Crítica | O Círculo é um choque de realidade necessário

A melhor frase que pode definir e/ou caracterizar o filme O Círculo é um meme, criado e dissipado pela internet e consequentemente adotado para diversas situações diárias. Mesmo que você não seja fã ou nunca tenha visto um episódio sequer, duvido que nunca tenha ouvido alguém falar:

“Isso é muito Black Mirror”

O Círculo é baseado no livro homônimo de Dave Eggers, e pode ser descrito como uma extensão do episódio 3×01 de Black Mirror, repleto de tecnologia futurista e pessoas ainda mais alienadas do que já são atualmente. Por mais que pareçamos estar a léguas de distância de viver em uma sociedade como a relatada no filme, infelizmente a longinquidade é menor do que pensamos. O longa relata o dia à dia de Mae Holland (Emma Watson), uma jovem do interior passando por problemas financeiros e que precisa do dinheiro para cuidar da saúde do pai com Esclerose Múltipla. A chance da vida de Mae surge quando sua amiga Annie (Karen Gillan) consegue uma entrevista em uma das empresas mais poderosas do planeta, cujo nome é o título do filme. A Círculo funciona com base em informações disponíveis na internet, desde emails pessoais até atividades diárias fora do mundo virtual, mas que de alguma forma foram registradas no imenso universo digital.

Exposta a tantas informações novas, Mae se vê encantada e empolgada em fazer parte daquilo e logo se torna mais uma no time dos alienados. Ela passa a se envolver cada vez mais no “círculo social” que lidera a população da área e faz o possível para alcançar uma posição maior na hierarquia de popularidade. Assim como em grandes conglomerados – como o Google -, os funcionários encontram tudo o que necessitam dentro dos muros da instituição, e antes que perceba ela não precisa mais sair de lá. Eamon Bailey (Tom Hanks) vê na menina o protótipo necessário para seu novo experimento, levando-a a mudar seu próprio ponto de vista e ir contra seus princípios. O propósito inicial de conseguir dinheiro para a saúde do pai se perde e ela chega a ficar até mesmo semanas sem vê-los. Até que ponto deixamos a influência das redes sociais dominar nosso dia à dia e nossas vidas? Mae percebe isso da pior maneira.

Divulgação: IMAGEM FILMES

O filme trata-se de uma grande aula para o público que o assiste. Hanks pode ser comparado ao próprio Steve Jobs durante suas palestras para a empresa, mas para alguém com posicionamentos autoritários, ele perde seu poder muito facilmente mediante as atitudes de Mae. O Círculo nos expõe a questão da falta de privacidade, limites e respeito para com os outros, e então nos damos conta das consequências de nossas atividades diárias. Quem nunca “stalkeou” um perfil desconhecido e descobriu tudo sobre uma pessoa sem ao menos conhecê-la? Isso não é muito diferente do que Bailey faz em sua instituição – na verdade, é exatamente isso. A trama tem a duração necessária para não se tornar algo monótono, pois mesmo com nomes como Watson e Hanks no elenco, a dupla não exerce todo o seu potencial e se atém ao mediano, o que está muito longe de ser ruim. John Boyega inicia o filme dando a entender que terá um grande papel no desfecho da obra, mas seu personagem torna-se apagado no decorrer e sua voz retorna em um momento crucial.

O Círculo é uma produção que tinha tudo para se tornar um filme memorável, pois é realmente bom, mas um roteiro falho acaba por prejudicá-lo. As tecnologias são complicadas demais para serem descritas em poucos segundos, o que torna tudo mais irreal do que deveria. Apenas alguns minutos a mais dedicados a cada uma seriam necessários para ter a relação transparente que o público necessita para entrar na história, e caracterizaria o longa como nota máxima. Entretanto, a mensagem do diretor James Ponsoldt foi passada e chega a assustar a maneira como nos identificamos com diversas situações. Assim como em Black Mirror, a trama é intrigante e nos deixa com uma pulga atrás da orelha, o que somada a um ótimo elenco é o essencial para nos fazer ir ao cinema assistir.

