Final de Os Defensores introduz importante personagem de Demolidor

Se você ainda não assistiu aos oito episódios de Os Defensores cuidado com os SPOILERS a seguir!

via GIPHY

No final de Os Defensores, aos todos pensarem que está morto, Matt Murdock aparece vivo, mas muito ferido depois da batalha no edifício financeiro de Midland. Matt é mostrado desacordado em uma cama com ataduras e várias lesões em seu corpo em um local que parece ser uma igreja. Retornando à consciência, alguém pede para chamar Maggie. Mas quem é Maggie?

Trata-se de Maggie Murdock, a mãe de Matt, que se tornou uma freira. A primeira temporada de Demolidor deixou pistas sobre ela.

Maggie é conhecida pelo arco A Queda de Murdock, de Frank MillerDavid Mazzucchelli. Nos quadrinhos, Matt Murdock é esfaqueado durante sua cruzada com o Rei do Crime, sendo gravemente ferido. Ele acaba sendo socorrido em uma Igreja, onde encontra uma freira, Maggie, que na verdade é sua mãe. Ela cuida dos ferimentos de Matt, e quando ele começa a suspeitar de sua verdadeira identidade, ela nega.

Eles voltam a se encontrar em circunstâncias semelhantes em uma história posterior, Demolidor: Diabo da Guarda, escrita por Kevin Smith. Depois que Matt é drogado e quase forçado a matar um bebê inocente, ele começa a perder a consciência e acaba na igreja novamente pedindo a ajuda de Maggie. Ele a confronta diretamente sobre ser sua mãe. Ela responde dizendo que ele é tão direto quanto seu pai.

Veja Também: Crítica | Os Defensores está para a Netflix como Os Vingadores está para o cinema

Com a aparição de Maggie em Os Defensores, a Netflix/Marvel deixa o caminho aberto que a personagem seja introduzida na terceira temporada de Demolidor. O segundo ano da série já fez menções aos arcos clássicos do Demônio de Hell’s Kitchen como o próprio A Queda de Murdock.

Enquanto isso, Os Defensores já está disponível na Netflix desde o dia 18 de agosto. Leia a nossa crítica abaixo!

 

Morre aos 91 anos o ator e comediante Jerry Lewis

Jerry Lewis, ator e comediante, considerado um dos ícones do gênero humor, faleceu neste domingo. A informação partiu do agente de Lewis, que confirmou seu morte nesta manhã em sua casa em Las Vegas. De acordo com o TMZ, o ator morreu de causas naturais. Entre junho e agosto deste ano, ele foi hospitalizado para tratar de uma infecção urinária.

Lewis influenciou uma geração inteira de comediantes, mas também ficou conhecido por projetos de causas humanitárias, como seu programa beneficente anual do Dia do Trabalho para a Associação de Distrofia Muscular, onde começou a apresentar em 1952.

Sua carreira deu início ao lado do cantor Dean Martin, com quem atuou a partir de 1946 e formou uma das duplas mais marcantes do humor americano. No cinema, um dos seus filmes mais conhecidos é O Professor Aloprado (1963), que ganhou uma versão estrelada por Eddie Murphy nos anos 90.  Foi com O Rei da Comédia, filme de 1983, dirigido por Martin Scorsese, que Lewis ficou eternizado com o apelido homônimo.

Aos 87 anos, Lewis fez uma pequena participação do filme nacional Até que a Sorte nos Separe 2, em que contracenou com Leandro Hassum. Seu último filme foi A Sacada (2016).

A última apresentação de Jerry Lewis aconteceu nos palcos no hotel South Point, em Las Vegas, em outubro de 2016. O comediante deixa 7 filhos.

Jessie T. Usher será o filho de Samuel L. Jackson em Son of Shaft

Segundo o Deadline,  Jessie T. Usher (Independence Day: O Ressurgimento) foi confirmado no elenco de Son of Shaft, novo filme da franquia Shaft.

Também foi informado que Samuel L. Jackson está acertando seu retorno depois de protagonizar em 2000 o longa dirigido por John Singleton como o sobrinho de John Shaft, originalmente interpretado por Richard Roundtree, que também está em negociações para retornar.

Usher interpretará o filho do detetive no filme, no qual ele é forçado a juntar-se com seu pai.

O longa original de 1971 ganhou duas sequências: Shaft’s Big Score em 1972, e Shaft in Africa em 1973. Em 2000, foi realizada uma continuação estrelada por Samuel L. Jackson como o sobrinho do personagem de Richard Roundtree, que reprisou o papel de John Shaft. Além dos filmes, uma série de TV também foi produzida pela CBS de 1973 a 1974.

