Podres de Ricos, a adaptação cinematográfica do livro Asiáticos Podres de Ricos de Kevin Kwan, está fazendo história e quebrando recordes para o gênero de comédia romântica. Não por seu enredo, mas por ser o primeiro filme norte americano com um diretor e elenco completamente asiático.

Hollywood está aceitando a diversidade, mesmo que na marra, e depois do enorme sucesso de Pantera Negra e Corra! em 2017, Podres de Ricos já faturou mais que o dobro de seu orçamento de 30 milhões de dólares, isso apenas com a bilheteria de estreia nos Estados Unidos, o que fez com o filme se tornasse a comédia romântica mais lucrativa da década!

Obviamente, faz muito mais sentido que o público conheça novas culturas através do cinema com histórias contadas por representantes dessa cultura. Este ano já tivemos outra comédia romântica com uma protagonista asiática, Lara Jean de Para Todos Os Garotos Que Já Amei é interpretada pela vietnamita Lana Condor.

Mas Podres de Ricos vai além. O longa é dirigido pelo descendente de chineses Jon M. Chu (Truque de Mestre: O 2º Ato) e é estrelado por Constance Wu (Fresh Off the Boat), Henry Golding, em sua estreia no cinema; Gemma Chan (Humans), Lisa Lu (2012), Awkwafina (Oito Mulheres e Um Segredo), Ken Jeong (Se Beber Não Case) e a veterana Michelle Yeoh (O Tigre e o Dragão). O grande elenco do filme também inclui Sonoya Mizuno (La La Land: Cantando Estações), Chris Pang (Marco Polo), Jimmy O. Yang (Silicon Valley), o comediante Ronny Chieng (The Daily Show), Remi Hii (Marco Polo), Nico Santos (Superstore) e Jing Lusi (Stan Lee’s Lucky Man). E como se não bastasse todo o elenco, Podres de Ricos foi filmado integralmente em locações em Singapura e na Malásia.

Podres de Ricos conta a história da sino-americana Rachel Chu (Constance Wu), que é convidada por seu namorado Nick Young (Henry Golding) para acompanha-lo até Singapura para o casamento do melhor amigo dele. Animada com sua primeira visita à Ásia, mas também um pouco nervosa por conhecer a família de Nick, Rachel está totalmente despreparada para lidar com alguns detalhes importantes que Nick não contou sobre a vida dele. A verdade é que Nick não apenas é o herdeiro de uma das famílias mais ricas como também um dos solteirões mais cobiçados do país. Como namorada de Nick, é como se Rachel tivesse um alvo pintado em suas costas bem na mira de invejosas socialites e, pior ainda, da própria mãe de Nick (Michelle Yeoh), que desaprova o namoro. Muito em breve vai ficar cada vez mais claro que, embora dinheiro não compre amor, pode definitivamente complicar a vida.

Wu e Golding formam um casal bastante charmoso e Yeoh está ótima como intimidadora mãe super protetora de Nick. Awkwafina e Ken Jeong roubam a cena com seu humor. Além do ótimo elenco, Podres de Ricos chama a atenção por mostrar todo o glamour e ostentação dos milionários de Singapura e nos leva a um passeio pela cultura asiática. É fácil de se identificar com Rachel, a garota normal que se sente totalmente desconfortável e julgada neste mundo novo e completamente diferente de sua vida relativamente simples como professora em Nova York.

Outro destaque do longa vai para a trilha sonora, que inclui versões cantadas por artistas asiáticos de sucessos da música pop americana e britânica, entre elas versões em chinês de Material Girl da Madonna, de Yellow da banda Coldplay e de Money dos Beatles.

O filme tem uma história leve e divertida prova que o amor é cheio de obstáculos em qualquer cultura ou classe social, mas sempre é possível avançar e superar os desafios. Podres de Ricos vale a pena ser visto, não só pelo entretenimento, mas também por sua relevância cultural.

Podres de Ricos será exibido na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo nos dias 20 e 23 de outubro e entra em cartaz no grande circuito no dia 25 de outubro.

3.5

Bom

Podres de Ricos não possui um enredo exatamente inovador, mas chama a atenção por relevância cultural: é um filme de Hollywood com um elenco formado por asiáticos ou seus descendentes. Além disso, é um filme leve e divertido, com um casal de protagonistas bastante convincente.

Comentários

Notícias relacionadas