Manuscrito de J.K. Rowling com informações sobre os Marotos é roubado

O sonho de muitos fãs de Harry Potter pode estar nas mãos de um bandido e não estamos falando de um aluno da Sonserina. Quem se lembra quando J.K. Rowling anunciou em 2008 que teria escrito uma história pré-Harry Potter para doar a caridade? Essa mesma história foi roubada, causando grande comoção por parte da autora.

“Por favor não compre isso se lhe for oferecido. Foi escrito originalmente para @englishpen, o dono apoia a liberdade dos escritores por meio de lances” 

O manuscrito de 800 palavras contém uma trama sobre Thiago e Sirius tendo problemas com a polícia, três anos antes de Harry ter nascido. O documento foi roubado em abril, em uma casa em Birmingham, na Inglaterra. Avaliado em $32,152 na época, o dinheiro foi destinado a English PEN e Dyslexia Action, instituições que apoiam a liberdade de expressão de escritores. A polícia acredita que o ladrão tentará vender a história para os fãs de Harry Potter, por serem os únicos interessados no documento.

“Eu recebi uma ligação da minha irmã avisando que minha casa tinha sido invadida e meus bens roubados. Então eu soube que meus itens pessoais tinham ido porta afora. O manuscrito é algo que fui responsável por 9 anos – foi um grande choque e demorei um tempo para digerir” – relatou o dono da edificação.

19 anos após a Batalha de Hogwarts, J.K. Rowling se desculpa pela morte de personagem

J.K. Rowling sabe mesmo como manter sua legião de fãs fiel a seu trabalho. Mesmo estando muito distante do lançamento de seu próximo filme, Animais Fantásticos 2, a britânica permanece seguindo a tradição e relembrando datas importantes na história da saga Harry Potter.

Durante uma de suas típicas sessões de Perguntas e Respostas no Twitter, Rowling fez os brasileiros felizes logo de cara ao responder um fã em português.

Logo depois foi questionada a respeito de seus arrependimentos já conhecidos, onde ela se desculpa com os fãs pela morte de algum personagem. Ano passado durante o 18º aniversário da Batalha de Hogwarts, Rowling fez lágrimas surgirem em nossos olhos ao desculpar-se pela morte de Fred Weasley. Esse ano não foi diferente e a autora usou sua conta na rede social para dizer que se arrepende da morte de um dos personagens mais queridos (e odiados) da saga, Severo Snape.

“Ok, aqui está. Por favor não comecem a desencadear guerras sobre isso, mas esse ano eu gostaria de me desculpar por matar (sussurros)…Snape. *corre para se proteger*”

Finalmente, a autora relembrou os 19 anos do fatídico dia em que as forças das trevas, comandadas por Lorde Voldemort, invadiram o Castelo de Hogwarts e destruíram não apenas as estruturas, como também a vida de muitas famílias que perderam seus entes queridos.

“Caso a polícia esteja lendo minhas notificações, há uma tradição de aniversário da Batalha de Hogwarts acontecendo. Eu não estou em um massacre.”

Ler é Bom, Vai | Cormoran Strike, os misteriosos e desconhecidos romances policiais de J.K. Rowling

Não, você leu não errado e nem a pessoa que vos escreve está ficando maluca. A aclamada autora da saga Harry Potter, J.K. Rowling, escreveu três romances policiais nos últimos anos – sob o pseudônimo de Robert Galbraith – e eles são excelentes! Por que Rowling optou pelo nome falso? Simples, ela não queria que as pessoas lessem suas histórias apenas por ela ser quem é, mas sim pelas palavras e pelo conteúdo presente em suas novas produções. Até agora foram três livros publicados, mas Rowling já afirmou que o quarto está em produção. O sucesso foi tanto que a HBO, em parceria com a BBC One, adquiriu os direitos de produção e Cormoran Strike se transformou em The Strike Series, futura série de televisão britânica com 7 episódios.

O primeiro livro recebeu o nome de O Chamado do Cuco e é o primeiro caso de Cormoran a que temos acesso. Após perder a perna e ser considerado um herói de guerra, Strike adentra no mundo de detetives particulares e é contratado para investigar a morte de uma super modelo, Lula Landry, considerada suicídio pela polícia, mas não por seu irmão. Enquanto isso, uma empresa de  funcionários temporários lhe envia semanalmente uma secretária, e por não poder arcar com as despesas, ele acaba as dispensando. É então que chega Robin Ellacot – bela, objetiva e inteligente -, que desperta no detetive um ânimo que ele há muito não encontrava. No fim da semana, ele acaba indo contra seus princípios e contratando-a. É o começo de uma maravilhosa parceria que irá nos fazer suspirar e gargalhar pelas páginas, além de nos deixar em dúvida sobre torcer ou não para um suposto casal.