Crítica | Os Defensores está para a Netflix como Os Vingadores está para o cinema

Se 2012 foi um ano marcante com a estreia de Os Vingadores, filme que marcou a primeira reunião dos heróis do universo compartilhado da Marvel Studios, pode-se dizer que 2017 também ficará marcado com Os Defensores, a primeira reunião dos vigilantes de Nova York, que complementam esse universo.

Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro tiveram temporadas entre altos e baixos, as três últimas oscilando mais. O desafio da Netflix seria de como unificar universos distintos de forma coesa como os quadrinhos o bem fizeram. Os Defensores parte do princípio básico de uma ameaça maior que obriga os personagens colocarem as diferenças de lado para defenderem sua cidade. Os quatro heróis são bem diferentes, não combinam em absolutamente nada, e justamente essa distinção que os fazem se entenderam.

Os primeiro quatro episódios trabalham exatamente no encontro deles motivado pela ameaça de Alexandra (Sigourney Weaver), que está ligada à organização Tentáculo, já citada nas séries solo. Os conflitos e problemas pessoais de cada acabam se cruzando e a forma como se encontram é eficiente e convincente. A enfermeira Claire Temple (Rosario Dawson) continua exercendo com excelência o elo em comum dos heróis, fazendo Luke Cage e Danny Rand se encontrarem, mas sua função vai além disso.

E a dinâmica entre eles? Bem, a forma como Matt Murdock (Charlie Cox), Luke Cage (Mike Colter), Jessica Jones (Krysten Ritter) e Danny Rand (Finn Jones) vão se conhecendo é um dos pontos altos do programa. Entre troca de farpas, ceticismo e sarcasmo, muitos deles partindo de Jessica Jones, a série vai mostrando que eles tem mais em comum do que imaginam.

Outro ponto interessante é a parceria já conhecida nas HQ’s de Luke Cage e Danny Rand. Os dois são conhecidos por se juntarem em excelentes aventuras nos quadrinhos, e a série deixa esse gosto para algo no futuro. Colter e Jones estão bem a vontade nos respectivos papeis e o último consegue uma redenção depois de críticas duras após a primeira temporada de Punho de Ferro. Ficou claro que o grande problema foi o péssimo showrunner Scott Buck que retalhou o roteiro, não sabendo aproveitar o potencial que tinha em mãos.

Charlie Cox também merece destaque. Aqui, Matt Murdock indiretamente assume a função de líder, pois é o mais experiente ao ter mais tempo de combate ao crime nas ruas. Antes relutante em voltar como Demolidor, o advogado cego tem papel primordial nos episódios finais. Krysten Ritter continua durona como Jessica Jones, que usa de forma eficiente sua astúcia como detetive.

A Alexandra de Sigourney Weaver entra na lista de excelentes vilões do universo Marvel na Netflix. Diferente do cinema, que os vilões são caricatos e vazios, em sua maioria, aqui os antagonistas ganham pano de fundo necessário para que se possa compreender suas motivações.

No aspecto técnico, a série apresenta as mesmas qualidades e vícios. As lutas são bem coreografadas e eletrizantes, mostrando com clareza a habilidade que cada um possui. O posicionamento da câmera deixa o telespectador com a noção exata do que está acontecendo durante os combates. Mas, o mesmo vício dos outros programas está aqui: a velha conhecida luta no corredor filmada sem cortes. Ela é ótima, mas repetitiva.

Os Defensores é empolgante, divertido e nostálgico. Os oito episódios não decepcionam e apresentam tudo aquilo que se esperava dos quatro heróis e se consolida como um dos grandes eventos do ano. Os Defensores está para a Netflix como Os Vingadores está para o cinema.

Dragon Ball Super e One Piece tem crossover confirmado

Weekly Shonen Jump [via Yonkou Productions] confirmou que os animes Dragon Ball Super e One Piece terão um episódio crossover. O especial de 1h será exibido ainda neste ano no Japão, com a data a ser confirmada em breve.

Não será a primeira vez que Goku e Luffy se encontram. Já houve uma reunião entre os personagens em One Piece.

Com mais de 801 episódios exibidos e o mangá na edição 875, One Piece é um dos anime mais populares do Japão. A série pode ser vista no Crunchyroll, assim como Dragon Ball Super, que chegou recentemente no Cartoon Network.

Netflix divulga primeiro teaser da série O Justiceiro

Aproveitando a estreia de Os Defensores, a Netflix divulgou hoje (18) o primeiro teaser da próxima série do universo Marvel, O Justiceiro. Veja no player abaixo!

