Crítica | Call of Duty: Black Ops III

Call of Duty já é um jogo que dispensa apresentações, por sua fama mundial e sua história de décadas de lançamentos, ele conquistou um espaço para poucos no mundo dos jogos digitais de tiro em primeira pessoa, os chamados FPS’s (da sigla em inglês First Person Shooters).

O tão aguardado Black Ops III, que está aqui em pauta, foi lançado no dia 6 de novembro e já traz polêmicas com tantas novidades de tirar o chapeu para mudar a rotina de quem estava acostumado com o “feijão com arroz”.

Novidades, muitas, porém nada de inovador, o que não é ruim para um mercado onde imitar é melhorar. Sem dúvidas Titan Fall, Mirrors edge, Wet, Ninja Gaiden e tantos outros jogos bem mais antigos já tinham apresentado o wall running (correr pela parede) de maneira excelente, o que levou jogadores criativos a ultrapassarem seus obstáculos ou efetuarem mortes maestrais, mas em COD:BO3 ele está fantástico e os mapas permitem que os jogadores explorem bem isso.

Se comparado com os seus predecessores, Call of Duty: Black Ops III dá um show de modernidade, gráficos de tirar o fôlego e introduz algo completamente novo na série para o multiplayer, as Classes.

Jogos cooperativos são o grande forte de Call of Duty e se nota isso quando observamos a quantidade de horas de trabalho que a Actvision e parceiras na produção colocaram para desenvolver mapas grandes, belos e interativos.

Cada classe que agora pode ser escolhida tem uma habilidade diferente e especial, que dá vantagens ao jogador tanto para localizar inimigos como para destrui-los sem piedade.

A variedade de armas é extensa, mas não é nada muito diferente do que os anteriores já traziam, agora com a novidade de personalização quase que infinita, o que faz com que dificilmente 2 jogadores tenham a mesma aparência de arma, o mesmo se aplica a aparência de seus operadores.

Modo Zombies

Modo Zombies
Modo Zombies

O modo zombies neste novo lançamento ficou incrível, você agora joga com personagens temáticos em ambientes assustadores que remetem ao steam punk e pin-up. Vale muito a pena conferir.

Para aqueles que não estão tão acostumados com falas agressivas ou a presença do “gore”, preparem seus ouvidos e estômagos, essa nova campanha está carregada de palavrões, os personagens quase sempre se comunicam usando algum. Sangue e tripas vão ser algo constante também, portanto, se você é um pai preocupado com o vocabulário de seu filho, ou a qualidade de seu sono, verifique a classificação indicativa do jogo!.

Edição de Colecionador

Black-Ops-III1
Edição de colecionador, Black Ops III

A edição especial de colecionador vem com um frigobar!, Sim, você leu corretamente, UM FRI-GO-BAR, para aqueles que não querem desgrudar os dedos dos controles nem para ir até a geladeira buscar uma bebida, terão um frigobar estilizado com tema retrô do modo zombies de COD:BO3

Pontos negativos

Para finalizar, não poderia deixar de dizer os contras desse jogo. A começar pelo delay gigantesco nos servidores multiplayer para a região da América do Sul, que ainda não foi melhorado, fazendo com que vários jogadores sofram lentidão nas partidas. Por esse problema, centenas de pessoas estão rechaçando o jogo em fóruns e fazendo sua devolução. Muito provavelmente já estão trabalhando para melhorar isso, mas não conseguir jogar de maneira satisfatória nos dias iniciais após sua estreia foi uma grande decepção.

Fora isso, alguns problemas de portabilidade deixaram o jogo muito pesado, mesmo em resoluções mais baixas para jogadores de PC, mas já foram lançadas atualizações para melhorar a experiência dos jogadores dessa plataforma.

Lançamento da semana: Call of Duty: Black Ops III

Call of Duty: Black Ops III foi lançado globalmente nesta sexta-feira (06) para as plataformas PC, Xbox 360, Xbox One, PlayStation 3 e PlayStation 4.

O game se passar em um futuro próximo, mais precisamente em 2065, onde soldados são geneticamente modificados para se tornarem as próprias armas da guerra.

O título também marca a volta do popular modo “Zumbis” e de um multiplayer ainda mais rápido, com diversas classes de soldados. Mas tem uma notícia triste para quem vai jogar o novo “Call of Duty” nos consoles da geração passada. “Black Ops III” não terá o modo campanha em sua versão para Xbox 360 e PlayStation 3.

No player abaixo você confere o live action trailer oficial de Call of Duty: Black Ops III​, dirigido por Wayne McClammy e com a participação de Michael B. Jordan, Cara Delevingne e Marshawn Lynch, acompanha Kevin enquanto ele corre pelas paredes, pula com grandes impulsos e desliza entre inimigos e zumbis em seu caminho para a glória. Não importa quem você é, há um soldado em todos nós.

A cópia digital pode ser adquirida no site oficial e a cópia física nas melhores lojas: Submarino | Saraiva | Americanas | Cultura

Call of Duty: Black Ops 3 | Versão de PS3 e 360 não terão modo campanha

Todos sabíamos que o dia chegaria. E começou. Apesar de lançamentos recentes para ambas as gerações (PS4, PS3, One e 360) alguns jogos já não estão sendo mais tão bem aproveitados na geração antiga, como é caso de Tony Hawk’s Pro Skater 5 (qual não possuirá modo multiplayer nos antigos consoles) e agora Call of Duty: Black Ops 3.

Com isso, a Activision anunciou oficialmente no site de Call of Duty que as versões de PlayStation 3 e Xbox 360 não receberão campanha. No PS4 e Xbox One, a campanha terá um co-op para até 4 jogadores, contudo, os consoles antigos não conseguirão aguentar a potência. Ainda no comunicado, foi dito que o game terá o multiplayer e que os jogadores poderão desfrutar do modo Zombie.

“As versões de PS3 e Xbox 360 irão apresentar apenas modo multiplayer e Zombie, mas nenhuma campanha. A ambiciosa campanha de coop feita para as versões de PS4, Xbox One e PC não conseguiram ser recriadas de modo fiel no hardware da antiga geração de consoles”

Talvez esteja seja o começo do fim da antiga geração de consoles, afinal, o PS4 e Xbox One já estão no mercado há 2 anos. Quanto será que o PS3 e Xbox 360 conseguirão durar? Apenas o tempo dirá.

Enquanto isso, Call of Duty: Black Ops 3 será lançado em 6 de novembro para todos os consoles.

Fonte: Call of Duty (oficial).