Crítica | Marvel esquece o misticismo e as artes marciais em Punho de Ferro

Punho de Ferro marca a quarta e última série que faltava para fechar o quarteto Os Defensores, que chega no segundo semestre na Netflix. Depois de conhecer as histórias de Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, chega a vez de Danny Rand mostrar ao que veio.

Todas as séries da Marvel na Netflix abraçam a sobriedade e realismo com suas peculiaridades, mostrando o lado mais sujo de Nova York. Desde então ficou o sinal de alerta para a chegada de Punho de Ferro. Será que ele é apenas mais um defensor? Produzida por Scott Buck, a adaptação não muda o origem do herói nas HQ’s. Mas, não soube utilizar o universo rico que o personagem tem. Faltou o misticismo e as artes marciais que tanto era esperado.

Punho de Ferro poderia representar uma icônica série de artes marciais revitalizando filmes do gênero dos anos 70/80. Porém, os 13 episódios tem altos e baixos, e nenhum momento consegue engrenar.

O roteiro é preguiçoso indo sempre para o mais óbvio. A série até apresenta com eficiência o universo de seus personagens focando no retorno de Danny Rand (Finn Jones), que foi declarado morto após o acidente de avião há 15 anos que acabou matando seus pais. Metade da série se resume em Danny provar sua identidade para Joy e Ward Meachum, seus amigos de infância vividos respectivamente por Jessica Stroup e Tom Pelphrey, que agora assumem os negócios da empresa. Sua ingenuidade é até compreensível. Mas, ficar quase metade da série falando apenas “Eu sou o Danny Rand”, é quase irritante vindo de alguém preparado fisicamente e psicologicamente para adversidades.

Mas já era algo de se esperar vindo de Scott Buck, aquele que comandou as temporadas finais de Dexter. E bem… todos viram o que aconteceu. Um dos problemas mais visíveis vindo do showrunner foi a ausência de um grande vilão, ao contrário de Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, que apresentaram excelentes antagonistas. A série mostra que tudo está sob o controle do Tentáculo, mas faltou alguém para representar essa ameaça. Ora Madame Gao, Bakuto, Harold e Ward Meachum se mostram como a figura ameaçadora de Danny Rand, mas tudo muda de uma forma confusa. Notem que Gao está ameaçadora em Demolidor, porque estava sob uma direção segura e contundente. Aqui, ela é mais uma figura alegórica, não tendo a mesma autonomia em cena. Todo grande herói depende de um grande vilão, e a ausência grosseira prejudica a motivação de Danny em toda a série. O que fica visível é que nunca está claro qual caminho ele vai seguir. Se é salvar sua empresa, proteger seus amigos ou defender K’un-Lun.

Finn Jones até se esforça, mas não convence total como personagem. Como bilionário, ele faz o esperado. Um ricaço que recupera sua identidade e tenta corrigir os erros da empresa que leva seu nome. Já como Punho de Ferro (ou parte dele) ele jamais passa a imagem de alguém que foi treinado em outra dimensão e leva consigo o poder de um lendário guerreiro. Mesmo nas cenas em que seu punho brilha, não ficamos convencidos de que ele seja uma arma viva.

Nos quadrinhos, Punho de Ferro pode ser classificado como uma mistura de Bruce Lee, Jackie Chan e Jet Li. A série opta de forma errônea pelo lado realista com Danny Rand mais parecendo um sujeito com habilidades semelhantes a Matt Murdock. Por falar em Bruce Lee, o mestre das artes marciais foi a grande inspiração para a criação do defensor e não há nenhuma referência dele na série.

Em relação ao elenco, a bela Colleen Wing, interpretada pela ótima Jessica Henwick, é o destaque. A personagem possui uma força interior e carisma que conquistam com rapidez. Sempre quando ela sai de cena fica a expectativa pelo seu retorno.

Sobre a ação da série… bem, não empolga. As cenas não possuem intensidade. Parece que repetiram tudo de Demolidor, até a cena clássica do corredor está lá. Quem espera boas performances de Kung Fu, vai se decepcionar. Demolidor empregou sequências de luta que estão na memória até hoje pela criatividade. Aqui, foi tudo no piloto automático e não sobra nenhum momento emblemático.