Steven Spielberg vai dirigir Tom Hanks e Meryl Streep no drama The Post

20th Century Fox e Amblin Entertainment conseguiram um time de primeira para o drama The Post, filme sobre o escândalo do Pentagon Papers. De acordo com o DeadlineSteven Spielberg vai dirigir os oscarizados Tom Hanks e Meryl Streep.

Escrito pela novata Liz Hannah, a história seguirá o escândalo de 1971, depois da decisão do editor do The Washington Post, Ben Bradlee (Hanks), e da editora Katharine Graham (Streep), de publicar The Pentagon Papers. Escrito e divulgado pelo analista militar Daniel Ellsberg, os documentos do Pentágono estabeleceram que a Administração Johnson havia mentido ao público e ao congresso sobre o envolvimento militar dos EUA na Guerra do Vietnã e revelou que a administração Nixon secretamente escalou a guerra. O governo Nixon tentou impedir que o The Post os publicasse, e o Assistente do Procurador-Geral dos EUA William Rehnquist levou o caso ao Supremo Tribunal, que decidiu a favor do jornal.

Amy Pascal (Homem-Aranha: De Volta ao Lar) produz o filme com Spielberg, e Kristie Macosko Krieger (Ponte dos Espiões), com Rachel O’Connor na produção executiva com a Star Thrower Entertainment de TimTrevor White, e Adam Somner.

The Post marca a quinta parceria de Spielberg e Hanks depois de O Resgaste do Soldado Ryan, Prenda-me Se For Capaz, O Terminal e Ponte dos Espiões. Streep jamais apareceu em um filme do diretor, mas foi a voz da Fada Azul na ficção científica A.I. – Inteligência Artificial dirigida por ele.

O Círculo | Adaptação do best-seller com Emma Watson e Tom Hanks tem novo trailer

O Círculo, adaptação ao cinema do best-seller de Dave Eggers, ganhou um novo trailer. Veja no player abaixo!

A história um conto de moralidade moderno ambientado em um futuro não tão distante. As consequências terríveis da tecnologia chocam com o desejo de ser ouvido pelo mundo onde a presença online significa tudo e seu número de seguidores pode indicar seu verdadeiro poder.

Emma Watson, Tom Hanks, John Boyega, Patton Oswalt, Bill Paxton, Karen Gillan e Ellar Coltrane formam o elenco.

Com direção e roteiro de de James Ponsoldt, O Círculo estreia em 11 de maio.

DVDs e Blu-Rays: Pré-venda Inferno

A aguardada sequência de “O Código da Vinci” e “Anjos e Demônios“, “Inferno” baseado no livro homônimo do autor Dan Brown chega as lojas no mês de Janeiro em DVD e Blu-Ray.

Além disso, teremos um box em DVD contendo os três filmes de Robert Langdom(Tom Hanks) com uma terrível CAPA:

O Código da Vinci (2006), Anjos e Demônios (2009) e Inferno (2016)

DVD e Blu-Ray Simples:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações do DVD:

Vídeo: 1.85:1 anamórfico
Áudio: inglês, português, espanhol (todos Dolby Digital 5.1)
Legendas: inglês, português, espanhol

Informações do Blu-Ray:

Vídeo: 1.85:1
Áudio: inglês e português (ambos DTS-HD Master Audio 5.1), espanhol Dolby Digital 5.1
Legendas: inglês, português, espanhol

Extras:

  • Cenas Excluídas e Estendidas
  • Visões do Inferno
  • Inferno pelo Mundo
  • Um Olhar para Langdon
  • Esta é Sienna Brooks
  • O Vilão Bilionário – Bertrand Zobrist
  • Jornal do Diretor Ron Howard

Sinopse: Florença, Itália. Robert Langdon (Tom Hanks) desperta em um hospital, com um ferimento na cabeça provocado por um tiro de raspão. Bastante grogue, ele é tratado por Sienna Brooks (Felicity Jones), uma médica que o conheceu quando ainda era criança. Langdon não se lembra de absolutamente nada que lhe aconteceu nas últimas 48 horas, nem mesmo o porquê de estar em Florença. Subitamente, ele é atacado por uma mulher misteriosa e, com a ajuda de Sienna, escapa do local. Ela o leva até sua casa, onde trata de seu ferimento. Lá Langdon percebe que em seu paletó está um frasco lacrado, que apenas pode ser aberto com sua impressão digital. Nele, há um estranho artefato que dá início a uma busca incessante através do universo de Dante Alighieri, autor de ‘A Divina Comédia’, de forma a que possa entender não apenas o que lhe aconteceu, mas também o porquê de ser perseguido.

