Game of Thrones | Pré-venda dos SteelBooks das SEIS temporadas no Brasil

A Warner Bros e a HBO Brasil lançam no país uma edição limitada em steelbook das seis temporadas de Game of Thrones, essa edição foi lançada originalmente em 2015 (1 e 2ª Temporadas) e 2016 (3, 4, 5 e 6ª Temporadas) nos Estados Unidos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A arte dessas edições é inspirada na aclamada e premiada sequência de abertura da série e como diferencial, cada caixa apresenta um brasão magnético colecionável.

1ª Temporada: Casa Stark de Winterfell

2ª Temporada: Casa Lannister em Porto Real

3ª Temporada: Casa Frey e As Gêmeas

4ª Temporada: Patrulha da Noite e a Muralha

5ª Temporada: Casa Targaryen em Meereen

6ª Temporada: O Banco de Ferro de Braavos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os extras dessas edições em blu-rays terá os vídeos de História e Tradição, guias interativos, entrevistas de bastidores, making-of, episódios comentados pelo elenco e muito mais.

                         

Essas edições belissimas com dublagem em PT-BR em todas as temporadas estão previstas para chegar as lojas no dia 4 de abril ao preço de R$149,90. 

Sophie Turner revela que filmagens do novo X-Men começam neste ano

Em entrevista ao HeyUGuys, Sophie Turner revelou que vai reprisar o papel de Jean Grey no novo filme dos X-Men. A atriz confirmou que as filmagens começam ainda neste ano.

“Estamos prestes a começar a filmar o próximo X-Men, acabamos de filmar a 7ª Temporada de Game of Thrones, e tenho alguns filmes para fazer antes do início dos X-Men. E então nós iremos para a 8ª temporada”, disse a atriz.

O novo filme dos será ambientado 10 anos depois de X-Men: Apocalipse, sendo ambientado nos anos 90. Ainda não há informações se Bryan Singer seguirá como diretor.

Game of Thrones | Emilia Clarke afirma que haverá mais uma batalha épica

O elenco de Game of Thrones esteve presente no Emmy e além de se tornar o drama mais premiado da história, suas estrelas concederam entrevistas sobre as expectativas para a próxima temporada. Emilia Clarke (Daenerys Targaryen) e Sophie Turner (Sansa Stark) mostraram-se empolgadas e, apesar de não revelarem muitas coisas, nos deixaram com a esperança de uma temporada ainda mais sensacional.

“Cada palavra é um spoiler, é uma loucura. Li a temporada inteira”, disse Clarke ao TVLine. “Essa temporada está insana. Haverá outra batalha épica”. Parece que a afirmação de Maisie Williams (Arya Stark) no Twitter no mês passado vai se confirmar nas telas.

Veja o que Emilia falou:

Sophie também não segurou o entusiasmo e ficou bem empolgada ao falar sobre a temporada: “não tenho palavras para descrever essa temporada, está inacreditável. É a melhor temporada, vai ser insana. […] Quando li o roteiro, quase caí da cadeira”.

Como já sabemos as últimas temporadas de Game of Thrones terão número reduzido de episódios. Então, é esperado que a trama se desenvolva e caminha para o fim com muita emoção. A sétima temporada estreia no meio de 2017.

Kit Harrington confessa ter dado alguns socos reais em Iwah Rheon

Mal acabou o episódio de ontem de Game of Thrones e fotos de Sansa Stark ja circulavam pelas redes sociais. Fazer o que ? A personagem de Sophie Turner foi o real destaque da “Batalha dos Bastardos“, ao participar de sua primeira morte (logo contra quem né ? ).

AVISO DE SPOILERS – SE VOCÊ AINDA NÃO VIU O EPISÓDIO, PARE POR AQUI ! 

” Foi maravilhoso! É a primeira morte de Sansa e é um momento tão importante pra ela depois de tudo que ela passou e foi afetada por aquele homem. Ela sempre carregou aquilo consigo e é a primeira vez que você ouve ela dizer ‘Suas palavras desaparecerão. Seu nome desaparecerá. Todas as suas memórias desaparecerão’ “ – disse a atriz nos bastidores.

via GIPHY

O produtor executivo e co-criador DB Weiss disse que a série não dá sempre momentos felizes a seus espectadores (ja percebemos isso, não ?), mas esse foi um momento que precisava ser feito.