Os episódios finais de Punho de Ferro até deixam um frescor para o aguardado Os Defensores. Os easter eggs e conhecidos personagens desse universo estão ali. Mas, a Marvel e Netflix perderam uma grande oportunidade com um personagem (a priori) mais fácil para se adaptar. Quem sabe a união com Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage possam trazer dias melhores e tirar o sabor ruim que ficou.

Punho de Ferro | Tudo o que você precisa saber para assistir a série!

Vai assistir a nova série da Netflix sobre o último Defensor? Então você precisa conferir esse vídeo onde comentamos sobre Danny Rand, também conhecido como Punho de Ferro e como ele originou-se!

Punho de Ferro acaba de ser lançada na Netflix, nesta sexta-feira (17) em todos os territórios que o serviço de streaming opera.

Na trama, O bilionário Danny Rand (Finn Jones) retorna à cidade de Nova York após estar desaparecido por anos, tentando reconectar-se ao seu passado e ao legado de sua família. Ele luta contra os elementos do crime que corrompem Nova York com seu domínio do kung-fu e sua habilidade em invocar o incrível e impetuoso poder do Punho de Ferro.

Jessica Henwick (Colleen Wing) também está no elenco. Jessica Stroup (da série The Following) e Tom Pelphrey (da série Banshee) vão interpretar respectivamente Joy e Ward Meachum, os filhos de Harold Meachum, interpretado por David Wenham.

Inscreva-se no canal!

Primeiras Impressões | O que esperar da série Punho de Ferro na Netflix

No próximo dia 17 de março chega à Netflix, Marvel – Punho de Ferro, a série do quarto defensor e que irá preparar o terreno para o megaevento Os Defensores. Assisti com antecedência aos seis primeiros episódios da série e gostei do que vi, mas poderia ter sido melhor.

A série apresenta com eficiência o universo de seus personagens focando no retorno de Danny Rand (Finn Jones), que foi declarado morto após o acidente de avião há 15 anos que acabou matando seus pais. O único descendente da família sobreviveu graças a monges, onde aprendeu os segredos das artes místicas e marciais. Danny Rand adquiriu o poder do lendário guerreiro Punho de Ferro e pretende usa-lo para combater a corrupção em Nova York sob o comando da entidade Tentáculo, a mesma vista na série Demolidor.

Assim como nas anteriores Jessica Jones e Luke Cage, a série tem mais o formato de semanal do que maratona. Demora um pouco para engrenar, principalmente quando foca na busca de Danny Rand em provar sua identidade, quando seu retorno causa um tumulto nas empresas Rand lideradas por Joy e Ward Meachum, seus amigos de infância vividos respectivamente por Jessica Stroup e Tom Pelphrey. Sua chegada é uma ameaça compreensível, mas os episódios ficam muito no dramalhão.

Finn Jones apresenta um bom desempenho como Danny Rand. Dá pra perceber que o ator se dedicou ao máximo, principalmente nas sequências de ação. Outro destaque é Jessica Henwick no papel de Colleen Wing, que apresenta uma ótima sintonia com Jones.

Porém, a série não conseguiu (ainda!) ter sua própria identidade. Se pegar o conceito de Punho de Ferro é quase o mesmo de Demolidor. Um especialista em artes marciais lutando contra o Tentáculo. As cenas de ação são quase as mesmas, coreografias bastante semelhantes. Para alguém que aprendeu kung-fu em outra dimensão ficou a desejar nesse sentido.

Contudo, foram apenas seis episódios e fica a expectativa que o melhor esteja para o final.

“Eu Sou Danny Rand” | Netflix divulga novo vídeo da série Marvel – Punho de Ferro

Hoje (21) a Netflix lançou um um featurette de Marvel – Punho de Ferro (Marvel’s Iron Fist) intitulado “Eu Sou Danny Rand”, que explora a inacreditável história de seu desaparecimento que durou 15 anos, a dura realidade que ele encontra ao se reconectar ao passado e sua luta contra as forças do mal no mundo. Veja no player abaixo!

Na trama, O bilionário Danny Rand (Finn Jones) retorna à cidade de Nova York após estar desaparecido por anos, tentando reconectar-se ao seu passado e ao legado de sua família. Ele luta contra os elementos do crime que corrompem Nova York com seu domínio do kung-fu e sua habilidade em invocar o incrível e impetuoso poder do Punho de Ferro.

