Robert Downey Jr. conversou com a revista Empire sobre a presença do Homem de Ferro em Capitão América: Guerra Civil.

“Eles me disseram: ‘Se você participar, nós podemos fazer isso. Caso contrário, o filme vai ter que ser algo diferente’. É bom se sentir necessário. E neste ponto é importante ajudar um ao outro. Eu olho isso como se fosse uma competição e penso: ‘Uau, se essas duas franquias se unirem e eu ficar com um papel menor, com pessoas e diretores que eu respeito, talvez nós possamos seguir em frente, mantendo o interesse das pessoas'”, disse.

Downey Jr. também comentou sobre o racha que acontecerá entre Tony Stark e Steve Rogers, mostrando os dois heróis seguindo caminhos diferentes:

“É natural mudar de opinião. O principal para mim é que tipo de incidente contribuirá para isso e em que estado encontraremos Tony. As pistas estão em Os Vingadores 2. Mas o que acontecerá com Tony para ele abandonar tudo aquilo pelo qual lutava? Joss [Whedon] fala sobre isso a todo momento. É um pouco estranho que esses caras causem tanta destruição no planeta Terra e ninguém parece se importar. O que o governo faria se isso realmente acontecesse? Não seria interessante ver Tony fazendo algo que você nunca imaginou que ele poderia fazer?”, comentou.

Chris Evans (Capitão América), Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Chadwick Boseman (Pantera Negra) e Daniel Brühl estão no elenco do terceiro filme da franquia.

Capitão América: Guerra Civil estreia em 06 de maio de 2016. Joe e Anthony Russo dirigem a partir do roteiro de Christopher Markus e Stephen McFeely.

Comentários

Notícias relacionadas