O show não dá sempre as pessoas, momentos que irão fazê-las felizes, mas esse momento fazia todo o sentido na narrativa da história : eles iriam vencer a luta e tomar Ramsay como seu prisioneiro. Seus cachorros foram importantes para ele durante essa e a última temporada, foram uma espécie de extensão de seus atos horríveis. A ideia de ter os cachorros se voltando contra ele, e pelas mãos de Sansa, fez todo o sentido para nós. Ela não é mais a menininha que quer se vestir de princesa. Seu andar no final da cena foi um dos melhores momentos que já tivemos, com apenas um leve sorriso no rosto. Ela está em Winterfell novamente, mas não mais como a pessoa que era quando o deixou. “ – completou Weiss.

via GIPHY

Iwan Rheon (o Ramsay Bolton) concordou.

“Eu pedi por uma morte relacionada com dragões, mas tudo bem, cachorros estão ok. Nos termos da história, é um meio realmente maravilhoso para encerrar tudo, para que assim Sansa tenha todo o poder.” – brincou o ator.

Mas não vamos esquecer que antes de virar comida de cachorro, Ramsay apanhou muito de Jon Snow.

Não há nada que ele queira mais do que espancar Ramsay até a morte com seus próprios punhos, mas então ele vê sua irmã que sofreu tanto nas mãos daquele homem, e percebe que ele não é a pessoa a acabar com sua vida” – disse Weiss

A luta homem a homem chegou ao ponto onde as coisas ficaram levemente intensas ao extremo.

“É um momento horrível quando você vê um herói passar dos limites. A audiência se sente como ‘Sim, sim, Ramsay está recebendo o que ele merece…Ele está tendo o que merece…Ok, para! Você pode parar agora ?’ Você parte do princípio que odeia a pessoa que está apanhando e depois o jogo pode virar e meu herói se transformar em um monstro. Eu realmente soquei a cara do Iwan algumas vezes por acidente. Ele levou numa boa, e foi muito legal depois disso, então eu tive que pagar uma cerveja pra ela após cada soco. ” – disse Kit Harrington.

via GIPHY

“Essa foi boa. Meu maxilar doeu um pouco no dia seguinte, mas é compreensível” – respondeu Rheon.

A season finale de Game of Thrones acontece dia 26 de junho, na HBO.

Crítica 2 | X-Men: Apocalipse é um bom filme e acerta o tom para o futuro da franquia

X-Men-ApocalypseQuando escalado para dirigir o primeiro filme dos X-Men em 2000, Bryan Singer citou a necessidade de fazer um filme grandioso e desafiador como esse, a fim de no futuro aprender a realmente fazer um filme desse. 16 anos depois, em sua quarta passagem pelo universo dos mutantes, Singer demonstra que consegue realizar um filme dos X-Men de olhos fechados.

X-Men: Apocalipse é mais um bom filme com a assinatura do diretor, mas com ressalvas. A liberdade criativa que a 20th Century Fox cedeu para o cineasta acabou se tornando o grande vilão dos filhos do átomo. É inegável a bagunça que se tornou a cronologia dos filmes, com muitas pontas soltas e perguntas não respondidas. Assim como Dias de Um Futuro Esquecido, esta nova produção renega o passado com o intuito de apagar a arestas e seguir adiante.

Na nova trama, um poderoso mutante que governou o mundo no passado antigo, Apocalipse (Oscar Isaac), voltou a despertar para um mundo de mutantes e caos na década de 80 e está pronto para cumprir sua promessa de refazer a humanidade à sua imagem. Contando com a ajuda de seus Quatro Cavaleiros: Tempestade (Alexandra Shipp), Magneto (Michael Fassbender), Psylocke (Olivia Munn) e Anjo (Ben Hardy), Apocalipse tem seu plano ameaçado por Charles Xavier (James McAvoy) e seus novos mutantes: Jean Grey (Sophie Turner), Ciclope (Tye Sheridan), Noturno (Kodi Smit-McPhee). Além disso, outros velhos conhecidos estão de volta como Mística (Jennifer Lawrence), Fera (Nicholas Hoult) e Mercúrio (Evan Peters).

Co-escrito por Simon Kinberg, Michael Dougherty e Dan Harris, X-Men: Apocalipse não faz jus ao temido vilão título. Oscar Isaac é subaproveitado e a maquiagem acaba prejudicando sua performance. Apocalipse em nenhum momento consegue se impor. Durante a narrativa, o que mais fica presente é a importância dos X-Men voltarem a se unir contra a grande ameaça.

