É inegável que Brie Larson é uma estrela em ascensão. Depois de excelentes performances em filmes indies como Temporário 12 (2013), a atriz conquistou o Oscar por O Quarto de Jack (2016) e agora está em cartaz nos cinemas com o bilionário Capitã Marvel. Contudo, Larson não deixou de lado a veia independente e lança hoje (05) na Netflix o filme Loja de Unicórnios, projeto idealizado em 2017 que marca sua estreia na direção.

A trama é sobre Kit (Brie Larson), uma jovem com os sonhos frustrados de se tornar uma artista plástica que retorna à casa dos pais e imediatamente recebe um misterioso convite para comparecer à Unicorn Store, uma loja que a levará em uma jornada para descobrir o que significa amadurecer de verdade.

O roteiro escrito por Samantha McIntyre aborda importantes elementos como assédio no trabalho e amadurecimento, mas de forma bem leve. O filme é repleto de boas intenções, mas é necessário ter a mente muito aberta para compreende-las. Larson comete erros comuns de diretores debutantes em definir a narrativa e o desenvolvimento dos personagens. O filme oscila entre comédia e drama. E nos dois gêneros não engrena.

O que agrada no longa é o elenco encabeçado por Larson, que faz de Kit uma garota nostálgica e sonhadora. Nos dias de hoje é algo quase incomum diante de uma sociedade cada vez mais amargurada. Samuel L. Jackson tem uma participação pontual como o excêntrico dono da loja título que ajuda a abrir a mente da garota. Contudo, o destaque do filme fica com Mamoudou Athie no papel de Virgil, que desempenha uma ótima sintonia com Brie Larson.

Loja de Unicórnios é um filme simples com a intenção de trazer um pouco mais de brilho e cores ao nosso cotidiano cada vez mais cinzento. De forma sutil, o longa passa importantes mensagens do quão fadados estamos em não buscar nossos sonhos pelo simples medo de errar. Falhar faz parte do cotidiano. Mas quando se falha naquilo que se mais gosta é um aprendizado. Uma estreia regular, mas promissora de Brie Larson na direção.

2

Regular

Loja de Unicórnios é um filme simples com a intenção de trazer um pouco mais de brilho e cores ao nosso cotidiano cada vez mais cinzento.

Comentários

Notícias relacionadas