Jon Bernthal reprisa o papel-título depois de sua participação na segunda temporada de DemolidorBen Barnes(As Crônicas de Nárnia) será Billy Russo, o melhor amigo de Frank Castle do tempo nas Forças Especiais que dirige uma corporação militar privada bem-sucedida chamada Anvil. Nos quadrinhos, ele se torna o vilão Jigsaw. Deborah Ann Woll (da série Demolidor) reprisa o papel de Karen Page, assistente de Matt Murdock.

Ebon Moss-Bachrach (da série Girls) vai interpretar Micro, ex-analista da NSA cujos segredos podem ser de grande valor para Frank Castle e todos ao seu redor; e Amber Rose Revah (Indian Summers, Son of God) será Dinah Madani; uma sofisticada agente de Segurança Interna altamente treinada que está irritada com o Justiceiro.

O Justiceiro estreia ainda neste ano.

3ª temporada de Legends of Tomorrow apresentará a mãe de Ray Palmer

Segundo informações do TV LineSusie Abromeit (Chicago MedJessica Jones) foi confirmada no elenco da 3ª temporada de Legends of Tomorrow.

A atriz viverá a mãe de Ray Palmer (Brandon Routh) em um episódio situado nos anos 80, quando os heróis viajantes do tempo vasculham a infância de Palmer.

A terceira temporada de Legends of Tomorrow estreia em 10 de outubro nos EUA. No Brasil, a série pode ser assistida no canal pago Warner Channel.

Elenco reunido no novo cartaz de Kingsman: O Círculo Dourado

A 20th Century Fox do Reino Unido divulgou o novo cartaz de Kingsman: O Círculo Dourado com o elenco reunido. Veja na cartaz abaixo!

Kingsman: Serviço Secreto introduziu o mundo a Kingsman – uma agência de inteligência independente, internacional operando no mais alto nível de discrição, cujo objetivo final é manter o mundo seguro. Em Kingsman: O Círculo Dourado, nossos heróis enfrentam um novo desafio. Quando seu quartel-general é destruído e o mundo é mantido como refém, sua jornada os leva à descoberta de uma organização de espionagem aliada nos EUA chamada Statesman, que remonta ao dia em que ambos foram fundados. Em uma nova aventura que testa a força e inteligência de seus agentes até o limite, essas duas organizações secretas de elite se unem para derrotar um inimigo comum implacável, a fim de salvar o mundo, algo que está se tornando um pouco um hábito para Eggsy.

Colin Firth, Julianne Moore, Taron Egerton, Mark Strong, Halle Berry, Sir Elton John, Channing Tatum e Jeff Bridges estão no elenco da continuação.

Novamente dirigido por Matthew Vaughn, Kingsman: O Círculo Dourado estreia em 28 de setembro.

Sasha Lane é confirmada no elenco de Hellboy: Rise Of The Blood Queen

Hellboy: Rise Of The Blood Queen, filme que reinicia a franquia Hellboy, ganhou mais um nome no elenco. De acordo com o Hollywood Reporter, Sasha Lane (Docinho da América) será Alice Monaghan, o interesse amoroso do protagonista.

Nos quadrinhos, Monaghan apareceu pela primeira vez como um bebê na história “The Corpse”, na qual foi sequestrada por fadas e resgatada por Hellboy. Mais tarde, Monaghan apareceu novamente como uma mulher adulta, onde os dois são reunidos pelo destino e graças à sua conexão com o mundo das fadas. Os dois se apaixonam quando viajam juntos pelo país.

David Harbour (Stranger Things) será o novo protagonista,  Ian McShane (o Sr. Wednesday de American Gods) será o Professor Broom e Milla Jovovich (Resident Evil) será Nimue, a Rainha de Sangue. Neil Marshall (Westworld, Constantine, Game of Thrones) dirige a partir do roteiro de Andrew Cosby (Eureka), Christopher Golden e do criador Mike Mignola. Larry Gordon e Lloyd Levin produzem com Mike Richardson da Dark Horse Entertainment.

Criado nos  quadrinhos em 1993, Hellboy é um demônio invocado do inferno pelos ocultistas nazistas perto do fim da Segunda Guerra Mundial. Criado pelo professor Trevor Bruttenholm do Bureau for Paranormal Research and Defense, Hellboy passou a ser classificado como “O maior detetive ocultista do mundo”.

O primeiro filme do Hellboy chegou aos cinemas em abril de 2004 com Ron Perlman no papel-título e dirigido por Guillermo Del Toro.

FOX desenvolve remake da comédia Sem Licença para Dirigir

De acordo com o Hollywood Reporter, a 20th Century Fox está desenvolvendo o remake de Sem Licença para Dirigir, comédia de 1988 estrelada por Corey Haim, Corey Feldman e Heather Graham.