DVD Coleção Inferno – Anjos & Demônios – Código da Vinci – 3 Discos

Descrição:

O Código Da Vinci
Robert Langdon (Tom Hanks) é um famoso simbologista, que foi convocado a comparecer no Museu do Louvre após o assassinato de um curador. A morte deixou uma série de pistas e símbolos estranhos, os quais Langdon precisa decifrar. Em seu trabalho ele conta com a ajuda de Sophie Neveu (Audrey Tautou), criptógrafa da polícia. Porém o que Langdon não esperava era que suas investigações o levassem a uma série de mensagens ocultas nas obras de Leonardo Da Vinci, que indicam a existência de uma sociedade secreta que tem por missão guardar um segredo que já dura mais de 2 mil anos.

Anjos e Demônios
O professor de simbologia Robert Langdon (Tom Hanks), depois de decifrar o código DaVinci, é chamado pelo Vaticano para investigar o misterioso desaparecimento de quatro cardeais. Agora, além de enfrentar a resistência da própria igreja em ajudá-lo nos detalhes de sua investigação, Langdon precisa decifrar charadas numa verdadeira corrida contra o tempo porque a sociedade secreta por trás do crime em andamento tem planos de explodir o Vaticano.

Inferno
Florença, Itália. Robert Langdon (Tom Hanks) desperta em um hospital, com um ferimento na cabeça provocado por um tiro de raspão. Bastante grogue, ele é tratado por Sienna Brooks (Felicity Jones), uma médica que o conheceu quando ainda era criança. Langdon não se lembra de absolutamente nada que lhe aconteceu nas últimas 48 horas, nem mesmo o porquê de estar em Florença. Subitamente, ele é atacado por uma mulher misteriosa e, com a ajuda de Sienna, escapa do local. Ela o leva até sua casa, onde trata de seu ferimento. Lá Langdon percebe que em seu paletó está um frasco lacrado, que apenas pode ser aberto com sua impressão digital. Nele, há um estranho artefato que dá início a uma busca incessante através do universo de Dante Alighieri, autor de ‘A Divina Comédia’, de forma a que possa entender não apenas o que lhe aconteceu, mas também o porquê de ser perseguido.

Preços:

DVD Inferno – R$ 39,90

Blu-Ray Inferno – R$ 69,90

DVD Coleção Inferno – Anjos & Demônios – Código da Vinci – 3 Discos – R$ 59,90

Lançamentos previstos para o dia 26 de Janeiro.

Crítica | Sully – O Herói do Rio Hudson exalta a competência do homem comum

Assistir Sully – O Herói do Rio Hudson, o mais novo filme de Clint Eastwood, foi um pouco duro depois do trágico acontecimento com a delegação do clube Chapecoense. O longa que deveria ter estreado no final de novembro, acabou sendo adiado por conta do ocorrido. A produção conta os bastidores do pouso de emergência de um avião com 155 passageiros no Rio Hudson em 2009. O que seria um acidente com vítimas fatais, acabou se tornando um ato de competência, algo que faltou no piloto do avião da Chape.

Inspiro no livro Highest Duty, o roteiro de autoria de Todd Komarnicki não exalta o piloto Chesley Sullenberger (Tom Hanks) como o típico herói americano. A trama mostra um sujeito comum, que estava apenas exercendo seu trabalho. Mas em todo caso envolvendo acidentes aéreos, há uma investigação profunda e, o longa mostra os bastidores com a NTSB desmistificando a figura de Sully, indo de encontro se o pouso forçado foi realmente necessário ou se poderia ter sido evitado, já que por pouco não houve vítimas fatais.