Jessica Henwick (Colleen Wing) também está no elenco. Jessica Stroup (da série The Following) e Tom Pelphrey (da série Banshee) vão interpretar respectivamente Joy e Ward Meachum, os filhos de Harold Meachum, interpretado por David Wenham.

Marvel – Punho de Ferro estreia na sexta-feira, 17 de março, às 5:01 da manhã, horário de Brasília.

Netflix lança primeiro trailer de Punho de Ferro

A Netflix lançou hoje o trailer oficial de Marvel – Punho de Ferro (Marvel’s Iron Fist), que estreará mundialmente na Netflix na sexta-feira, 17 de março de 2017, às 5:01 da manhã, horário de Brasília.

O bilionário Danny Rand (Finn Jones) retorna à cidade de Nova York após estar desaparecido por anos, e tenta se reconectar ao passado e ao legado de sua família. Ele luta contra elementos criminosos que corrompem a cidade de Nova York com seu domínio do kung-fu e sua habilidade em invocar o incrível e impetuoso poder do Punho de Ferro.

Marvel anuncia HQ dos Defensores com a mesma equipe da série

A nova formação dos Defensores dos quadrinhos irá acompanhar a série de TV da Netflix. O grupo de heróis terá Demolidor, Luke Cage, Punho de Ferro e Jessica Jones, exatamente os mesmos personagens da série de TV.

Segundo divulgado pela Casa das Ideias, o grupo fará sua estréia nos quadrinhos durante o Free Comic Book Day, data que as editoras disponibilizam títulos grátis para os leitores norte americanos. Confira a arte de David Marquez mostrando o grupo:

Além da arte de David Marquez, Brian Michael Bendis ficará por conta dos roteiros. Segundo Bendis, a proposta da série é mostrar uma história de crime de rua com aspectos do Poderoso Chefão, mas repeitando tudo que os personagens já passaram na vida.

Defensores terão sua estréia no Free Comic Book Day em maio nos EUA e, depois, uma série regular em junho.

Confira as primeiras imagens da série Os Defensores

A EW divulgou as primeiras imagens de Os Defensores, série da Marvel/Netflix que marca a união dos vigilantes Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro. Veja na galeria abaixo!

Charlie Cox (Demolidor), Krysten Ritter (Jessica Jones), Mike Colter (Luke Cage) e Finn Jones (Punho de Ferro) formam o elenco principal da série. Sigourney Weaver (Aliens – O Resgaste, Avatar) será a vilã central.

Deborah Ann Woll (Karen Page), Simone Missick (Misty Knight), Elden Henson (Foggy Nelson), Carrie-Anne Moss (Jeri Hogarth),  Scott Glenn (Stick), Rachael Taylor (Trish Walker)Rosario Dawson (Claire Temple), Elodie Yung (Elektra) e Eka Darville (Malcom) também estão no elenco.

Marco Ramirez e Doug Petrie assumem o comando da série e serão os produtores executivos junto com Drew Goddard, Jeph Loeb e Jim Chory.

S.J. Clarkson (das séries Dexter, Jessica Jones) dirige os dois primeiros episódios.

Os oito episódios da primeira temporada de Os Defensores estreiam neste ano na Netflix.

Punho de Ferro | Veja as novas imagens promocionais do quarto Defensor

O portal IGN divulgou novas imagens promocionais da primeira temporada de Punho de Ferro (Iron First), nova série original da Netflix com a Marvel. Veja todas na galeria!

O bilionário Danny Rand (Finn Jones) retorna à Nova York após estar desaparecido por anos, tentando reconectar com seu passado e o legado de sua família. Ele luta contra os elementos da corrupção da cidade com seu domínio do kung-fu e habilidade de invocar o poder extraordinário do explosivo Punho de Ferro.

Iron Fist (Punho de Ferro) estreará em 17 de março de 2017 em todos os territórios nos quais a Netflix está disponível.

Aproveite e assista também ao trailer legendado:

NYCC divulga o novo trailer da série Punho de Ferro

Durante o painel da NYCC – New York Comic-Con 2016, a Netflix divulgou o trailer de Punho de Ferro, quarta série da parceria com a Marvel que reunirá Os Defensores. Veja no player abaixo!