Alisha Brophy e Scott Miles (Girl Problems) serão as roteiristas da nova versão que trará duas protagonistas femininas.

Na trama original, depois de reprovado no exame de motorista, o adolescente Les Anderson acha que sua vida não pode ficar pior, mas ele está enganado. Sem habilitação para dirigir, Les decide usar o carro de luxo da família para se encontrar com Mercedes Lane. Ela fica bêbada e Les pede a ajuda de seu rebelde amigo Dean.

Netflix renova Ozark para a segunda temporada

Netflix deu sinal verde para a produção de mais 10 episódios da série Ozark, uma das surpresas deste ano, já que a produção está sendo comparada com Breaking Bad. A segunda temporada ainda não tem previsão de estreia.

Na trama, os Byrde e seus filhos adolescentes, Charlotte e Jonah, são, para todas as intenções e propósitos, uma família comum com uma vida comum. Exceto pelo trabalho de Marty (Jason Bateman), um consultor financeiro de Chicago que é também o mais importante lavador de dinheiro para o segundo maior cartel de drogas do México. Quando as coisas ficam feias, Marty precisa tirar sua família dos arranha-céus de Chicago e se mudar com ela para a região bucólica dos Lagos Ozark, no Missouri.

Laura Linney interpreta a esposa de Marty, Wendy. Esai Morales, Julia Garner, Marc Menchaca, Jason Butler Harner e Harris Yulin também estão no elenco.

A primeira temporada de Ozark estreou mundialmente na Netflix em 21 de julho.

Os Defensores ganha vídeo especial que revela os bastidores dos heróis

A Netflix iniciou a contagem regressiva para a série Os Defensores, que estreia mundialmente no serviço em 18 de agosto, às 04:01 da manhã (horário de Brasília). Veja abaixo o vídeo especial dos bastidores da aguardada produção.

A trama acompanha Matt Murdock/Demolidor (Charlie Cox), Jessica Jones (Krysten Ritter), Luke Cage (Mike Colter) e Danny Rand/ Punho de Ferro (Finn Jones), um quarteto de heróis singulares com um objetivo comum – salvar a cidade de Nova York. Esta é a história de quatro figuras solitárias, com o peso de seus desafios pessoais, que percebem que podem justamente serem mais fortes juntos.

Também estão Sigourney Weaver (Alexandra), Elodie Yung (Elektra), Scott Glenn (Stick), Deborah Ann Woll (Karen Page), Elden Henson (Foggy Nelson), Carrie-Anne Moss (Jeri Hogarth), Rachael Taylor (Trish Walker), Eka Darville (Malcolm Ducasse), Simone Missick (Misty Knight) e Jessica Henwick (Colleen Wing).

Marvel – Os Defensores tem como produtores executivos Marco Ramirez e Doug Petrie, junto a Jeph Loeb, da Marvel TV. A série é produzida pela Marvel Television em associação com ABC Studios para a Netflix.

Anya Taylor-Joy vai estar no elenco do remake de Nosferatu

Segundo informações da VarietyAnya Taylor-Joy (Fragmentado) está se juntando ao elenco de Nosferatu, remake do clássico de terror de 1922. Robert Eggers, que dirigiu a atriz em A Bruxa, será o diretor e roteirista da nova versão.

Chris Columbus e Eleanor Columbus serão os produtores.

Na trama original, o corretor de imóveis Hutter precisa vender um castelo cujo proprietário é o excêntrico conde Graf Orlock. O conde, na verdade, é um vampiro milenar que espalha o terror na região de Bremen, na Alemanha e se interessa por Ellen, a mulher de Hutter.

Anya Taylor-Joy atualmente filma Os Novos Mutantes para a 20th Century Fox. O remake de Nosferatu ainda não tem previsão de estreia.

Barbara Hershey se junta ao elenco da 11ª temporada de Arquivo X

De acordo com o Deadline, Barbara Hershey (Sobrenatural) foi confirmada no elenco da 11ª temporada de Arquivo X. A atriz terá um papel recorrente na temporada.

Hershey vai interpretar Erika Price, descrita como “uma poderosa figura que representa uma misteriosa organização”. 

10 novos episódios foram encomendados para o novo ano. Gillian Anderson e David Duchovny estarão de volta aos papéis dos agentes Scully e Mulder. Mitch Pileggi reprisa o papel de Walter Skinner.

Exibido entre 1993 e 2002, Arquivo X ganha uma nova temporada em 2016 com seis episódios. O ano 11 estreia em 2018.