Fox divulga primeiro trailer da animação O Touro Ferdinando

20th Century Fox e Blue Sky Studios divulgaram hoje (28) o primeiro trailer de O Touro Ferdinando, animação inspirada em A História de Ferdinando, de Munro Leaf e Robert Lawson. Veja no player abaixo!

O filme conta a história de um grande touro com um coração enorme. Depois de ser confundido com um animal perigoso, ele é capturado e levado de sua casa. Determinado em voltar para sua família, ele se junta a uma equipe desajeitada para essa última aventura. Passado na Espanha, Ferdinando prova que você não pode julgar um touro pela sua aparência.

John Cena, Kate McKinnon, Bobby Cannavale, Gina Rodriguez, Anthony Anderson, David Tennant, entre outros, estão no elenco de vozes.

Dirigido por Carlos Saldanha (Rio), O Touro Ferdinando estreia em 15 de dezembro nos EUA.

David Tennant vai dublar o Tio Patinhas em nova série dos DuckTales

Disney Television Animation confirmou que David Tennant (Doctor Who, Jessica Jones) será a voz do Tio Patinhas na nova série animada dos Ducktales. Também foi revelado em vídeo todo o elenco de dublagem da versão americana cantando o tema da série. Veja no player abaixo!

O elenco conta com Bobby Moynihan como Luizinho, Ben Schwartz como Zezinho, Danny Pudi como Huguinho, Kate Micucci como Patricia, Toks Olagundoye como Madame Patilda e Beck Bennett como Capitão Boing.

A série trará de volta o Tio Patinhas e seus sobrinhos Huguinho, Zezinho e Luizinho, além do temperamental Pato Donald. Outros personagens conhecidos conhecidos como Professor Pardal e Capitão Boeing, também deverão aparecer.

DuckTales foi exibido originalmente de 1987 a 1990. A nova série estreia em 2017.

Crítica | Jessica Jones abrange o lado mais sombrio do universo Marvel

poltrona_jessicajonesposterDepois de deixar o público familiarizado com Homem de Ferro, Thor, Capitão América e cia no cinema, a Marvel em parceria com a Netflix iniciou em abril com Demolidor um outro universo de seus super-heróis. Este universo abrange o lado mais sombrio e mais crível dos perigosos bairros de Nova York.

Enquanto acompanhamos o advogado Matt Murdock se vendo obrigado a tomar difíceis decisões para combater a incessante violência e criminalidade em Hell’s Kitchen, Marvel’s Jessica Jones apresenta uma personagem que abandonou o posto de heroína e, agora é uma investigadora particular. Criada em 2001 por Brian Michael Bendis em parceria com o artista Michael Gaydos na HQ Alias, Jones (Krysten Ritter) não faz o tipão de super-heroína sorridente. Muito pelo contrário, ela é encara seus poderes decorrentes de um acidente de carro que matou sua família como um fardo. Além disso, ela carrega um peso traumático quando se envolveu com Kilgrave (David Tennant), um sujeito com o dom de controlar a mente das pessoas e, que abusou fisicamente e mentalmente de Jessica Jones. Com o retorno do vilão, Jones precisa encontrar um meio de impedi-lo e proteger as pessoas próximas a ela. Em meio desse problema, ela acaba conhecendo o grandalhão Luke Cage (Mike Colter), dotado de habilidades especiais e, que conquista rapidamente a moça.

Em seus 13 episódios, a série desenvolvida por Melissa Rosenberg (da série Dexter) apresenta um roteiro direto e que situa de maneira eficiente todo o universo Marvel. Diferente das produções cinematográficas que, na maioria das vezes, abusa de fazer tanta referência, o que estraga o próprio desenvolvimento do filme (caso do recente Homem-Formiga), Marvel’s Jessica Jones faz referências pontuais sobre Os Vingadores e Demolidor sem ficar refém. Além disso, a origem da heroína é apresentada por meio de flashbacks construindo no final o quebra-cabeça quando cada episódio é finalizado.

Krysten Ritter interpreta Jessica Jones com bastante personalidade e sua fisionomia lembra por demais a personagem nos quadrinhos. Assim como Matt Murdock, Jones busca encontrar meio-termo entre o correto e o incorreto. Para eles, é um desafio diário ser politicamente correto, já que o ambiente em que vivem os forçam a mostrar o lado mais sombrio.

Os traumas de Jessica Jones estabelecem uma identificação com o público feminino no que diz respeito à violência sexual. A série mostra o lado doloroso desse tipo de abuso e, com a figura bem representada de Jessica Jones, destaca que as mulheres não devem jamais se calar.

