EA divulga trailer completo de Star Wars Battlefront II

Depois de o teaser de Star Wars Battlefront 2 ter vazado na internet, a EA acabou divulgando o trailer completo durante a Star Wars Celebration:

Como já se especulava anteriormente o game realmente abordará todas as eras da saga Star Wars. Além disso, outra promessa é a adição de uma campanha forte no single-player, algo inexistente no primeiro jogo. Na história, assumiremos o controle de uma antiga Stromtropper de elite que quer vingar a morte do Imperdador. Outra informação confirmada é que Luke e Kylo Ren serão personagens jogáveis.

Star Wars Battlefront 2 chega em 17 de novembro para Playstation 4, Xbox One e PC.

Titanfall 2 | Confira o trailer de lançamento do game

Titanfall 2 chega amanhã e como já é de costume a EA divulgou o trailer de lançamento da aguardada sequência:

O trailer dá bastante destaque ao protagonista da campanha single-player, Jack Cooper, e mostra o relacionamento dele com seu titã, que são os robôs gigantes da franquia.

A história de Titanfall 2 mostrará a interação do soldado com o titã BT-7274, enquanto a dupla explora o planeta Typhoon e descobre os mistérios sobre a Corporação Interstellar Manufacturing.

Titanfall 2 chega em 28 de outubro para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Battlefield 1 | História ganha mais detalhes e gameplay de 12 minutos

O próximo game de guerra da EA, Battlefield 1, vai finalmete prestigiar uma campanha single-player envolvente. Ao que tudo indica teremos cinco pequenas histórias, que abordarão diferentes frentes da Primeira Guerra Mundial.

O primeiro capítulo chamado Friends in High Places vai te colocar em um avião britânico em plena batalha aérea contra os alemães. Já a segunda campanha se chamará Nothing is Written e dá destaque aos confrontos que ocorreram nos desertos do Oriente Médio, onde o lendário Lawrence da Arábia foi um dos maiores heróis da Primeira Guerra.

A terceira parte da campanha intitulada Through Mud and Blood dará mais destaque aos combates em terra, já que acompanhará um pelotão disfuncional que batalha contra inimigos na França. O quarto capítulo chamado Avanti Savoia acompanhará um regimento italiano que precisa travar uma intensa batalha nos Alpes.

Por último, em The Runner, o jogador precisará entregar mensagens importantes de guerra cruzando as perigosas linhas inimigas.

Além de todos esses detalhes, ainda foi divulgado um trailer, que mostra 12 minutos da campanha single-player. Confira:

Battlefield 1 chega em 21 de outubro para Playstation 4, Xbox One e PC.

Crítica | FIFA 17 captura o romance do futebol

poltrona-fifa-17-capaA série FIFA se mantém no topo dos jogos de futebol a pelo menos seis anos, o que pode vir a se tornar um problema. Tal situação pode render apenas a continuidade do trabalho e nenhuma inovação, entretanto, não é isso que ocorre em FIFA 17.

A excelente jogabilidade da franquia da EA, focada em sua simulação quase perfeita de uma partida de futebol, volta a ser um dos destaques da versão deste ano. As mudanças de FIFA 16 foram mais significativas, mas as atuais também são bem-vindas como: o aprimoramento nas cobranças de falta.

O uso da engine Frosbite no game também é uma adição interessante, que melhora bastante o realismo do jogo. A movimentação das camisas, dos cabelos e até dos rostos dos jogadores são impecáveis. Em relação aos estádios, o show fica por conta dos cenários noturnos. Mas nem tudo são flores, ainda é possível enfrentar alguns bugs e glitches, como na beirada do campo, onde sempre uma linha branca pontilhada teima em aparecer.

poltrona-fifa-17-estadio

Talvez a maior conquista de FIFA 17 seja A Jornada, o modo história do game. Nele, o jogador controla Alex Hunter, um jovem inglês que está em busca de ser um grande jogador profissional. O novo modo de jogo mistura o já clássico be a pro com uma narrativa envolvente, que tenta capturar todo o romance de ser um jogador profissional. Apesar de ser a maior novidade do título, as interações entre os personagens são um pouco forçadas e a customização de Hunter é quase nula, se restringindo a distribuir pontos por uma árvore de skills.

poltrona-fifa-17-journey

Experenciar as dificuldades para se tornar um jogador profissional é sem dúvida alguma divertido e vai render boas horas de jogo, mas precisa de um certo polimento para ser tudo o que propõe. O modo Carreira e Ultimate Team seguem a sua tradição de qualidade sem grandes novidades.

Mesmo tendo sido lançado a pouco tempo, o jogo conta com elencos desatualizados, o que pode ser corrigido com uma atualização. Para os fãs brasileiros, a presença dos times nacionais deve ser recebida com interesse misto já que os plantéis são formados apenas por jogadores genéricos, o que é bem frustrante. A narração de Tiago Leifert e os comentários de Caio Ribeiro estão bem melhores do que nos anos anteriores, mas ainda conseguem irritar em alguns momentos.

FIFA 17 é sem dúvida o melhor game de futebol do ano e segue soberano dentro das quatro linhas. As mudanças desta versão são um pouco mais sutis, mas ainda sim conseguem melhorar a experiência. A adição da Jornada é o maior destaque do game, entretanto, ainda precisa de um certo aprimoramento para os próximos games.

FIFA 17 está disponível para Playstation 4, Playstation 3, Xbox One, Xbox 360 e PC.

