Lançamentos da Semana em DVD e Blu-Ray [13 de Janeiro]

A primeira sexta-feira de lançamentos do ano chega com grandes filmes no mercado nacional, a Sony Pictures lança o filme “Sete Homens e um Destino” refilmagem do clássico faroeste Sete Homens e um Destino (1960) e conta com a participação de Denzel Washington e Chris Pratt, um dos maiores clássico do cinema mundial ganha seu remake, “Ben-Hur” chega ao mercado em DVD e Blu-Ray estrelado por Jack Huston, Rodrigo SantoroToby Kebbell.

Confira a seguir os principais lançamentos:

Sete Homens e um Destino

Sinopse: Refilmagem do clássico faroeste Sete Homens e um Destino (1960), que por sua vez é um remake de Os Sete Samurais, de Akira Kurosawa. Os habitantes de um pequeno vilarejo sofrem com os constantes ataques de um bando de pistoleiros. Revoltada com os saques, Emma Cullen (Haley Bennett) deseja justiça e pede auxílio ao pistoleiro Sam Chisolm (Denzel Washington), que reúne um grupo especialistas para contra-atacar os bandidos.

Distribuidora: Sony Pictures
Data de Lançamento: 11/01/2017
Edições: DVD e Blu-Ray

Festa da Salsicha

Sinopse: Dentro de um supermercado, os alimentos pensam que as pessoas são deuses. Eles sonham em serem escolhidos por elas e serem levados para suas casas, onde pensam que viverão felizes. Mas eles nem suspeitam que serão cortados, ralados, cozidos e devorados! Quando Frank, uma salsicha, descobre a terrível verdade, ele precisa convencer os outros alimentos do supermercado e fazer com que eles lutem contra os humanos.

Distribuidora: Sony Pictures
Data de Lançamento: 11/01/2017
Edições: DVD

Terra Violenta

Sinopse: Ambientado nos Estados Unidos do final do século XIX, um homem misterioso chega em uma pequena cidade em busca de vingança pelo assassinato do seu amigo. O ato de violência arrasta toda a cidade em uma batalha sangrenta.

Distribuidora: Universal Pictures
Data de Lançamento: 11/01/2017
Edições: DVD

Ben-Hur

Sinopse: O nobre Judah Ben Hur (Jack Huston), contemporâneo de Jesus Cristo (Rodrigo Santoro), é injustamente acusado de traição e condenado à escravidão. Ele sobrevive ao tempo de servidão e descobre que foi enganado por seu próprio irmão, Messala (Toby Kebbell), partindo, então, em busca de vingança.

Distribuidora: Paramount
Data de Lançamento: 11/01/2017
Edições: DVD e Blu-Ray

A Nona Vida de Louis Drax

Sinopse: Louis Drax (Aiden Longworth) não é um menino comum, embora seja inteligente e precoce, os colegas o consideram estranho, porque vários acontecimentos sombrios se passam ao seu redor. Prestes a completar 9 anos, em um piquenique com sua mãe (Sarah Gadon) e seu pai (Aaron Paul) para comemorar seu aniversário, Louis cai de um penhasco e é dado como morto, porém volta milagrosamente à vida, mas entra em coma profundo. Sua única chance de recuperação é o Dr. Allan Pascal (Jamie Dornan) que mergulha no mistério e passa a testar os limites entre a fantasia e a realidade.

Distribuidora: Imagem FIlmes
Data de Lançamento: 12/01/2017
Edições: DVD e Blu-Ray

É Fada

Sinopse: Geraldine (Kéfera Buchmann) é uma fada que perdeu suas asas por utilizar métodos pouco convencionais em suas missões. Sua última chance para recuperá-las será a missão Julia (Klara Castanho). Julia foi criada somente pelo pai, com muito amor e poucos recursos. Depois de anos, a mãe retorna e passa a questionar a educação de Julia. Eis que surge Geraldine para ajudá-la a vencer os preconceitos e estabelecer novas amizades. Mas Geraldine continua atrapalhada e Julia logo descobrirá que nem todas as fadas são iguais.