Daí, que o trabalho de Singer em conhecer os personagens continua eficiente. O diretor consegue introduzir muito bem os novos mutantes Noturno, Jean Grey e Ciclope. Todos são apresentados de maneira efetiva e com suas devidas motivações. Como adolescentes, todos tem seus receios e o medo acaba sendo a força para eles encararem os obstáculos.

As escalações de Tye Sheridan e Sophie Turner foram precisamente acertadas. Pela primeira vez na franquia, acompanhamos Ciclope e Jean Grey mais próximos possíveis dos quadrinhos e, trabalhando em equipe. A sintonia entre os jovens atores é ótima, algo que faltou na trilogia original.

Como já apresentado nos trailers, Jennifer Lawrence ganha mais destaque neste longa interpretando Mística vista como heroína pelos jovens mutantes. A personagem abraça esse símbolo para reunir novamente os X-Men. Lawrence não decepciona, embora a Mística no longa esteja mais para Katniss do que a anti-heroína dos quadrinhos.

James McAvoy repete uma atuação competente como Charles Xavier. Interessante que o ator busca pelos trejeitos situar o amadurecimento de Charles, já que a história se passa 10 anos depois do último filme. O mesmo vale para Michael Fassbender que apresenta um Magneto sofrido com perdas recentes e que não consegue se desligar do seu lado mais obscuro.

No aspecto técnico, o trabalho da figurinista Louise Mingenbach está excelente, criando os melhores uniformes dos mutantes até agora. Sem deixar o conhecido tom preto, ela conseguiu utilizar de maneira sutil, mas perceptível para os olhos dos fãs de quadrinhos algumas referências com os trajes clássicos. Visualmente falando, X-Men: Apocalipse é um dos filmes mais bonitos da franquia.

O grande problema no longa está em refazer o que funcionou antes. Em X2 (2003), a cena inicial do Noturno foi uma das mais incríveis daquele ano. O mesmo aconteceu com Mercúrio em X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido (2014). Com o retorno dos dois personagens, suas cenas são praticamente as mesmas, só que maiores e e mais caprichadas visualmente. O mesmo acontece com Coronel Stryker e o projeto Arma X, que novamente é introduzido e somos levados mais uma vez ao Lago Alkali para a participação especial daquele personagem bastante amado (vocês já sabem quem são, então nem preciso citar!). Porém, a cena acaba sendo satisfatória pelo visual e estilo sangrento seguindo a linha da HQ.

X-Men: Apocalipse é deveras divertido. Não é o melhor filme da franquia, mas está longe de ter sido um desastre como aconteceu em X3 – O Confronto Final (2006), que seguiu o rito da maldição do terceiro filme. Com duas trilogias encerradas, o final deixa espaço para algumas novas ideias a serem utilizadas ou, que o fim pode estar próximo.

Observação: Para os apressados que saem logo após o filme acabar, há uma interessante cena pós-créditos.

X-Men: Apocalipse ganha novos cartazes de personagem

A 20th Century Fox divulgou 10 novos cartazes de personagem de X-Men: Apocalipse. Veja na galeria abaixo!

Desde o início da civilização, ele era adorado como um deus.  Apocalipse (Oscar Isaac), o primeiro e mais poderoso mutante do universo X-Men da Marvel, acumulou os poderes de muitos outros mutantes, tornando-se imortal e invencível. Ao acordar depois de milhares de anos, ele está desiludido com o mundo em que se encontra e recruta uma equipe de mutantes poderosos, incluindo um Magneto desanimado (Michael Fassbender), para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará. Como o destino da Terra está na balança, Raven (Jennifer Lawrence), com a ajuda do Professor Xavier (James McAvoy) deve levar uma equipe de jovens X-Men para parar o seu maior inimigo e salvar a humanidade da destruição completa.

Veja mais: X-Men: Apocalipse | Os quatro cavaleiros são apresentados em novo vídeo

Fera (Nicholas Hoult), Mercúrio (Evan Peters), Lucas Till (Havok) e Rose Byrne (Moira MacTaggert) retornam.

Os novatos Sophie Turner (Jean Grey), Tye Sheridan (Ciclope)Alexandra Shipp (Tempestade), Lana Condor (Jubileu), Ben Hardy (Anjo), Olivia Munn (Psylocke) e Kodi Smit-McPhee (Noturno) também estão no elenco.

