Na Prateleira | O subestimado filme Desventuras em Série

Lançado em 2004, Desventuras em Série foi o primeiro do que seria uma franquia de filmes inspirada nos 13 livros de Lemony Snicket (pseudônimo de Daniel Handler). Na época, O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei havia sido o grande vencedor do Oscar e Harry Potter se estabelecia como uma grande franquia do cinema.

Desventuras em Série tinha todos os elementos para conseguir o mesmo êxito ao adaptar sua obra literária para o cinema. E conseguiu! Infelizmente, subestimaram a produção. Com um elenco trazendo Jim Carrey no papel do vilão Conde Olaf, Jude Law como o narrador Lemony Snicket e participação especial de Meryl Streep como a Tia Josephine, o filme faturou apenas cerca de U$ 209 milhões para uma produção que custou U$ 140 milhões.

Mesmo com a conquista de 1 Oscar por melhor maquiagem e as indicações (melhor direção de arte, melhor figurino e melhor trilha sonora), a Paramount Pictures, DreamWorks Pictures e Nickelodeon Movies esperavam mais e optaram não seguir em frente com as adaptações.

Dirigido por Brad Silberling e escrito por Robert Gordon, o primeiro filme adaptou os três primeiros livros, Mau Começo, A Sala dos Répteis e O Lago das Sanguessugas.

Na trama, Violet Baudelaire (Emily Browning), seu irmão inteligente Klaus (Liam Aiken), e sua irmã mais nova Sunny (Kara Hoffman/Shelby Hoffman) são órfãos quando um misterioso incêndio destrói sua casa. Sr. Poe (Timothy Spall), encarregado da fortuna dos Baudelaire, os confia ao seu parente mais próximo, o Conde Olaf (Jim Carrey), que só aceitar receber as crianças com o intuito de conseguir sua herança.

O longa é eficiente ao entrelaçar suspense, aventura, fantasia e humor inteligente. As atuações são ótimas, destaque para o show de Jim Carrey, que demonstra toda sua versatilidade como ator. É visível que muitas cenas ele usa com primor o improviso, mas nunca fugindo do personagem. O cinismo e sarcasmo de Olaf são bem empregados. Muitas vezes basta um simples olhar do ator para se impor em cena, mesmo escondido pela caprichada maquiagem.

A participação especial de Meryl Streep no arco O Lago das Sanguessugas é um dos pontos altos do filme, quando vemos a atriz e Carrey se divertindo em cena com seus respectivos personagens.

Desventuras em Série foi um dos filmes mais interessantes de 2004 (2005 no Brasil). Uma pena que a produção não seguiu adiante, pois havia muito potencial a ser explorado. Na última sexta (13) chegou a adaptação da Netflix em formato de série estrelada por Neil Patrick Harris. Confira a nossa crítica aqui.

Ps.: O filme Desventuras em Série está disponível no catálogo de filmes da Netflix. 

Emily Browning se junta ao elenco da série American Gods

American Gods, série do canal Starz inspirada no livro de Neil Gaiman, ganhou mais um nome no elenco. A emissora confirmou que Emily Browning (Sucker Punch) vai interpretar Laura Moon, a esposa do presidiário Shadow Moon (Ricky Whittle).

A trama original segue uma guerra entre antigos e novos deuses. Após a morte de sua esposa em um acidente de carro, Shadow é liberado da prisão antes de cumprir totalmente sua pena. Perdido, acaba por conhecer um homem misterioso, chamado Wednesday, que será muito mais importante na vida de Shadow do que ele imagina. Na verdade, Wednesday é um antigo deus, certa vez conhecido por Odin, o Pai de Todos. Ele está percorrendo os Estados Unidos a fim de reunir seus companheiros esquecidos para uma batalha épica contra as divindades do mundo moderno: internet, televisão, cartões de crédito, telefone, rádio… Shadow aceita ajudar Wednesday, e eles se lançam a uma tempestade psicoespiritual que se torna demasiadamente real em suas manifestações.

Ian McShane vai interpretar Wednesday.

As filmagens de American Gods começam em abril. Ainda não há previsão de estreia. O canal Starz desenvolve a série junta com a FremantleMedia North America.

Bryan Fuller (das séries Hannibal, Pushing Daisies e Heroes) e Michael Green (das séries The River, Kings, Heroes) são os roteiristas e showrunners. David Slade (da série Hannibal) vai dirigir o episódio piloto e episódios adicionais.