Tenho de confessar que esse é o meu menos favorito dos três, pois a medida que Galbraith nos apresenta as características de Cormoran, acaba fornecendo detalhes demais e o livro se torna maçante. O detetive é muito complicado na vida e em seus relacionamentos, e no começo da história, não há nada de muito interessante que nos obrigue a prestar atenção. Não demora muito, porém, para a história engrenar e as teorias começarem a surgir na cabeça. Enquanto os primeiros capítulos passam lentamente, do meio para o fim não podemos piscar e a trama já se mostra dinâmica, inteligente e muito bem escrita. Com um desfecho surpreendentemente sensacional, o autor encerra seu primeiro caso e abre o caminho para uma ótima série de livros policiais.

“O que realmente nos faz falta, se formos honestos o suficiente para admitir, são as travessuras divertidas dessa garota de boa vida e fina como papel, de cuja existência de quadrinhos marcada por abuso de drogas, vida tumultuada, roupas elegantes e namorado perigoso e errante, não podemos mais desfrutar.”
Em O Bicho da Seda a história já engrena mais cedo, visto que não temos toda a introdução ao personagem de Cormoran. Neste caso, assim como no anterior, temos um parente da vítima (a esposa Leonora) acreditando que algo diferente aconteceu. O escritor Owen Quine desapareceu repentinamente, e por mais que a senhora tivesse todas as razões para acreditar que era outro dos típicos sumiços do marido – feito para que alguém sentisse sua falta e envaidecesse seu ego – ela contrata Strike para encontrá-lo. Tratando-se de J.K. Rowling, não poderia ser um simples caso de desaparecimento, e não demora muito para descobrirmos o porque. Assim como o detetive, nos deparamos com uma rede de corrupção e falsidade exposta no último livro de Owen, resultando em uma série de pessoas que desejariam silenciá-lo.

Leonora não tarda para ter suas respostas e seu marido logo é encontrado brutalmente assassinado, o que só instigou Cormoran a descobrir o motivo de um crime tão macabro. Para nossa felicidade – ou não – o lado detalhado de Galbraith retorna nesse momento e cada parte do corpo do escritor é descrita, incrementando ainda mais o horror na morte de Owen. Robin e Strike se desdobram para investigar a complexa vida do morto e tudo aquilo que o rodeia, e Galbraith consegue sem esforços, nos trazer para dentro do processo. O relacionamento entre os dois já está mais desenvolvido e uma chama de torcida para um suposto casal florece no leitor. Pistas e informações vão surgindo, assim como teorias e hipóteses em nossas cabeças.  Quando tudo parece estar claro, percebemos que não estamos nem perto do veredicto. Se você achou o final de O Chamado do Cuco surpreendente, prepare-se para O Bicho-da-Seda. Apesar de ser um novo caso sem a menor relação com o anterior, ler o primeiro é estritamente recomendável devido a união entre os dois protagonistas, que vai se desenvolvendo com o decorrer das histórias.

“Owen Quine pensava que as mulheres não tinham lugar na literatura: ele, Strike, também tinha um preconceito secreto – mas que alternativa tinha agora, com o joelho gritando por misericórdia e nenhum carro com direção automática para alugar?”

Finalmente chegamos ao último livro da série publicado até agora, e também o meu favorito, sendo aquele que li mais rápido entre os três. Se você chegou até aqui é porque se encantou pelas palavras de Galbraith e por seus dois protagonistas, e felizmente (ou não) nesse livro a torcida por Robin e Cormoran fica mais forte do que nunca. Apesar de ambos estarem em um relacionamento sério, ela tem o “poder” de fazer Strike se abrir e olhar para dentro de si, revelando o melhor lado do investigador e impedindo que ele consiga viver sem ela. Ele por outro lado é o alvo das brigas entre Robbie e Matthew, e a secretária prefere um inferno astral em casa a sair do escritório pequeno. A moça conquistou espaço não apenas no protagonismo da saga, mas também em nossos corações.