Punho de Ferro apresentará o bilionário Danny Rand (Finn Jones), que retorna para Nova York após anos de desaparecimento. Utilizando seu incrível conhecimento no kung-fu e sua habilidade de invocar o flamejante poder do Punho de Ferro, Danny irá lutar contra os criminosos e corruptos da cidade.

Jessica Henwick (Colleen Wing) também está no elenco. Jessica Stroup (da série The Following) e Tom Pelphrey (da série Banshee) vão interpretar respectivamente Joy e Ward Meachum, os filhos de Harold Meachum, interpretado por David Wenham.

Punho de Ferro estreia em 17 de março de 2017 às 4:01h da manhã em todos os territórios nos quais a Netflix está disponível.

Será a quarta série da parceria Marvel/Netflix, que já teve Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage. Os quatro personagens se reúnem na minissérie Marvel – Os Defensores.

Marvel divulga novo cartaz da série Punho de Ferro

A Marvel divulgou o novo cartaz de Punho de Ferro, quarta série da parceria com a Netflix que reunirá Os Defensores. A arte também ganhou uma versão em movimento! Veja abaixo!

Punho de Ferro apresentará o bilionário Danny Rand (Finn Jones), que retorna para Nova York após anos de desaparecimento. Utilizando seu incrível conhecimento no kung-fu e sua habilidade de invocar o flamejante poder do Punho de Ferro, Danny irá lutar contra os criminosos e corruptos da cidade.

Jessica Henwick (Colleen Wing) também está no elenco. Jessica Stroup (da série The Following) e Tom Pelphrey (da série Banshee) vão interpretar respectivamente Joy e Ward Meachum, os filhos de Harold Meachum, interpretado por David Wenham.

Punho de Ferro estreia em 17 de março de 2017 às 4:01h da manhã em todos os territórios nos quais a Netflix está disponível.

Será a quarta série da parceria Marvel/Netflix, que já teve Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage. Os quatro personagens se reúnem na minissérie Marvel – Os Defensores.

Netflix divulga a data de estreia e primeira imagem de Punho de Ferro

A série original Netflix Marvel’s Iron Fist (Punho de Ferro) é a quarta de quatro séries épicas de aventura em live-action (Marvel’s Daredevil, Marvel’s Jessica Jones e Marvel’s Luke Cage, que estão disponíveis na plataforma e todas levarão à união dos quatro personagens principais em Marvel’s The Defenders) a estrear com exclusividade na Netflix. A série dramática estreará com treze (13) episódios de uma hora de duração.

O bilionário Danny Rand (Finn Jones) retorna à Nova York após estar desaparecido por anos, tentando reconectar com seu passado e o legado de sua família. Ele luta contra os elementos da corrupção da cidade com seu domínio do kung-fu e habilidade de invocar o poder extraordinário do explosivo Punho de Ferro.

Iron Fist (Punho de Ferro) estreará em 17 de março de 2017 às 4:01h da manhã em todos os territórios nos quais a Netflix está disponível.

Quanto mais representatividade, melhor!

Quando falamos em representatividade na cultura pop o que nós vemos? Muitos comentários negativos, muita coisa ruim e principalmente muito preconceito.

Antes de escrever este texto voltei há algumas notícias para ler os comentários e me assustei com a grande quantidade de preconceituosos. Vou citar alguns casos que acompanhei de perto e, a cada um que lia eu pensava:

“PELO AMOR DE DEUS, VOCÊ NÃO APRENDEU NADA COM AS COISAS QUE VOCÊ CONSOME CULTURALMENTE?!”.

Não vou me aprofundar muito neles, pois não são o foco deste texto, eles só são o primeiro passo.

O primeiro caso a ser comentado foi a escolha do ator Michael B. Jordan como o Johnny Storm do reboot de 2015 para O Quarteto Fantástico.

O segundo caso foi a escolha do ator Finn Jones para ser o personagem Danny Rand, o Punho de Ferro, na série original da Netflix.

O terceiro caso para se lembrar foi a escolha do elenco principal de Caça-Fantasmas.

O que todos estes casos têm em comum? Todos eles foram atacados com comentários preconceituosos e com certa discriminação.

“Um ator negro fazer um personagem loiro de olho azul, que absurdo! Como que um personagem tão forte e másculo como o Punho de Ferro seria interpretado por um ator que fez papel gay em uma série de sucesso mundial? Meu Deus, é sério que vão colocar quatro mulheres para fazer as Caça-Fantasmas? Putz, acabaram de destruir um clássico dos anos 80.”