Distribuidora: Imagem FIlmes
Data de Lançamento: 12/01/2017
Edições: DVD

Crítica | Ben-Hur traz mensagem de bondade em tempos de guerra

Em 1959 foi lançado o filme Ben-Hur, produzido pela MGM e dirigido por William Wyler. A obra era grandiosa em sua escala técnica (cenários, figurinos, figuração e efeitos práticos), até mesmo em sua longa duração de 222 minutos. Pode-se dizer que o filme é intocável, como o próprio Jack Huston (Judah Ben-Hur) nos contou em sua vinda ao Brasil, complementando que a releitura feita pelo diretor Timur Bekmambetov não tem o intuito de substituí-la, mas de trazê-la para a linguagem contemporânea com uma mensagem indubitavelmente importante para o nosso cotidiano.

Para quem não conhece o romance escrito por Lew Wallace, Ben-Hur: Um Conto do Cristo, de 1880, conta a história do nobre Judah Ben Hur (Jack Huston), contemporâneo de Jesus Cristo (Rodrigo Santoro), que é injustamente acusado de traição e condenado à escravidão. Ele sobrevive ao tempo de servidão e descobre que foi enganado por seu próprio irmão, Messala (Toby Kebbell), partindo, então, em busca de vingança. O conto de Wallace é retratado da mesma premissa no filme produzido por Timur, sofrendo algumas sutis alterações para ser, na visão do diretor, uma obra contemporânea.

O filme inicia mostrando a relação forte de amizade entre os irmãos Judah e Messala,  comprovando o que um poderia fazer para ajudar o outro, não importando o que isso custe a cada um. Posto de lado essa relação, também são mostradas as inúmeras diferenças entre eles, começando pelo fato de Messala ser um romano morando numa casa judia em Jerusalém. Nossos Deuses são diferentes, Messala, diz Naomi Ben-Hur (Ayelet Zurer), para praticamente cravar que dentro daquele lar, Messala ainda era um forasteiro. Com esse sentimento, o romano posterga a casa dos Hur em busca de glória e reconhecimento, alistando-se no exército romano para que todos conhecessem seu nome.

Messala traça sua jornada adentrando ao exército, fazendo o seu advento em uma das inúmeras batalhas que expandiam o Império Romano. O filme peca tecnicamente nesse momento da trama, mostrando o jovem romano travar suas batalhas numa filmagem que parece ter sido realizada com câmera de mão – só que muito mais tremida. Tudo que ocorre nessas sequências de ação é extremamente confuso e bagunçando, forçando o público a cerrar os olhos pra poder entender a ação por detrás do personagem, tanto quanto o que acontecia com ele durante a progressão da cena. Não é um momento isolado onde a filmagem peca, porque há instantes onde os personagens dialogam e parte de seus semblantes é cortado de cena, além do posicionamento inclinado da câmera em alguns momentos, restando a dúvida se era um estilo proposital, se foi um desleixo ou uma limitação dentro do orçamento de US$ 100 milhões.

A filmagem e a fotografia podem incomodar em alguns pontos, mas em outros alia-se a sua grandiosidade e traz momentos memoráveis, que compensam os erros. Um deles – e o mais importante -, é a disputa entre os irmãos e outros competidores na corrida de bigas, onde os próprios atores afirmaram que boa parte da produção foi real e eles tiveram que aprender a controlar os cavalos durante meses antes de realizarem a enorme sequência de ação, que também é o clímax do filme. Eu não sei se vou conseguir fazer isso, Jack Huston contou o que Toby lhe dissera sobre a cena, e também o que respondeu Nem eu. Todo treinamento feito e todo trabalho realizado foi compensado por uma memorável sequência, arquitetada de forma magistral pelo diretor.

