A Saga dos Corvos vai ganhar adaptação para a TV

De acordo com a Publishers Marketplace, a Universal Cable Productions adquiriu os direitos para produzir a adaptação televisa da Saga dos Corvos, livros da escritora Maggie Stiefvater.

A Saga dos Corvos é formada por quatro livros, sendo eles: Os Garotos Corvos, Ladrões de Sonhos, Lírio Azul, Azul Lírio, O Rei Corvo e mostra quatro meninos de uma escola particular e a filha de um médium que buscam pela lenda do Rei de Whels nas montanhas da Virgínia, descobrindo magia antiga, sonhos poderosos e os demônios em si.

Michael London (Sideways) será produtor executivo juntamente com Andrew Miller (The Secret Circle), que também será o responsável pela adaptação. Catherine Hardwicke, diretora de Crepúsculo, vai dirigir o piloto que ainda não tem nenhuma emissora relacionada.

Os livros da Saga dos Corvos já foram lançados no Brasil pela Verus Editora.

Review: Trilogia Os lobos de MercyFalls| Uma (grande) dose de romance

No sucesso de Crepúsculo muitas pessoas ficaram se perguntando “e se a Bella ficasse com o Jacob?” ou como seria uma história de amor onde a criatura sobrenatural fosse um lobisomem e não um vampiro. Podem ter existido inúmeras fanfics com versões diferentes do universo de Stephanie Meyer, mas uma autora consagrada por séries fantasiosas, Maggie Stiefvater, resolveu levar o tópico a sério e criar um mundo onde lobos eram os principais condutores da aventura.

Esse novo universo de fantasia criado por Stiefvater se dá na trilogia Os lobos de Mercy Falls, publicado e republicado com novas capas aqui no Brasil pela Agir Now. O núcleo da série segue Grace, uma menina que quando mais nova foi atacada próxima de sua casa por uma alcateia de lobos e antes que o pior pudesse acontecer, foi salva também por um lobo misterioso de olhos amarelos, que Grace jura ver todos os anos na floresta atrás de sua casa.

No decorrer do enredo, com capítulos alternando o ponto de vista entre os personagens principais, vamos descobrir que os lobos que cercam a cidade são, na verdade, lobisomens, e quem salvou Grace foi Sam, um dos mais jovens lobos do grupo. Sam se torna humano durante os verões, quando o clima está quente e favorável para as mudanças que ocorreram em seu corpo. No inverno, a cada ano mais frio, ele vira um lobo completo e só volta a sua forma humana interina quando a neve começa a deixar a cidade.

O primeiro livro segue a saga de Grace e Sam para descobrir uma forma de mantê-lo humano por mais tempo, porque conforme se sabe por experiência, no próximo inverno, o mais frio de todos, Sam se tornará lobo para nunca mais voltar a ficar sob dois pés. Mas nada é muito fácil, ainda mais quando um recém transformado parece estar fora do controle dos mais velhos.

O início da série apresenta seus altos e baixos: os personagens são bons e a trama é bem conectada, porém às vezes o romance parece exceder as expectativas e não de uma forma aceitável para o público. Por outro lado Grace se difere da criticada Bella Swan, ao ser uma personagem mais ativa, até mais que a criatura sobrenatural que Sam é.

“Você é um vício” confessei.
“Você já deveria saber.”

Outro ponto negativo é a relação dela com os pais, que parecem ser posto muito de lado na obra, com a justificativa de serem “ausentes”, mas há horas que pode se perceber que na verdade a autora não sabia como proceder com os acontecimentos caso eles estivessem ali.

A continuação é uma grande reviravolta para o que encontramos no final do primeiro livro – tudo que pareceu se resolver, desaba e o casal encontrará mais obstáculos para alcançar seu objetivo de permanecerem juntos. Ainda no segundo livro somos apresentados a um novo personagem, que chega para por em destaque Isabel, uma personagem já apresentada na primeira parte da história, que agradou muitos os fãs e continua a desempenhar um ótimo papel para a trama. Maggie Stiefvater não desperdiça grandes personagens secundários, lhes dando a chance de brilhar com o que têm de melhor em sua essência – e vale destacar que o personagem introduzido, Cole, acabou por se elevar tanto dentro dos últimos livros que ganhou seu próprio spin-off (Perdido, a ser lançado pela Agir na Bienal do livro do Rio de Janeiro).

O último livro da série continua com o romance e os desafios, mas dessa vez resolve incrementar mais a situação da alcateia em si e não apenas de um, dois ou três lobos. A premissa é que, agora, Grace e Sam não precisam salvar apenas a si mesmos, mas como também todos os outros a quem consideram família.

Alguns pontos perdidos pela autora no primeiro volume passam a ser melhorados no decorrer da trilogia, porém vale ressaltar que Os Lobos de MercyFalls é uma história para bons amantes de (muito) romance, drama e coisas além do ordinário.

Trilogia ‘Os lobos de Mercy Falls’ será relançada com novas capas

Entre a febre da Saga Crepúsculo tivemos alguns títulos que seguiram a linha do romance entre o sobrenatural e o humano, a trilogia Lobos de Mercy Falls foi uma delas.

O sucesso dos livros de Maggie Stiefvater (Os Garotos Corvos) renderam a compra dos direitos para uma adaptação cinematográfica lá em 2010, mesmo ano em que a Agir Now lançou os títulos aqui no Brasil.

E apesar do velho ‘não julgue um livro pela capa’, parece que o primeiro livro da série não decolou tanto pela capa não atrair muito a galera, o que resultou em uma nova linha de design no lançamento do segundo e terceiro livro. Só que isso não agradou quem virou fã da série. Ao que uma capa destoa da outra no conjunto, a trilogia acabou perdendo sua identidade.

Muito foi pedido que o primeiro livro fosse lançado novamente, com uma nova capa que seguisse a linha editorial dos últimos dois títulos. Naquela época, nada feito. Mas a Agir Now não esqueceu dos seus leitores fiéis e lançará no final de maio a trilogia toda repaginada com novas capas e que, na minha opinião Stiefvater fã, passam a alma do livro melhor do que as capas antigas.

80eaf9cf-27d6-4cab-8c2a-46fe0967d14f-horz

 

Para quem já leu sabe que as características dos lobos de Mercy Falls são muito importantes e sempre bem apontadas na narrativa e as novas capas mostram isso perfeitamente.

 

249ad12f-0982-46e0-a331-bafd7fc2d57b

 

 

Além da trilogia repaginada, na Bienal do Livro do Rio de Janeiro teremos o lançamento de Perdido, companion novel (‘spin-off’) de Lobos de Mercy Falls, que tem foco em Cole St. Clair, que aparece no segundo livro, Espera.