O macabro nos pega logo no início, quando a secretária recebe nada mais do que uma perna decepada pelo correio e desperta em Strike memórias de quatro possíveis pessoas que poderiam ter enviado-a. O que todos tem em comum? Simples, o fato de serem extremamente violentos, perigosos e odiarem o detetive. Diferente das outras histórias de Galbraith, onde a dupla apenas investigava os crimes, nessa eles são o alvo de tudo – principalmente Cormoran -, tendo que descobrir o mais rápido possível para salvar suas vidas. Pouco a pouco vão revendo casos antigos de Cormoran, investigando cada suspeito a fundo e desenredando uma rede de informações interligadas e mal resolvidas do passado.

Outra divergência nesse livro é o ponto de vista do vilão, entreposto entre os capítulos e aguçando ainda mais nosso desejo de descobrir quem é o responsável por pensamentos tão sombrios e pútridos. Os pensamentos do assassino são expostos desde o início da trama e o tempo todo nos vemos com vontade de invadir as páginas e alertar Robin do que está por vir. Vocação para o Mal é a prova de que mesmo após tantos trabalhos publicados – incluindo outros dois livros da série – Rowling ainda consegue nos surpreender e deixar-nos de queixo caído. Se você não havia se surpreendido com os dois primeiros desfechos, duvido que não o faça nesse, e se fizer….parabéns Cormoran!

“Ele pretendia infligir tanta dor em Cormoran Strike, uma dor sobre-humanamente possível. Iria muito além de uma facada nas costas no escuro. Não, o castigo de Strike seria mais lento e mais inusitado, assustador, tortuoso, e por fim devastador.”

Jude Law será o jovem Dumbledore na sequência de Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos 2 finalmente achou seu Dumbledore, e o escolhido de nossa lista foi o número 6 !

Segundo a Variety, Jude Law (Sherlock Holmes, Rei Arthur – A Lenda da Espada) foi escalado para interpretar a versão jovem do icônico personagem da saga Harry Potter, Alvo Dumbledore.

Animais Fantásticos e Onde Habitam se passa em 1926, quando Newt Scamander (Eddie Redmayne) completa sua viagem pelo mundo para encontrar e documentar uma grande variedade de criaturas mágicas. Passando rapidamente por Nova York, ele poderia ter chegado e partido sem nenhum incidente, se não fosse por um No-Maj chamado Jacob (Dan Fogler), uma maleta mágica aberta e a fuga de alguns animais fantásticos de Newt, que podem causar problemas para o mundo dos bruxos e dos No-Maj.

Veja mais: Teoria | Seria Ariana Dumbledore um Obscurus? [SPOILERS]

A primeira parte de cinco filmes de Animais Fantásticos e Onde Habitam estreou em 17 de novembro de 2016. O segundo filme ainda sem título tem estreia prevista para 2018.

8 atores que dariam um ótimo jovem Alvo Dumbledore na franquia Animais Fantásticos

Ainda falta muito para 2018, ano em que será lançado o próximo filme da franquia Animais Fantásticos, mas as especulações não param de surgir. A principal questão, por enquanto, é a respeito do jovem Alvo Dumbledore, ainda sem um ator definido. Uma vez que Johnny Depp é Gerardo Grindelwald, podemos esperar um grande nome dos cinemas para interpretar seu rival.

Preparamos uma lista de 8 atores que poderiam vir a interpretar Dumbledore. Os mesmos foram escolhidos por sua idade, nacionalidade e principalmente, talento para um dos personagens mais importantes do mundo mágico! Sugestões são sempre bem vindas, então se você pensou em alguém que não está aqui é só falar!

1- Hugh Laurie 

O ator britânico de 57 anos ficou conhecido mundialmente por interpretar o irônico Dr House e já tivemos diversas provas do quão talentoso Laurie é. Além de sua nacionalidade, a idade seria um ponto positivo, visto que Dumbledore é 2 anos mais velho do que Grindelwald e Johnny Depp tem 53 anos (a diferença entre os dois não é muito gritante).

2- Jared Harris

Você talvez não o conheça, mas se for um fã de Harry Potter das antigas, irá reconhecer o sobrenome. Jared é filho de Richard Harris, ator que interpretou Alvo Dumbledore nos dois primeiros filmes da saga Harry Potter. Infelizmente, Richard faleceu em 2002 por conta de um câncer linfático e foi substituído por Michael Gambom. Devido a referência, sua idade (55) e nacionalidade (britânico), Jared seria um ótimo Dumbledore, além de ser uma bela homenagem a seu pai.