Confesso que em minha interpretação peguei leve, pois li comentários bem mais maldosos.

A representatividade é importante sim! Quanto maior o número de mulheres em papéis aparentemente para homens, melhor! Quanto maior o número de atores negros em papéis de destaque, melhor! Quanto menos preconceito, melhor!

Quando falamos de representatividade, não estamos querendo forçar você a gostar disso. Queremos mostrar como isso é realmente importante e o quanto isso faz a diferença na vida dessa minoria que sempre foi repreendida. Não sei se vocês lembram, mas no começo deste ano, um menino viu o boneco do Finn de Star Wars e ele se identificou com o mesmo, pois era da cor dele.

Eu fico pensando  o quanto todos ainda têm um pensamento errado sobre algo ou alguém. Por que não buscam ver que isso vai ser importante para a população em geral?!

Quantas mulheres não amaram ver a Charlize Theron em Mad Max, quebrando aquele conceito de mulher fraca? É isso que temos que priorizar. O mundo é diversificado, as pessoas são diferentes, as culturas são diferentes.

Eu fico extremamente desanimado quando vejo que pessoas apreciadoras da cultura pop atacam algum ator/atriz por conta do seu gênero ou da sua cor. Que eu saiba ser “nerd”, também não era cool até dez anos atrás.

É um absurdo ver uma minoria, que ganhou força, começar a atacar outra minoria. Precisamos parar e pensar que, quanto mais representatividade houver, mais pessoas podemos alcançar e assim, mais produções serão colocadas em prática.

Novamente volto a falar, representatividade é importante e quanto mais melhor. Vamos pensar mais nisso, vamos pensar o quanto isso é importante para a vida social das pessoas e para a cultura pop.

Comic-Con 2016 | Veja o cartaz e o primeiro teaser da série Punho de Ferro, da Netflix

A Netflix revelou na San Diego Comic-Con 2016, o primeiro cartaz da série Punho de Ferro. Veja na galeria abaixo! [ATUALIZADO COM O PRIMEIRO TEASER]

Punho de Ferro apresentará o bilionário Danny Rand (Finn Jones), que retorna para Nova York após anos de desaparecimento. Utilizando seu incrível conhecimento no kung-fu e sua habilidade de invocar o flamejante poder do Punho de Ferro, Danny irá lutar contra os criminosos e corruptos da cidade.

Jessica Henwick (Colleen Wing) também está no elenco. Jessica Stroup (da série The Following) e Tom Pelphrey (da série Banshee) vão interpretar respectivamente Joy e Ward Meachum, os filhos de Harold Meachum, interpretado por David Wenham.

Punho de Ferro será a quarta série da parceria Marvel/Netflix, que já teve Demolidor e Jessica Jones como estreantes. A próxima será Luke Cage, que estreia em 30 de setembro.

Os quatro personagens se reúnem na minissérie Marvel – Os Defensores.

 

Punho de Ferro | Carrie-Anne Moss estará de volta como Jeri Hogarth na nova série

A Marvel e Netflix anunciaram hoje que um conhecido rosto estará presente na série Punho de Ferro. A advogada  Jeri Hogarth (Carrie-Anne Moss), da 1ª temporada de Jessica Jones, está confirmada na nova série. A personagem já foi vista durante uma breve cena da 2ª temporada de Demolidor.

Punho de Ferro apresentará o bilionário Danny Rand (Finn Jones), que retorna para Nova York após anos de desaparecimento. Utilizando seu incrível conhecimento no kung-fu e sua habilidade de invocar o flamejante poder do Punho de Ferro, Danny irá lutar contra os criminosos e corruptos da cidade.

Jessica Henwick (Colleen Wing) também está no elenco. Jessica Stroup (da série The Following) e Tom Pelphrey (da série Banshee) vão interpretar respectivamente Joy e Ward Meachum, os filhos de Harold Meachum, interpretado por David Wenham.

Punho de Ferro será a quarta série da parceria Marvel/Netflix, que já teve Demolidor e Jessica Jones como estreantes. A próxima será Luke Cage, que estreia em 30 de setembro.

Os quatro personagens se reúnem na minissérie Marvel – Os Defensores.