Dia do Quadrinho Nacional | Confira dicas de HQs para ler nesse data especial

30 de janeiro é o Dia do Quadrinho Nacional, e nós destacamos 5 obras diponíveis no portfólio do Social Comics que honram a tradição do país na 9º arte. A data é uma homenagem a Angelo Agostini que em 1869, publicou As Aventuras de Nhô-Quim, ou Impressões de uma Viagem à Corte – considerada a primeira HQ do Brasil. Hoje, após amplo reconhecimento das obras e artistas brasileiros (inclusive na terra da Marvel e da DC Comics). Confira as indicações para comemorar lendo:

Pétalas, de Gustavo Borges e Cris Peter (Marsupial Editora)

poltrona-petalas

O roteiro e arte são de Gustavo Borges (Edgar – Em Busca da Energia dos Ventos) e as cores de Cris Peter (Astronauta – Singularidade). Pétalas é um conto fechado que mostra a jornada de três personagens durante um inverno cruel. Quando Raposinha e seu avô sofrem para sobreviver no inverno, eis que surge um estranho pássaro que muda suas vidas para sempre.

Bear – Volume 1, de Bianca Pinheiro (Editora Nemo)

poltrona-bear

A pequena Raven tem um problema: de algum modo ela conseguiu se perder de seus pais e de seu lar. Em sua busca, ela se depara com um urso marrom (ou seria alaranjado?) que, apesar de rabugento, aceita ajudá-la nessa empreitada. Criada por Bianca Pinheiro, a jornada desses dois acaba de começar.

Um Sábado Qualquer – Deus, por trás das câmeras, de Carlos Ruas (independente)

poltrona-deus

Esse é o primeiro livro da série do Um Sábado Qualquer, que integra as tiras entre o número 1 até a o número 500. Acompanhe histórias de Deus, Luci, Adão, Eva e Caim que a Bíblia nunca contou – os bastidores da vida de Deus. A obra conta também com especial de 20 páginas Nos bastidores da Arca de Noé.

Combo Rangers – Ano 01, de Fábio Yabu e Paulo Henrique (Editora JBC)

poltrona-combo-rangers

Sucesso da editora JBC, a HQ de Fábio Yabu e Paulo Henrique, mostra a história dos campeões do amor e das causas justas, os famosos Combo Rangers. Fox, Kiko, Ken, Lisa, Tati e Luke mal entraram na adolescência e já salvaram diversas vezes o nosso planeta com seus incríveis poderes.

Klaus, de Felipe Nunes (Balão Editorial)

poltrona-klaus

Klaus é a primeira graphic novel do jovem autor Felipe Nunes, de apenas 19 anos. Após se destacar no cenário independente, idealizou essa história com 100 páginas de quadrinhos publicados pela Balão Editorial. Agora, Klaus precisará lidar com os meandros da passagem da adolescência para a vida adulta enquanto descobre que suas diferenças com os outros não são meramente um acaso, mas algo estranhamente oculto que está prestes a se revelar.

O Social Comics, que faz parte do Grupo Omelete, é uma plataforma de streaming de quadrinhos com um conceito similar à Netflix, que por um valor mensal de R$ 19,90 disponibiliza mais de 1.400 histórias em quadrinhos no formato digital.