David Tennant (da série Doctor Who) mostra que nem todo vilão da Marvel é aquela figura representativa de exercer o domínio sobre o mundo. Há aqueles que querem apenas fazer o mau e sentem prazer com isso. Kilgrave assume a posição de melhor vilão do universo Marvel. A atuação brilhante de Tennant apresenta um figura complexa e atormentada. O ator assumiu de maneira exemplar toda a capacidade do vilão de conseguir ser extremamente louco e capaz de coisas horripilantes, sem perder a sutileza e elegância. Seus momentos de obsessão com Jessica Jones são responsáveis pelas melhores sequências da série, dirigidas de maneira brilhante.

Enquanto não estreia a série sobre Luke Cage (prevista para 2016), Mike Colter faz uma participação recorrente no papel do grandalhão de pele indestrutível. Assim como a protagonista, sua origem é repleta de segredos e traumas pessoais, fazendo valer que a Marvel não pretende entregar tudo para para o espectador. Aos poucos revelações serão feitas e o roteiro trabalhou bem com o tom de mistério.

Contudo, a série comete alguns deslizes quando vários personagens são apresentados ao mesmo tempo, deixando no final pouco espaço para o crescimento de alguns deles, como a advogada Jeryn Hogarth (Carrie-Anne Moss) e Trish Walker (Rachael Taylor), que são prejudicadas durante alguns episódios por serem deixadas de lado, enquanto outros personagens ganham um espaço que nem deveriam. É o caso dos vizinhos de Jessica e do policial Simpson (Wil Traval). Contudo, as duas atrizes estão ótimas em seus respectivos papeis.

Assim como Demolidor, Marvel’s Jessica Jones não segue a linha de série procedural, algo que aconteceria se a série estivesse em rede aberta, já que se torna o caminho mais fácil para os roteiristas. A série segue o formato de um filme de 13 horas sem perder o ritmo.

Veja também: Conheça Jessica Jones, a próxima super-heroína da Netflix

Com um tom mais sério e com muitas cenas de violência e sexo, Marvel’s Jessica Jones prova que personagens secundários do universo Marvel também merecem seu espaço. Com a participação especial de um personagem conhecido no último episódio, a expectativa é que o universo dos vigilantes de Nova York ganham uma proporção ainda maior. Isso, está se tornando mais interessante (no momento) que o universo cinematográfico.

Assista ao trailer da série:

Netflix divulga nova promo de Marvel’s Jessica Jones

Poucos dias para a estreia, a Netflix divulgou uma nova promo da série original Marvel’s Jessica JonesVeja no player abaixo!

Depois do final trágico para sua curta trajetória como heroína, Jessica Jones (Krysten Ritter) está reconstruindo sua vida pessoal e sua carreira de detetive em meio aos casos de Nova York.

Veja também: O que esperar da série Jessica Jones

Marvel’s Jessica Jones traz um olhar afiado, com recortes de suspense, sobre a vida de uma das personagens mais populares da Marvel na última década, e sua maneira de enfrentar os demônios interiores e exteriores. O drama será contado em 13 episódios de uma hora, disponibilizados de uma vez só em 20 de novembro de 2015 às 6 horas (horário de Brasília).

Mike Colter (Luke Cage), Rachael Taylor (Patricia “Trish” Walker), David Tennant (Homem-Púrpura), Eka Darville (Malcolm), Erin Moriarty (Hope) e  Carrie-Anne Moss (Harper) também estão no elenco.

Melissa Rosenberg (da série Dexter e A Saga Crepúsculo) escreveu o roteiro da série, já com 13 episódios encomendados.

Veja também: Netflix divulga novo trailer de Jessica Jones

Jessica Jones é a segunda de quatro produções épicas de aventura, que chegarão com exclusividade aos membros da Netflix (além de Demolidor da Marvel, que estreou dia 10 de abril, Marvel’s Jessica Jones, Marvel’s Luke Cage e Punho de Ferro da Marvel protagonizarão mais uma minissérie original chamada Os Defensores).

10 dias da estreia, Netflix divulga novo trailer de Jessica Jones

Faltando 10 dias para sua aguardada estreia, a Netflix divulgou o segundo trailer da série original Marvel’s Jessica JonesVeja no player abaixo!

Depois do final trágico para sua curta trajetória como heroína, Jessica Jones (Krysten Ritter) está reconstruindo sua vida pessoal e sua carreira de detetive em meio aos casos de Nova York.