Posterior às batalhas sangrentas de Messala, Judah Ben-Hur vive sua vida tranquilamente em Jerusalém com sua mulher, Esther (Nazanin Boniadi). E são nesses momentos de calma durante a trama que somos apresentados a Jesus, encarnado pelo ator brasileiro Rodrigo Santoro em uma das melhores performances de sua carreira. A ideia era trazer Jesus para o cotidiano, como um simples artesão ou qualquer homem que andasse nas ruas naquela época,  Santoro nos contou; e essa ideia funciona. Diferentemente dos filmes onde temos a figura bíblica de Jesus como protagonista. Nessa história ele é somente um mero coadjuvante, que tem pouco tempo de tela, mas nos momentos em que aparece, consegue mudar todo desenrolar da história e também nos ensinar algo novo. Na época em que foi escrito o romance, Lew Wallace era um ateu com a tentativa de comprovar que Jesus não era filho de Deus, mas acabou sendo convertido no processo de suas pesquisas – e podemos ver essa sutil mensagem dentro do filme, tratando-se não de uma história de Deus, mas de redenção.

A transição do enredo da Ben-Hur do momento em que ele era um nobre judeu em Jerusalém até o momento em que se torna um pobre escravo, tendo sua família igualmente condenada e perdida é bem desenvolvida, assim como as relações entre cada personagem (desde os interesses amorosos do protagonista e antagonista, como também a relação familiar entre os Hur). As atuações são todas pontuais e não devem em nada, sendo os destaques por parte de: Jack Huston, Toby Kebbell, Rodrigo Santoro e Nazanin Boniadi. Também há um papel interpretado por Morgan Freeman, como Sheik Ilderim, que tem a missão de treinar e ajudar Judah com sua vingança, mas pelos seus próprios motivos.

Ben-Hur não é o filme que substituirá o clássico de 1959, tanto que sua intenção não é essa. Ele traz, para todos que o assistirem, uma mensagem extremamente forte, emocional e até atemporal, que é contada de forma exímia desde seu início e revelada no final de uma forma arrebatadora. O brilhantismo de Ben-Hur também está na inclusão: não importa se você é ateu, agnóstico, judeu, cristão, espírita ou qualquer tipo de segmentação religiosa, a mensagem consegue englobar toda e qualquer pessoa que vive no mundo de hoje. Essa forma de inclusão encaixa perfeitamente quando percebemos que Messala sofria preconceito por ser de uma origem discrepante a judia, assim como é perceptível o preconceito e ignorância com as doenças daquela época e, consequentemente, a reclusão social que essas mesmas pessoas eram impostas. Hoje, podemos pegar esses inúmeros exemplos de preconceitos e aplicá-los ao nosso cotidiano, para as diferenças e peculiaridades de cada um, mostrando que ninguém é diferente de ninguém; vivemos abaixo do mesmo céu e sob a mesma terra – e para perceber isso não é necessário ter alguma crença. A mensagem de bondade é tão forte que sobressai e torna-se mais importante que qualquer termo técnico, por isso o filme cumpre o seu papel trazendo reflexão e motivação a todos que o assistam para serem mais benevolentes, aprendam a perdoar e o principal: a viver com o próximo.

Cinema: Estreias da Semana – 18 de Agosto

Mais uma semana de grande estreias nas telonas, a Paramount lança nos cinemas a nova adaptação do clássico “Ben-Hur” estrelando Jack Huston, Morgan Freeman e Rodrigo Santoro. A Warner Bros traz aos espectadores o inédito terror “Quando as Luzes se Apagam” com direção de David F. Sandberg.

Confira a seguir os lançamentos da semana:

BEN HUR POSTERBen-Hur

EUA – 2016 – Drama – Duração: 124 min.

Sinopse: Nova adaptação do romance de Lew Wallace, já levado ao cinema por William Wyler em 1959. Um homem, que sobreviveu a anos de escravidão, vai procurar vingança contra seu ex-melhor amigo, que o traiu.