3- Benedict Cumberbatch

O ator do momento. Seja em Sherlock, em Doutor Estranho ou apenas dublando Smaug em O Hobbit, Cumberbatch já está cansado de nos mostrar ser digno do papel. O único ponto negativo de sua escalação seria a idade (ele é britânico), visto que ele tem apenas 40 anos. Porém, vivemos em um mundo onde a maquiagem faz mágica, logo, e ter alguém com a versatilidade de Cumberbatch seria uma ótima adição a franquia Animais Fantásticos. Seria muito bom ter Dumbledore interpretado por ele.

4- Michael Fassbender

Essa seja, talvez, uma das opções menos prováveis. Fassbender é extremamente talentoso, como podemos ver em Steve Jobs, mas não se adequa aos dois “pré requisitos” : ele é norte-americano e tem apenas 39 anos. Entretanto, assim como Benedict, o ator está em alta no mercado de cinema, tendo feito o último filme de Assassin’s Creed e X-Men: Apocalypse; além disso, sabemos que maquiagem e sotaque podem ser trabalhados, por isso não devemos descartar totalmente a ideia de vê-lo como Dumbledore.

5- Tom Hiddleston

Seguindo a linha dos improváveis, Tom Hiddleston é ainda mais novo do que Fassbender (35 anos), porém, é britânico. Conhecido por interpretar Loki nos filmes das franquias de Thor e Os Vingadores, Hiddleston atuou recentemente na série The Night Manager, onde levou o Globo de Ouro por Ator Coadjuvante de Drama. Portanto, tirando a parte da idade, seria um ótimo intérprete para Alvo Dumbledore, não acham ?

6- Jude Law

Dono de um currículo invejável, composto por filmes como A.I. – Inteligência Artificial, Sherlock Holmes, O Grande Hotel Budapeste e A Invenção de Hugo Cabret, Jude Law tem 44 anos e nasceu em Londres. Que ele tem talento de sobra, já sabemos, mas talvez a pose e o estilo galã o impeçam de ser escalado para o papel . Não podemos, porém, descartar a possibilidade, visto que Law possui grande importância no mundo do cinema.

7- Ewan McGregor

Você provavelmente o conhece por seu papel mais famoso nos cinemas, o do Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi, treinador de Anakin e Luke Skywalker. McGregor ainda participou de grandes produções, como Moulin Rouge – Amor em Vermelho, Robôs e Anjos e Demônios. O ator escocês de 45 anos irá dublar Lumière, o candelabro francês de A Bela e a Fera, filme que estreia em 2017 e conta com Emma Watson no papel da jovem princesa.

8- Iain Glen

Finalmente, o último candidato da lista. Iain Glen apresenta as duas características procuradas em Dumbledore, já que é escocês e tem 55 anos. Famoso por interpretar o vilão da franquia Resident Evil, Glen atua desde 2011 como Sor Jorah Mormont em Game of Thrones. O universo mágico de J.K. Rowling já compartilha diversos atores com a série de George R. R. Martin (Michelle Fairley, Natalia Tena, David Bradley, Freddie Stroma, etc), então por que não ter mais um ?

 

Esses foram os 8 atores escolhidos por nós para interpretar o jovem Alvo Dumbledore na franquia Animais Fantásticos, lembrando que são apenas suposições! Se tiverem alguma sugestão, é só deixar aqui nos comentários!

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada pode virar uma trilogia com os atores originais da saga

A saga Harry Potter pode ter terminado em 2007 e seus filmes em 2011, mas já sabemos que isso não significou o completo fim da história. Além da nova franquia Animais Fantásticos e Onde Habitam, os fãs tiveram acesso a uma peça de teatro com um roteiro transformado no livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (que não é uma continuação!).

Mesmo antes do lançamento da peça, em Londres, já se fala sobre a compra dos direitos pela Warner Bros., estúdio que possui os direitos dos filmes Harry Potter. Os fãs logo ficaram divididos em opiniões com essa possibilidade, e agora parece que está mais perto de não ser apenas uma possibilidade.

Durante uma entrevista, o legendário jornalista de parques de diversão temáticos Jim Hill, cujos contatos são diretamente relacionados aos filmes, deixou escapar uma novidade que até então não havia sido mencionada.

Eles não tem apenas Potter, eles tem Animais Fantásticos e, supostamente , se você examinar a fundo o acordo, eles também tem – quando finalmente fizerem – uma trilogia de filmes baseada em Harry Potter e a Criança Amaldiçoada.

Até então não havia nada confirmado sobre um filme, mas Hill já deu a entender que seriam três. Logo após, ele disse que o primeiro filme seria lançado, possivelmente, dois anos após o último de Animais Fantásticos, ou seja, apenas em 2026.