O que esperar da série Jessica Jones

Marvel’s Jessica Jones traz um olhar afiado, com recortes de suspense, sobre a vida de uma das personagens mais populares da Marvel na última década, e sua maneira de enfrentar os demônios interiores e exteriores. O drama será contado em 13 episódios de uma hora, disponibilizados de uma vez só em 20 de novembro de 2015 às 6 horas (horário de Brasília).

Mike Colter (Luke Cage), Rachael Taylor (Patricia “Trish” Walker), David Tennant (Homem-Púrpura), Eka Darville (Malcolm), Erin Moriarty (Hope) e  Carrie-Anne Moss (Harper) também estão no elenco.

Melissa Rosenberg (da série Dexter e A Saga Crepúsculo) escreveu o roteiro da série, já com 13 episódios encomendados.

Jessica Jones é a segunda de quatro produções épicas de aventura, que chegarão com exclusividade aos membros da Netflix (além de Demolidor da Marvel, que estreou dia 10 de abril, Marvel’s Jessica Jones, Marvel’s Luke Cage e Punho de Ferro da Marvel protagonizarão mais uma minissérie original chamada Os Defensores).

Projeto Piloto | O que esperar da série Jessica Jones

Marvel’s Jessica Jones estreia no próximo dia 20 de novembro na Netflix, e tivemos a oportunidade de conferir os sete primeiros episódios da temporada enviados pelo serviço de streaming. Lembrando que o texto não possui spoilers, já que fomos orientados apenas a fazer uma pequena análise. Então, não se preocupem, o nosso texto completo estará disponível no dia 20.

Enfim, nos sete episódios iniciais, já fica claro que a intenção da Marvel é estabelecer na Netflix um cenário mais urbano, mais pesado, o que difere totalmente do universo do cinema e, até, de séries como Agents of SHIELD e Agent Carter.

O piloto é bastante eficiente e, para os fãs da HQ Alias, presta uma homenagem a Brian Michael Bendis, com algumas referências ao seu estilo de escrita. A roteirista e produtora Melissa Rosenberg (da série Dexter) foi a escolha certa para o programa, conseguindo trabalhar muito bem no desenvolvimento dos personagens.

Os episódios apresentam um humor sarcástico e com piadas bastante inteligentes com o universo dos quadrinhos (atenção, Nerds!). E sim, aquela cena polêmica tirada dos quadrinhos está lá.

Krysten Ritter apresenta uma Jessica Jones atormentada por erros do passado, o que a torna uma mulher longe de manter relações sociáveis,  até quando conhece o grandão Luke Cage (Mike Colter), que parece ter saído diretamente dos quadrinhos. Kilgrave é utilizado de maneira eficaz na série, e esperarem uma atuação não menos do que incrível de David Tennant (da série Doctor Who) no papel do vilão.

A cada episódio, Marvel’s Jessica Jones deixa uma interrogação sobre o que vai acontecer a seguir, obrigando que todos os episódios sejam vistos na sequência. Na contagem regressiva para assistir o restante da série no dia 20 de novembro.

 

Jessica Jones | Veja o cartaz do vilão Homem-Púrpura

A Netflix lançou hoje a arte do cartaz de Kilgrave, o Homem-Púrpura, personagem de David Tennant na série original Marvel’s Jessica Jones. Veja abaixo a arte animada e a estática!

Depois do final trágico para sua curta trajetória como heroína, Jessica Jones (Krysten Ritter) está reconstruindo sua vida pessoal e sua carreira de detetive em meio aos casos de Nova York.

Marvel’s Jessica Jones traz um olhar afiado, com recortes de suspense, sobre a vida de uma das personagens mais populares da Marvel na última década, e sua maneira de enfrentar os demônios interiores e exteriores. O drama será contado em 13 episódios de uma hora, disponibilizados de uma vez só em 20 de novembro de 2015 às 6 horas (horário de Brasília).

Mike Colter (Luke Cage), Rachael Taylor (Patricia “Trish” Walker), David Tennant (Homem-Púrpura), Eka Darville (Malcolm), Erin Moriarty (Hope) e  Carrie-Anne Moss (Harper) também estão no elenco.

Melissa Rosenberg (da série Dexter e A Saga Crepúsculo) escreveu o roteiro da série, já com 13 episódios encomendados.

Jessica Jones é a segunda de quatro produções épicas de aventura, que chegarão com exclusividade aos membros da Netflix (além de Demolidor da Marvel, que estreou dia 10 de abril, Marvel’s Jessica Jones, Marvel’s Luke Cage e Punho de Ferro da Marvel protagonizarão mais uma minissérie original chamada Os Defensores).