Ou seja, alguém tem que pagar o preço. E neste caso, Sully é o alvo. E não poderia haver uma melhor escolha para o papel que não seja Tom Hanks. O ator que já possui uma afeição imediata do público, traz uma performance que pode classificar como humana, gente como a gente. Sully é apresentado como um homem amado pelo público, mas questionado pela imprensa e a agência investigadora. Em nenhuma das situações, ele se sente confortável. Nunca precisou responder tantas perguntas ou imaginou se tornar um persona popular. Com uma simplicidade peculiar, Hanks emprega com eficiência esse confronto diário de Sully.

Eastwood desempenha uma direção meticulosa focando mais na investigação do que no acidente em si. Interessante que a sequência do impacto do avião é apresentada em meio a flasbacks inicialmente, como se quisesse dizer que o importante não está lá. Mas durante o segundo para o terceiro ato, a sequência é apresentada por inteira e o resultado é impressionante.

Mesmo se rendendo ao melodramático no final, Sully – O Herói do Rio Hudson é um importante retrato sobre a coragem do homem comum. Há muitos Sullys por aí, que arriscam suas vidas, que trabalham duro e não esperam e nem querem nada em troca. Por fim, uma produção pequena, mas um dos melhores trabalhos de Clint Eastwood e uma baita atuação de Tom Hanks.

Cinema: Estreias da Semana – [15 de Dezembro]

Esta semana nos cinemas de todo o país temos a estreia de dois grandes filmes que devem fazer sucesso nas bilheterias. O aguardado filme derivado de Star Wars “Rogue One: Uma História Star Wars” estrelado pelos atores Felicity Jones, Riz Ahmed, Ben Mendelsohn e “Sully – O Herói do Rio Hudson” protagonizado por Tom Hanks e baseado em uma história real.

Confira a seguir os lançamentos da semana:

Rogue One: Uma História Star Wars

(Rogue One: A Star Wars Story) – EUA – 2016 – Ação – Duracão: 133 min

Sinopse: Lucasfilm lança o primeiro filme derivado de Star Wars, “Rogue One: Uma História Star Wars“, uma aventura épica totalmente nova. Em uma época de conflito, um grupo de heróis improváveis se une em uma missão para roubar os planos da Estrela da Morte, a maior arma de destruição do Império. Esse evento, fundamental na linha do tempo de Star Wars, une pessoas comuns que escolhem realizar coisas extraordinárias, tornando-se parte de algo muito maior.

Trailer:

Diretor: Gareth Edwards

Elenco: Felicity Jones, Riz Ahmed, Ben Mendelsohn

Distribuidora: Walt Disney

Classificação: 12 Anos

Sully – O Herói do Rio Hudson

(Sully) – EUA – 2016 – Drama – Duração: 96 min

Sinopse: Em 2009 o mundo entrou em estado de choque e admiração por causa de um fato inesperado e impossível: no dia 15 de janeiro daquele ano, o Capitão Chesley “Sully” Sullenberger (Tom Hanks) conseguiu pousar um avião em pane no Rio Hudson. Esse ato quase impossível salvou a vida dos 150 passageiros e alçou Sully à categoria de herói nacional. No entanto, nem mesmo a aclamação pública foi capaz de impedir uma investigação rigorosa sobre sua reputação e carreira.

 

Trailer:

Diretor: Clint Eastwood

Elenco: Tom Hanks, Aaron Eckhart, Laura Linney

Distribuidora: Warner Bros

Classificação: 10 Anos

 

O Círculo | ‘Black Mirror’ das telonas com Emma Watson e Tom Hanks ganha trailer

Foi divulgado hoje (06) o primeiro trailer da adaptação cinematográfica do livro O Círculo, que conta com Emma WatsonTom Hanks e John Boyega no elenco.

Baseado no best-seller escrito por Dave Eggers, O Círculo é um conto de moralidade moderno ambientado em um futuro não tão distante. As consequências terríveis da tecnologia chocam com o desejo de ser ouvido pelo mundo onde a presença online significa tudo e seu numero de seguidores pode indicar seu verdadeiro poder.