Eu ouvi que a Warner Bros. estaria conversando com a Emma, com o Rupert e, obviamente, com o Daniel sobre Criança Amaldiçoada, porque eles querem que seja algo do tipo ‘Harry Potter e o Despertar da Força, na falta de um termo melhor. Eles querem que essa trilogia de filmes tenha os atores que conhecemos, que amamos dos filmes originais, que vimos crescer. E claro, eles irão contratar vários novos atores jovens para interpretar seus filhos, e com a esperança de poder contar com a J.K para um ‘Adolescente Amaldiçoado‘”.

A referência a Star Wars foi algo intrigante. Enquanto o primeiro filme de Animais Fantásticos já rendeu mais de $800 milhões, isso ainda o coloca como segundo filme menos rentável do universo mágico, até hoje (a frente apenas de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, em 2004), provando que talvez não haja substituto para o elenco original. Considerando que em 2026 Radcliffe terá 37 anos, mesma idade que Harry tem em Criança Amaldiçoada, a ansiedade dos fãs só aumentou.

[ATUALIZADO]

Infelizmente, ou não, J.K. Rowling acabou de usar sua conta no Twitter para desmentir o rumor sobre os filmes. 

Eu sei que muita gente está procurando por razões para comemorar hoje, mas não existe verdade no rumor sobre uma trilogia de filmes de Criança Amaldiçoada

 

Animais Fantásticos 2 | Zoe Kravitz comenta sobre o relacionamento entre Newt e Leta Lestrange

Animais Fantásticos e Onde Habitam faz parte de uma nova franquia de cinco filmes, que irá contar a história do famoso bruxo das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) e sua chegada ao poder.

Apesar do foco dos próximos filmes ser Dumbledore e Grindelwald, existem perguntas ainda não respondidas envolvendo Newt Scamander (Eddie Redmayne) e seus amigos. Uma delas envolve o passado do jovem lufano, como o motivo de sua expulsão de Hogwarts e de Dumbledore ter lutado para que ficasse na escola.

Outra questão foi sobre quem seria Leta Lestrange, a menina cuja fotografia permanece na mala do magizoologista. Zoe Kravitz, atriz que a interpreta, confirmou durante uma entrevista que terá um papel de maior amplitude nas sequências.

O roteiro estava muito sob os panos, então apesar de estar contratada, eu não o li. Eu só vi que estava envolvida em filme de J.K. Rowling sobre o universo Harry Potter, então eu soube que seria incrível, especialmente sabendo como J.K. se envolve

Kravitz ainda não sabe em quantos dos 4 filmes remanescentes ela estará presente, mas podemos dizer que virão “alguns pela frente”, de acordo com a atriz, para sua história ser explorada. Muitos fãs associaram o sobrenome de Leta com Bellatrix Lestrange, e ela realmente está relacionada ao marido da comensal.

 

Provavelmente, é justamente o parentesco com esse lado das trevas que rompeu o relacionamento com Newt. Kravitz admitiu que, de sua parte, ainda não sabe o que irá acontecer.

O relacionamento entre Leta e Newt Scamander é complexo, então eu acho que terá muito tempo para crescer e se desenvolver, e será engraçado. Eu não sei de nada! Eu tenho uma ideia, baseada em quando eu fiz a audição, mas não sei de nada concreto. Mesmo quando fui fazer meu diálogo de química com o Eddie, ele estava tentando me ajudar a juntar o que estava acontecendo na cena, com o que estávamos lendo” – comentou Kravitz.

2018 ainda nem está perto de chegar, mas já estamos mais do que ansiosos para descobrir mais desse relacionamento!

Um novo livro de J.K. Rowling em 2017 ?

Agora que todo o fervor da estreia de Animais Fantásticos passou, J.K. Rowling parece ter voltado o foco para seus livros novamente. Durante uma de muitas sessões de Perguntas e Respostas com seus fãs, no Twitter, a autora mencionou a possibilidade de um novo livro vindo por aí.

Quando perguntada a respeito de um novo romance de sua autoria, Rowling deu a notícia que os fãs mais queriam ler :

“Estou trabalhando nele (literalmente). E muito obrigada!” 

Além disso, os fãs também perguntaram a respeito de Robert Galbraith, pseudônimo de Rowling, e autor dos três livros sobre Cormoran Strike. Quando questionada sobre além de um livro seu, e mais um livro de Galbraith, ela respondeu :

” Será um de cada, mas ainda não sei qual sairá primeiro. Eu vou lhes contar assim que souber” 

Achou que em 2017 teríamos um pouco de folga do universo de J.K. Rowling, já que o próximo filme de Animais Fantásticos só sai em 2018 ?

