São poucas franquias que conseguem se manterem consistentes. Sem dúvidas que Missão: Impossível chega ao seu sexto filme alavancando seu patamar. Tirando o segundo capítulo dirigido por John Woo (o mais fraco da série) todos os longas se superam conseguindo entregar algo novo. Méritos da Paramount e do produtor e protagonista Tom Cruise, que mais uma vez entrega uma performance sempre no 220v, mas jamais no piloto automático. Novamente sem utilizar dublês, o ator de quase 60 anos parece um garoto correndo, saltando e pulando de paraquedas. Tudo foi feito por ele.

Missão: Impossível – Efeito Fallout é o primeiro a repetir seu diretor com Christopher McQuarrie, que comandou Nação Secreta. Além disso, é a primeira continuação direta. Então, é importante ter acompanhado a história anterior.

O filme

Na trama, o agente especial da CIA August Walker (Henry Cavill) une forças com Ethan Hunt (Tom Cruise) para encontrar o capturado Solomon Lane (Sean Harris), envolvido numa teia de velhos conhecidos movidos por interesses misteriosos e contatos de moral duvidosa. Atormentado por decisões do passado que retornam para assombrá-lo, Hunt precisa se resolver com seus sentimentos e impedir que uma catastrófica explosão ocorra, no que conta com a ajuda dos amigos de IMF.

Sequências de ação

McQuarrie, Cruise e cia jamais subestimam seu público. Com duas e horas e meia de duração, o filme consegue prender a atenção em toda a narrativa. E as cenas de ação são sensacionais! Interessante frisar que toda a construção das cenas são partes importantes da história. Elas não estão ali por acaso apenas para encher linguiça. A câmera sempre aberta estabelece a noção exata do que cada personagem está fazendo. As cenas de luta, destaque para o combate no banheiro, são enérgicas e de efeitos práticos. Os movimentos de Tom Cruise e Henry Cavill soam quase com um musical com planos abertos e longos. Poucos cortes de câmera. É o tipo de filme que merece ser visto na maior tela de cinema possível. A experiência será inesquecível para acompanhar o ato final na perseguição de helicópteros.

Tom Cruise x Henry Cavill

Aos 56 anos, Cruise está melhor ainda como Ethan Hunt, personagem que interpreta há 22 anos. O mais empolgante é que o ator jamais se acomoda. Sempre busca se superar em cada tomada, sempre dispensando os dublês. Mesmo quebrando o pé ao saltar de um prédio (e a cena está presente no filme), o ator possui uma entrega ímpar.

Criticado outrora por performances abaixo do esperado, Henry Cavill entrega uma competente atuação como o agente August Walker. Seu vigor e força bruta em cena impressiona, fazendo-o ser temido por seus adversários.

O que achamos?

Missão: Impossível – Efeito Fallout é surpreendente e brilhante. Pode ser classificado como o melhor filme da franquia. Divertido, empolgante e com o retorno de importantes rostos como Rebecca Ferguson (sempre maravilhosa!), Michelle Monaghan, Simon Pegg e Ving Rhames, a produção segue firme e nunca esteve melhor.

 

5

Excelente

Missão: Impossível – Efeito Fallout é surpreendente e brilhante. Pode ser classificado como o melhor filme da franquia. Divertido, empolgante e com o retorno de importantes rostos como Rebecca Ferguson (sempre maravilhosa!), Michelle Monaghan, Simon Pegg e Ving Rhames, a produção segue firme e nunca esteve melhor. 

Comentários

Notícias relacionadas