Crítica | Mirror’s Edge Catalyst mais uma vez não é tudo o que precisava ser

O primeiro Mirror’s Edge de 2008, foi um jogo interessante e inovador com seu foco no parkour e uma ação voltada para o simples combate corpo a corpo sem a presença de armas. Apesar da premissa diferente, o game não conseguiu um destaque muito grande na indústria e por longos oito anos ficou esquecido apesar da insistência dos fãs para uma sequência. Agora em 2016, a EA resolveu dar mais uma chance para as aventuras de Faith e a luta contra as megacorporações nesse futuro distópico.

Mirror’s Edge Catalyst começa dois anos depois dos eventos do primeiro game e Faith está em uma espécie de prisão/reformatório juvenil, mas logo a protagonista e liberada e a aventura começa. É indiscutível que o maior destaque de Mirro’s Edge é e continua sendo o extremante divertido parkour em primeira pessoa, que passa uma sensação de liberdade sem igual, mas os controles, em um primeiro momento, podem ser uma barreira para os enferrujados da franquia e os marinheiros de primeira viagem.

mirrors-edge-catalyst

Uma das maiores críticas do game passado era sua linearidade e, pensando nisso, a EA transformou o game em um mundo aberto cheio de missões e tarefas secundárias de praxe. Com o advento do mapa aberto, a liberdade aumentou, mas a mecânica repetida das tarefas secundárias não acrescenta em nada no game e o cenário apesar de grande, acaba obrigando o jogador a passar várias vezes pelos mesmos lugares e repetir os mesmos movimentos.

Em termos da qualidade gráfica, o game continua com seu design diferente e com as cores chapadas de seu predecessor. A estética inconvencional até enche os olhos por algum tempo, mas logo se torna algo indiferente e que chega a confundir na hora de executar os movimentos do parkour. Já que agora o game se passa em um mundo aberto, além dos objetos ficarem vermelhos como no game passado, existe uma espécie de “aura” vermelha (visão de corredor) que indica um dos possíveis caminhos até o objetivo.

rendition1.img

Outro elemento que não adiciona muito para o jogo é a sua fraca história (contada por alguns flashbacks), que passou por uma espécie de semi-reboot, mas mesmo com essa estratégia a narrativa é fraca e pouca imersiva, com personagens mal desenvolvidos e com motivações rasas, inclusive a própria Faith. O combate também é confuso e pouco intuitivo, já que incentiva o jogador a correr, mas para lutar é necessário parar e enfrentar os inimigos.

Em suma, Mirror’s Edge Catalyst tinha que elevar a franquia para um patamar superior, mas o seu fraco desenvolvimento deve o deixar com o status inalterado de apenas um jogo divertido e cult. O parkour e a sensação de liberdade continuam sendo os principais atrativos do jogo, entretanto, só isso não é suficiente para sustentar uma franquia no atual cenário dos games.

Mirror’s Edge Catalyst está disponível para PS4, Xbox One e PC.

E3 2016 | Conferência da EA Games

Começou agora em Los Angeles, no Centro de Convenções, a conferência de imprensa da EA Games na E3 2016. Você pode acompanhá-la ao vivo abaixo. Enquanto isso, iremos reunir neste artigo todos os anúncios e declarações feitas pela EA durante a conferência.

Titanfall 2

Até o momento, a EA confirmou a campanha single player que já havia sido demonstrada antes. Foi apresentado também um novo gameplay. Haverá inscrições para teste do multiplayer.

Assista ao gameplay demonstrado:

Mass Effect: Andromeda

Um gameplay é apresentado. Uma protagonista é confirmada para o game, dizendo “nós conseguimos” no final da demonstração. EA confirma que o novo Mass Effect rodará com a engine Frostbite.

Assista ao trailer:

Madden 17

Madden NFL 17 é apresentado com ótimos gráficos e novos 8 jogadores. Assista ao trailer:

FIFA 17

EA apresenta um trailer cinemático para FIFA 17. O game rodará, de fato, na engine Frostbite e terá campanha narrativa de criação de personagem, levando-o até as grandes ligas.

FE

EA anuncia o programa “EA Originals” com o objetivo de procurar e financiar jogos no estilo de Unravel, com experiências únicas de gameplay. Todo o lucro de cada jogo será destinado aos desenvolvedores. O primeiro jogo do projeto é FE, pronuncia-se “Fyah”.

O game é sobre uma criatura que vive em uma floresta e muito da narrativa se desenrola pelo poder da música.

Veja o primeiro trailer:

Star Wars

Jane Reymond, da EA, sobe ao palco para apresentar os diversos games da franquia Star Wars desenvolvidos pela EA nos últimos anos. É confirmado que a Respawn (Titanfall) está desenvolvendo um game com a EA, DICE e Criterion trabalham em um título VR.

A EA apresenta um making of mostrando como será o futuro de Star Wars na companhia, incluindo jogos que estão por vir nas mãos de diversas desenvolvedoras.

Assista:

Battlefield 1

Finalmente no palco, a EA apresenta o novo Battlefield. No gameplay há lança chamas, claustrofobia, muita destruição, gráficos incríveis. “Nenhuma batalha será a mesma“. Mudança de clima confirmada no game, alterando os combates drasticamente. Fase BETA aberta ao público confirmada, chegando nesse verão.

Assista ao gameplay:

Battlefield 1 encerrou a conferência da EA Games, porém, a produtora deve estar apresentando mais ao longo dos próximos dias de E3, por isso fique ligado aqui no Poltrona Nerd.