Animais Fantásticos 2 | O papel importante de Leta Lestrange e a ‘expulsão’ de Newt Scamander

Caso você seja realmente um fã da saga Harry Potter, provavelmente soltou um “OH! ” no cinema ao ouvir o nome Leta Lestrange (Zoe Kravitz). Até então, só sabemos que a jovem significou muito para o protagonista Newt Scamander (Eddie Redmayne), e que ela é, provavelmente, a avó de Rodolfo Lestrange. Diferente do que muitos pensam, Leta não é parente de Bellatrix Lestrange (Helena Bonham Carter), uma vez que a bruxa pertence a família Black, e só adquiriu o sobrenome do marido após o casamento.

Para a felicidade dos fãs, Leta terá um papel bem maior na sequência de Animais Fantásticos e Onde Habitam, ao invés de uma simples foto guardada na maleta de Newt. Algumas informações a respeito do “casal” foram divulgadas, dando a entender que a o lufano não seria o responsável por sua própria expulsão, mas sim Leta.

Como todos sabemos, Scamander sofreu uma “expulsão proposta’, devido a posse ilegal de criaturas mágicas que poderiam causar perigo a vida humana e ao bem estar do animal. A grande chave está no termo “proposta”, pois apesar da expulsão do menino, Alvo Dumbledore teria impedido que ela se concretizasse e com isso, o nome de Newton teria sido limpo.

O arquivo da infração data de 1913, o que sugere que Newt estava em seu quinto ou sexto ano na escola, e que Leta teria sido a real razão pela qual ele decidiu sair de Hogwarts. As especulações surgiram a partir de um comentário da própria autora J.K. Rowling, durante a premiere do primeiro filme.

“Ele fez alguma coisa…bom, ele assumiu a culpa por algo que uma outra pessoa fez. Isso é muito importante, mas eu ainda não posso dizer o porque. ” – disse.

E quando perguntada sobre o motivo de Newt ainda ter sua varinha, apesar da expulsão, ela respondeu :

” Isso também é muito importante, mas eu também não posso falar o porque” .

Juntando os pontos, tudo indica que Newt assumiu a culpa por algo que Leta fez, como libertar criaturas, e por isso foi expulso. Será ?

Ps: Rowling também revelou que em Animais Fantásticos 2 iremos descobrir onde está a famosa Varinha das Varinhas #morri #surtei #vem2018

J.K. Rowling revela as casas de Tina, Queenie, Seraphina e Jacob na Escola de Magia e Bruxaria de Ilvermorny

J.K. Rowling sabe mesmo como manter seus fãs apaixonados por suas histórias. Mesmo faltando 700 dias (sim, isso tudo infelizmente) para a estreia do próximo filme da franquia Animais Fantásticos, a autora faz questão de nos agraciar com novas informações sempre que pode.

Em mais uma série de Perguntas e Respostas em sua conta no Twitter, Rowling começou a responder perguntas dos fãs sobre os novos personagens. Para a surpresa de todos, pela primeira vez um No-Maj ganhou uma casa em uma escola de magia, por mais que possa ser apenas especulação da autora. Além de Jacob, as irmãs Tina e Queenie Goldstein, e a presidente do Macusa, Seraphina Picquery, tiveram suas casas reveladas.

Ou Pássaro Trovão e Pukwudgie, respectivamente.

Quando perguntada sobre Seraphina Picquery:

Ou Serpente Chifruda, em português.

E finalmente, Rowling revelou a casa de Jacob Kowalski.

Wampus em português foi traduzido como Pumaruna, “uma criatura mágica de aparência felina, veloz, forte e quase impossível de matar”.

A história completa da Escola de Magia e Bruxaria de Ilvermorny, assim como o motivo do nome de suas casas, pode ser conferida no próprio site da autora, o Pottermore (é só clicar no link! ).

Curiosidade: O filme continha uma cena, onde Tina e Queenie cantam o hino de Ilvermorny para Newt e Jacob (e logo em seguida Jacob fala sua famosa frase “Eu quero ser um bruxo”, que também foi cortada ). Esperamos que ambas as cenas estejam presentes no DVD/Blu-ray! Entretanto, a (maravilhosa) atriz que interpreta Queenie, Alison Sudol, cantou um pouquinho do hino durante uma entrevista :

Tem como não amar essa mulher ?