Com direção e roteiro de de James Ponsoldt, O Círculo estreia dia 27 de abril nos EUA.

Cinemas cancelam estreia de filme de Tom Hanks após acidente com delegação da Chapecoense

Hoje, o Brasil amanheceu de Luto. Logo cedo fomos bombardeados com a terrível notícia sobre o trágico acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense, uma equipe de 22 jornalistas e mais a tripulação. De toda a equipe do time, apenas 3 jogadores conseguiram escapar com vida, além de um jornalista e uma comissária.

Por essa razão, a Warner Bros. decidiu adiar a estreia de seu mais novo filme, Sully – O Herói do Rio Hudson, protagonizado por Tom Hanks. Com data marcada para o próximo dia 1°, ainda não se sabe para quando será remarcada a data. As redes Cinépolis e Cinemark já haviam informado que o lançamento seria adiado, em razão do acidente.

Estamos profundamente entristecidos por esta terrível notícia. A fim de sermos respeitosos com esta tragédia, tomamos a decisão de adiar a estreia de Sully – O Herói do Rio Hudson, anteriormente programada para o dia 1º de Dezembro. Estendemos nossas sinceras condolências às famílias e aos entes queridos das vítimas neste triste momento”. – declarou um representante da Warner Bros.

Sully – O Herói do Rio Hudson, conta com Hanks como seu protagonista e mostra um piloto (vivido por Hanks) , que evitou um desastre aéreo em 2009, sendo forçado a fazer um pouco no rio que dá nome ao filme, em Nova York.

Nós, da equipe do Poltrona Nerd, gostaríamos de enviar nossos sinceros sentimentos às famílias, aos entes queridos e amigos daqueles que faleceram no dia de hoje.

#ForçaChape

Cinema: Estreias da Semana – 13 de Outubro

Esta semana temos 3 (três) grandes estreias das principais distribuidoras do país: Columbia Tristar, Universal Pictures e Paris Filmes.

Um dos filmes mais esperados do ano “Inferno” adaptação do aclamado best-seller do autor Dan Brown e continuação dos filmes “O Código da Vinci” e “Anjos e Demônios” conta com a participação dos atores Tom Hanks e Felicity Jones.

A animação “Kubo e as Cordas Mágicas” conta com a dublagem de Art Parkinson, George Takei e Cary-Hiroyuki Tagawa e tem a direção de Travis Knight.

O ator argentino Ricardo Darín estrela o suspense “Kóblic“, uma co-produção da Argentina e Espanha com direção de Sebastián Borensztein e a distribuição no Brasil pela Paris Filmes.

Confira a seguir os lançamentos da semana:

poltrona-inferno-posterInferno

EUA – 2016 – Suspense – Duração: 117 min

Sinopse:  O renomado professor de simbologia de Harvard, Robert Langdon (Tom Hanks) visita a Itália e se envolve em mais uma aventura envolvendo símbolos ocultos e corporações secretas. Ele se vê em uma jornada em que procura desvendar os mistérios do clássico da literatura “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri.

 

 

 

Trailer:

Diretor: Ron Howard

Elenco: Tom Hanks, Felicity Jones, Irrfan Khan, Omar Sy, Sidse Babett Knudsen, Ben Foster

Distribuidora: Columbia Tristar

Classificação: 12 Anos

1_aw_30774-kubo_0Kubo e as Cordas Mágicas

(Kubo And The Two Strings) – EUA – 2016 – Infantil – Duração: 105 min

Sinopse: Kubo vive uma normal e tranquila vida em uma pequena vila no Japão com sua mãe. Até que um espírito vingativo do passado muda completamente sua vida, ao fazer com que todos os tipos de deuses e monstros o persigam. Agora, para sobreviver, Kubo terá de encontrar uma armadura mágica que foi usada pelo seu falecido pai, um lendário guerreiro samurai.