X-Men: Apocalipse estreia em 19 de maio. Bryan Singer dirige a partir do roteiro de Simon Kinberg, Mike Dougherty e Dan Harris.

Atores de Game of Thrones revelam como evitam os spoilers da série

Se você acha difícil fugir dos spoilers de Game of Thrones, imagina quem passa o dia todo nos sets de gravações?

Em uma entrevista concedida ao Poltrona Nerd, Kit Harington (Jon Snow), Sophie Turner (SansaStark) e John Bradley (Sam Tarly) comentaram como eles evitam spoilers da série e como os roteiristas evitam enviar todos roteiros da temporada de uma só vez.

game-thrones-jon-snow-825x580

Kit Harington (Jon Snow)

Você tentou não descobrir muito sobre o que acontece na quinta temporada?

Sim, mas ouvi algo sobre o enredo em geral porque foi difícil evitar.

Talvez você tenha escutado algumas conversas na sala verde¹?

Não, é no bar que se escutamos as conversas. Porque você quer saber o que os seus colegas de elenco tem feito e eles falam “Bem, fizemos esta cena…” E algo acaba escapando, mas geralmente não consigo juntar a temporada. Então, o que será interessante é se, como temporada, não for popular e todos odiarem, eu estarei dizendo “isso é ótimo!”. E eu vou saber que amarei as outras ainda mais.

¹Sala Verde é uma expressão usada no teatro. É o lugar aonde os atores conversam sobre as cenas quando não estão no palco.

sansa-starkSophie Turner (Sansa Stark)

Quanto tempo antes vocês recebem os roteiros?

Eles vêm pingados. Geralmente dois ou três episódios por vez, mas eles vêm um mês antes de começarmos a gravar, ou algumas semanas.

Você já não leu os roteiros de mais ninguém?

Eu preferir estar realmente surpresa quando assistisse. Geralmente quando eu leio os roteiros e então estou assistindo ao programa e fico, “Ah, isso acontece depois”. Quer dizer, é ótimo sendo assim, mas tira um pouco a empolgação, porque você já leu e já sabe o que vai acontecer. Então quero assistir como todos assistem ou pelo menos assistir uma boa parte assim.

samwell-tarly-5-980x551John Bradley (Samwell Tarly)

Você leu os livros?

Levou um tempo para que os lesse, pois eu queria me surpreender com o que acontecesse com o Sam, e sabendo que Sam não sabe o que está por vir pra ele, eu não deveria saber também. Eu queria viver e respirar a história dele conforme vai acontecendo. Mas eu li os três primeiros. Depois disso, a série os livros estavam tão estabelecidos que acho que acabaram se tornando coisas distintas. É quando os livros e os personagens começam a se juntar, coisas começam a mudar. Acho que depois do terceiro livro e da terceira temporada, eles realmente tornaram coisas distintas e começaram a ter menos relação um com o outro. Os primeiros três livros são leituras fascinantes, mas nada deles me influenciou em relação ao personagem.

Não seja alvo dos spoilers! Todas as temporadas de Game of Thrones estão à venda nas melhores lojas em DVD e Blu-ray, junto com o box da quinta temporada, que contém 5 discos e traz cards exclusivos com referências a situações marcantes da história.

[thb_gap height=”10″]

Xavier e seus mutantes ilustram o novo cartaz de X-Men: Apocalipse

20th Century Fox divulgou o novo cartaz de X-Men: Apocalipse. Veja abaixo o Professor Xavier e seus pupilos!

A trama do novo filme será ambientada em 1983 e terá o retorno de Mística (Jennifer Lawrence), Xavier (James McAvoy), Magneto (Michael Fassbender), Fera (Nicholas Hoult), Mercúrio (Evan Peters), Lucas Till (Havok) e Rose Byrne (Moira MacTaggert). Oscar Isaac será o vilão Apocalipse.

Os novatos Sophie Turner (Jean Grey), Tye Sheridan (Ciclope)Alexandra Shipp (Tempestade), Lana Condor (Jubileu), Ben Hardy (Anjo), Olivia Munn (Psylocke) e Kodi Smit-McPhee (Noturno) também estão no elenco.

X-Men: Apocalipse estreia em 26 de maio. Bryan Singer dirige a partir do roteiro de Simon Kinberg, Mike Dougherty e Dan Harris.