Editora Rocco consegue os direitos de publicação do roteiro original de Animais Fantásticos e Onde Habitam

Já pode comemorar, teremos livro do filme de Animais Fantásticos e Onde Habitam ! E em português!

A Editora Rocco, responsável pela publicação de todos os livros da saga Harry Potter no Brasil, adquiriu os direitos de publicação do roteiro original do novo filme do universo bruxo.

Inspirado no já conhecido livro didático escrito por Newt Scamander, o novo contém uma história totalmente inédita e original, marcando a estreia de J.K. Rowling como roteirista para Animais Fantásticos e Onde Habitam. Resumindo, tudo que vimos no cinema (se você ainda não viu, ta esperando o que ?) em páginas! Para quem quiser a cópia digital, a mesma será publicada como e-book pelo Pottermore, em português

0portland_lbbg_revision2

A maravilhosa capa do livro foi criada por Miraphora Mina e Eduardo Lima, dupla conhecida por MinaLima, responsável pelos símbolos, mapas e diversos itens mágicos do universo Harry Potter e Animais Fantásticos.

J.K. Rowling responde perguntas sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam

Parece que J.K. Rowling andou usando Alohomora em sua conta do Twitter. A autora utilizou a rede social para liberar novas informações sobre a saga, e o que vem por aí.

CUIDADO, PODE CONTER SPOILERS. 

Em uma série de perguntas e respostas com fãs, Rowling divulgou algumas respostas que interessam a todos nós.

Quando perguntada sobre o retorno de Queenie Goldstein.

“Sim! “

E sobre a duração da história.

“Nossa história começa em 1926 e termina em 1945. É apenas muito grande para caber em um único filme” 

Os lufanos piraram nessa reposta. Quando perguntada se o cachecol de Newt no final do filme, era de fato da Lufa-Lufa,

“Essa eu posso responder. Sim! “

Os fãs também ficaram preocupados com o destino de Frank, o ‘Pássaro – Trovão‘, perguntando se ele havia conseguido chegar a seu destino final, além de confirmar sua espécie.

“Sim e sim! “

Uma coisa muito questionada por quem já assistiu o filme, é o motivo de Newt conseguir manter sua varinha, fazer magia e trabalhar no minitério, mesmo após ter sido expulso de Hogwarts. Vale lembrar que Hagrid não teve a mesma sorte.

“Tudo irá fazer sentido. Confiem em mim” . Isso a gente sempre fez J.K. !

Finalmente, um fã comentou sobre as mudanças que ocorreram entre os filmes de Harry Potter e Animais Fantásticos. Rowling foi questionada se essas novas histórias seriam uma espécie de cânones da anterior  (ou seja, baseadas em um conjunto de livros anteriores, tomados como referência)

” Sim, porque eu as estou escrevendo! “

Só acho que J.K. podia responder mais algumas perguntas todos os dias!

Ler é Bom, Vai | Se J.K. Rowling escreveu, por que não ler? Conheçam os livros complementares a Harry Potter

Aproveitando a semana Harry Potter, com a estreia do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam, resolvi falar um pouco mais sobre esse imenso universo desenvolvido por J.K. Rowling. Não, não irei falar sobre os 7 livros em si, mas sobre outros 3 que também foram escritos pela autora e ignorados por muitas pessoas. Sabiam que toda a renda obtida pela venda dos 3 livros foi revertida para a Comic Relief, uma instituição inglesa que promove a justiça social e luta para combater a pobreza ?

Os três livros em questão são livros didáticos usados em Hogwarts, então é sua chance de se sentir um aluno dessa escola dos sonhos.

thumb

Já leram nossa crítica sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam ?

Primeiramente, vou falar do livro homônimo ao filme que estreou no último dia 17. Escrito por ninguém menos que Newt Scamander, Animais Fantásticos e Onde Habitam foi publicado, teoricamente, em 1927, um ano após os acontecimentos narrados no filme.

O livro é uma espécie de catálogo feito por Newt, a respeito de todas as criaturas já encontradas por ele (não são todas as que aparecem em todos os filmes de Harry Potter! ) durante suas expedições ao redor do mundo, salvo raras exceções. Assim como Quadribol Através dos Séculos, encontramos anotações feitas por Harry e seus amigos durante o momento que leram em Hogwarts, ou seja, você vai se sentir um aluno ao folhear as páginas.