 

 

Trailer:

Diretor: Travis Knight

Elenco: Art Parkinson, George Takei, Cary-Hiroyuki Tagawa

Distribuidora: Universal

Classificação: Livre

12764830_550683395095253_6202518874484790754_o_0Kóblic

ARG, ESP – 2016 – Suspense – Duração: 97 min

Sinopse: Argentina, período da ditadura militar da década de 70. Kóblic, um ex-capitão das Forças Armadas é responsável por coordenar as operações aéreas conhecidas como os “voos da morte”, onde elementos considerados subversivos eram arremessados de dentro dos aviões diretamente ao encontro do mar.

 

 

 

Trailer:

Diretor: Sebastián Borensztein

Elenco: Ricardo Darín, Inma Cuesta, Oscar Martinez

Distribuidora: Paris Filmes

Classificação: 14 Anos

Crítica | Inferno é a adaptação mais fraca dos livros de Dan Brown

poltrona-inferno-posterA pior coisa que pode acontecer em uma saga de sucesso, é não saber onde parar. Depois de assistir a adaptação de Inferno, temo que isso possa ter acontecido com os livros de Dan Brown. A história se repete, com personagens e fatos distintos, mas com o mesmo molde dos dois primeiros filmes da série (não, não são continuações!).

Brown tem ótimos livros, que conseguem te prender e criar uma atmosfera instigante. Mas, a narrativa sempre se repete. Se tratando de Robert Langdon (seu personagem mais famoso), suas histórias depois de O Código Da Vinci e Anjos e Demônios passam a não ter tanto mistério, o mesmo valendo para os filmes. Em Inferno, tudo fica previsível e fácil de solucionar para quem já assistiu os filmes anteriores.

Dessa vez, Robert Langdon (Tom Hanks) acorda com amnésia e um aparente ferimento na cabeça, em um hospital de Florença, Itália. O começo confuso e conturbado é uma das poucas coisas que difere essa produção das outras. Logo após ser misteriosamente atacado, ele acaba no apartamento da Dra. Sienna Brooks (Felicity Jones), onde encontra um pequeno projetor da famosa pintura de Botticelli, Mappa dell’Inferno. Graças a seus anos de estudo, Robert percebe que há algo errado na pintura e não demora para Langdon perceber que está envolvido em uma conspiração, envolvendo os mistérios do clássico da literatura A Divina Comédia, de Dante Alighieri.

Novamente dirigido por Ron Howard, Inferno não deixa a desejar no aspecto técnico com uma ótima fotografia, aproveitando o belíssimo cenário de Florença. Mas, o diretor estabelece uma linha narrativa muito confusa. Quem leu o livro, ficará bem situado em cenas pontuais. Quem acompanha apenas os filmes, ficará perdido com sequências de ação bem desconexas.

Tom Hanks e Felicity Jones desempenham atuações burocráticas, o que é pouco para atores de tal calibre. Com um roteiro bem previsível, os atores são forçados a fazerem basicamente o mesmo que vimos nas duas primeiras produções, Hanks como Langdon e Jones como a tradicional jovem envolvida. Além disso, não há uma sintonia entre eles, como ocorreu entre Hanks e Audrey Tautou em O Código Da Vinci, e Hanks e Ayelet Zurer em Anjos e Demônios. Em Inferno, só observamos tal sintonia mais para o final, com uma atuação excelente de Sidse Babett Knudsen, no papel da Dra Elizabeth Sinskey.

Por alguma razão desconhecida, Howard optou por mudar o final da história original, o que pode ter sido um tiro no pé. Depois de duas grandes produções de sucesso, são preciso variações para que uma nova tenha destaque. E foi aí que Howard deveria ter mantido a trama inicial, criando algo surpreendente e imprevisível (para quem não leu, leia o livro!), ao invés do clássico ‘happy ending’. Uma pena.

De forma alguma o filme é ruim, mas poderia ter sido muito melhor. Carregando todo o peso de uma adaptação de Dan Brown bem sucedida por seus dois antecessores, Inferno deveria ter se atido a sua história original, apenas adaptando para as telas o que já foi escrito. Buscando manter o molde clássico, se tornou um filme previsível e sem novidades e provavelmente não será tão bem lembrado quanto os outros dois.

Texto escrito em parceria com Renan Lelis. 

