento quando está sob efeito de entorpecentes. Ele é um ator de entrega. Em Me Chame pelo Seu Nome ele se entrega ao amor e consegue ser franco ao extremo. Em Querido Menino, entra na mente do viciado Nic, que indiretamente se afasta das pessoas que o amam porque seu espírito se tornou clandestino.

Carell interpreta David como um pai profundamente amoroso e atencioso. Jamais ele é violento com Nic, pois há esperança de recuperar o filho. Contudo, ele se torna refém do vício do jovem. É uma bola de neve que ninguém espera que irá te alcançar, mas quando alcança não se pode mais fazer nada. Carell vive um pai em desespero, chorando e sofrendo por dentro em busca de ajuda. Sua decisão no final é dolorosa e comovente.

O que achamos?

Querido Menino não deve ser interpretado como um filme sobre culpa. Não há vilões aqui. Por mais que David se sinta responsabilizado pelo drama de Nic, o longa mostra que as drogas são uma praga que destrói todas as famílias. O que aconteceu simplesmente aconteceu. Um drama comovente sobre luta e desgaste. Difícil não refletir que muitos pais passaram ou passarão por uma situação semelhante.

4

Ótimo

Querido Menino não deve ser interpretado como um filme sobre culpa. Não há vilões aqui. Por mais que David se sinta responsabilizado pelo drama de Nic, o longa mostra que as drogas são uma praga que destrói todas as famílias. O que aconteceu simplesmente aconteceu. Um drama comovente sobre luta e desgaste. Difícil não refletir que muitos pais passaram ou passarão por uma situação semelhante.

Comentários

Notícias relacionadas