J.K. Rowling mais uma vez nos surpreende e faz descrições curtas, porém detalhadas, a respeito de cada criatura encontrada, assim como os criativos nomes atribuídos a cada uma. Quem já viu o filme, irá encontrar mais informações a respeito do Pelúcio, do Occamy e até mesmo dos Diabretes de “A Câmara Secreta”. Além das criaturas, o livro descreve regras e informações sobre as mesmas e o mundo trouxa, como o fato de que elas existem, mas são escondidas dos olhos de quem não é bruxo.

602864

Durante “Relíquias da Morte – Parte 1“, ficamos sabendo sobre o testamento de Alvo Dumbledore, e o que ele deixou a Rony, Harry e Hermione. Conhecendo bem a menina, Dumbledore a deixou um livro : Os Contos de Beedle, o Bardo, e é lá que se encontra a famosa  história dos 3 irmãos e as relíquias. Composto por 5 fábulas do mundo bruxo, mas que podem ser lidas por trouxas (caso você não entenda algum vocabulário, a autora fez questão de escrever notas de esclarecimento).

As 5 histórias são ligadas ao uso e mau uso da magia, contando principalmente como ela pode prejudicar e ajudar no dia a dia de um bruxo. Além de  “O conto dos três irmãos”, conhecemos “A Fonte da Sorte”, narrando a história das três bruxas Asha, Altheda e Amata; “O bruxo e o caldeirão saltitante”, sobre um bondoso bruxo, que usava sua magia para auxiliar vizinhos e viajantes que batiam à sua porta em busca de soluções para seus problemas; “O coração peludo do mago”,  que conta a história de um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela típica dos contos de fada; e finalmente “Babbity, a coelha, e seu toco gargalhante

beedle

Em Quadribol Através dos Séculos, podemos conhecer um pouco mais sobre esse esporte super apaixonante, e que tenho certeza que você já quis jogar. Quem nunca colocou uma vassoura entre as pernas e saiu correndo por aí quando era criança  (só criança? )? Pelo tamanho, parece sem importância, mas pode ser mais legal do que você imagina e realmente parece ter sido tirado de Hogwarts.

Contado por um estudioso do esporte, o livro relata o começo do Quadribol, desde seu primeiro jogo registrado, passando pelas transformações que o levaram ao que conhecemos hoje em dia (as vassouras, por exemplo, são descritas com detalhes e explica-se o porque de seu uso). Além disso, aprendemos sobre diversas curiosidades, até então desconhecidas, além das principais seleções e times do mundo bruxo.

As regras, as posições, o campo e as bolas não podiam ficar de fora, então se prepare para virar um especialista em quadribol.  Ainda precisa de um motivo pra ler o livro ? O prefácio foi escrito por Alvo Dumbledore. Agora está bom ?

299129_985

Teoria | Seria Ariana Dumbledore um Obscurus? [SPOILERS]

Se você ainda não viu o filme, pare de ler aqui mesmo! Vá ao cinema mais próximo, veja, se apaixone e volte pra cá. 

 

Mal saímos do cinema, e as teorias já começaram a surgir sobre a história por trás de Animais Fantásticos e Onde Habitam.  Já sabemos que Alvo Dumbledore e Gerardo Grindelwald irão se enfrentar em algum momento durante os últimos filmes, mas o público está mais interessado em como acabou o primeiro. E foi aí que surgiu uma teoria que conecta todo o universo Harry Potter a esse novo mundo que estamos conhecendo.

A nova teoria é centralizada em um Obscurus, a criatura negra que conhecemos em Animais Fantásticos. Um Obscurus é uma entidade de magia negra, que é criada quando jovens suprimem sua magia (como aconteceu com Credence Barebone), e acaba por matar seu hospedeiro na maioria das vezes. Newt possuí um em sua extensa coleção de criaturas, e está a procura de outro que está aterrorizando Nova York.

Entretanto, essa criatura pode não ter surgido apenas em Animais Fantásticos.O universo Harry Potter pode ter nos dado dicas da existência desses Obscurus há muito tempo – como por exemplo, a irmã de Alvo Dumbledore, Ariana. Em Relíquias da Morte, aprendemos que Ariana escondeu a si mesma do mundo por conta de não conseguir controlar seus poderes. A magia de Ariana teria se voltado para dentro dela e a enlouquecido. Explodia no momento que ela não conseguia mais controlar, a tornado estranha e perigosa. Alguma semelhança com Credence ?

Tudo se encaixa! O interesse de Grindelwald por Dumbledore depois de um tempo, o fato de Newt já ter conhecido um Obscurus antes e o possível interesse do diretor no jovem lufano. Seria mais uma grande sacada sensacional de J.K. Rowling ? Teremos que esperar até 2024 pra saber a história completa.