Dan Brown | Autor de Código da Vinci e Inferno lançará outro livro de Robert Langdon

Robert Langdon é o personagem mais conhecido do autor Dan Brown, famoso pelos livros O Código da Vinci, Anjos e Demônios, o Símbolo Perdido e Inferno. Agora, o icônico simbologista estrelará mais uma aventura do autor, que deve chegar nas livrarias em 26 de setembro de 2017.

O próximo livro se chamará Origins e não sairá da fórmula clássica de Brown, que mistura acontecimentos reais e fantasia. Segundo as publishers do autor, o livro gira em torno “da perigosa intersecção das duas maiores perguntas da humanidade e a avassaladora descoberta que as responderá“.

No cinema, já houveram adaptações dos livros O Código Da Vinci, Anjos e Demônios e Inferno está para ser lançado 13 de outubro, que conta com a volta de Tom Hanks no papel de Robert Langdon.

Inferno | ‘Tentaram nos avisar’, alerta novo comercial da adaptação da obra de Dan Brown

Sony Pictures Brasil divulgou um novo comercial de Inferno, próxima adaptação cinematográfica das obras do escritor Dan Brown. Assista no player abaixo!

A trama acompanha Robert Langdon (Tom Hanks), o professor de Simbologia de Harvard, no coração da Itália, sendo arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri.

Felicity Jones (A Teoria de Tudo) será a Dra. Sienna Brooks, Irrfan Khan (As Aventuras de Pi)será Harry Sims, Omar Sy (X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido) será Christoph Bruder, Sidse Babett Knudsen como a Dra. Elizabeth Sinskey e o já conhecido Tom Hanks no papel de Robert Langdon. Ben Foster será o vilão do longa.

Inferno estreia em 13 de outubro no Brasil. Ron Howard, que dirigiu as adaptações O Código Da Vinci e Anjos e Demônios, retorna à direção.

Inferno | Mistério da Cerca Trova é destaque no novo vídeo da adaptação

A Sony Pictures divulgou  o novo vídeo dos bastidores de Inferno, próxima adaptação cinematográfica das obras do escritor Dan Brown. O vídeo apresenta o mistério ao redor da Cerca Trova!

A trama acompanha Robert Langdon (Tom Hanks), o professor de Simbologia de Harvard, no coração da Itália, sendo arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri.

Felicity Jones (A Teoria de Tudo) será a Dra. Sienna Brooks, Irrfan Khan (As Aventuras de Pi) será Harry Sims, Omar Sy (X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido) será Christoph Bruder, Sidse Babett Knudsen como a Dra. Elizabeth Sinskey e o já conhecido Tom Hanks no papel de Robert Langdon. Ben Foster será o vilão do longa.

Inferno estreia em 13 de outubro no Brasil. Ron Howard, que dirigiu as adaptações O Código Da Vinci e Anjos e Demônios, retorna à direção.

Sully – O Herói do Rio Hudson | Veja o trailer IMAX do drama estrelado por Tom Hanks

Warner Bros. Pictures divulgou o trailer IMAX de Sully – O Herói do Rio Hudson, novo filme de Clint Eastwood (Menina de Ouro, Gran Torino) estrelado por Tom Hanks (Ponte dos Espiões). Veja no player abaixo!

A trama inspirada em fatos acompanha o dia 15 de janeiro de 2009, quando o mundo testemunhou o “Milagre no Hudson”. O capitão Sully (Hanks) deslizou seu avião desativado para as águas geladas do rio Hudson, salvando a vida de todos os 155 passageiros a bordo. No entanto, mesmo com Sully sendo anunciado pelo público e pela mídia por seu feito inédito, uma investigação se desenrolava que ameaçou destruir sua reputação e sua carreira.

Aaron Eckhart interpreta Jeff Skiles, o co-piloto. Laura Linney (Kinsey) vive Lorraine Sullenberger, a esposa de Sully.

Sully – O Herói do Rio Hudson estreia em 09 de setembro nos Estados Unidos. No Brasil, o longa chega aos cinemas no dia 1º de dezembro. Eastwood dirige a partir do roteiro de Todd Komarnicki.