 

 

Trailer:

Direção: Timur Bekmambetov

Elenco: Jack Huston, Morgan Freeman, Toby Kebbell, Nazanin Boniadi, Pedro Pascal, Rodrigo Santoro

Distribuidora: Paramount

Classificação: 14 Anos

Quando-as-Luzes-se-Apagam-Poster-Teaser-OnlineQuando as Luzes se Apagam

(Lights Out) – UK – 2016 – Terror – Duração: 88 min.

Sinopse: Desde que era pequena, Rebecca tinha uma porção de medos, especialmente quando as luzes se apagavam. Ela acreditava ser perseguida pela figura de uma mulher. Anos mais tarde, seu irmão mais novo sofre do mesmo problema. Juntos, eles descobrem que a aparição está ligada à mãe deles. Rebecca começa a investigar o caso, e chega perto de conhecer a verdade.

 

 

Trailer:

Direção: David F. Sandberg

Elenco: Teresa Palmer, Maria Bello, Alicia Vela-Bailey, Gabriel Bateman, Emily Alyn Lind

Distribuidora: Warner Bros

Classificação: 14 Anos

Rodrigo Santoro ilustra o novo cartaz do remake de Ben-Hur

A Paramount Pictures e MGM divulgou o novo cartaz de personagem do remake de Ben-Hur. Veja na galeria abaixo, Rodrigo Santoro como Jesus Cristo!

Inspirada no livro de Lew Wallace, que já virou filme em 1959, a nova versão de Ben-Hur é focada na história do nobre Judah (Jack Huston). Ele é injustamente acusado de traição e sobrevive a anos de escravidão para se vingar de seu delator: o próprio irmão Messala (Toby Kebbell). Ao recuperar sua liberdade, Judah se tornar um exímio competidor de corrida de bigas e encontra a chance de enfrentar seu traidor na arena.

O filme também traz no elenco Morgan Freeman (Sheik Ilderim), Nazanin Boniadi (Esther), Sofia Black D’Elia (Tirzah), Ayelet Zurer (Naomi), Moises Arias (Gestas), Rodrigo Santoro (Jesus Cristo) e Pilou Asbæk (Pôncio Pilatos).

Veja mais: Rodrigo Santoro e Jack Huston vem ao Brasil para o lançamento de Ben-Hur

Dirigido por Timur Bekmambetov (O Procurado), Ben-Hur estreia em 18 de agosto no Brasil.

Ben-Hur | Remake ganha cartazes individuais

A Paramount Pictures e MGM divulgou quatro cartazes individuais da nova versão para o cinema de Ben-Hur. Veja na galeria abaixo!

Inspirada no livro de Lew Wallace, que já virou filme em 1959, a nova versão de Ben-Hur é focada na história do nobre Judah (Jack Huston). Ele é injustamente acusado de traição e sobrevive a anos de escravidão para se vingar de seu delator: o próprio irmão Messala (Toby Kebbell). Ao recuperar sua liberdade, Judah se tornar um exímio competidor de corrida de bigas e encontra a chance de enfrentar seu traidor na arena.

O filme também traz no elenco Morgan Freeman (Sheik Ilderim), Nazanin Boniadi (Esther), Sofia Black D’Elia (Tirzah), Ayelet Zurer (Naomi), Moises Arias (Gestas), Rodrigo Santoro (Jesus Cristo) e Pilou Asbæk (Pôncio Pilatos).

Veja mais: Rodrigo Santoro e Jack Huston vem ao Brasil para o lançamento de Ben-Hur

Dirigido por Timur Bekmambetov (O Procurado), Ben-Hur estreia em 18 de agosto no Brasil.

Rodrigo Santoro e Jack Huston vem ao Brasil para o lançamento de Ben-Hur

Os atores de “Ben-HurRodrigo Santoro e o britânico Jack Huston estarão em São Paulo para divulgar o filme nos dias 1 e 2 de agosto, quando participam da pré-estreia do filme e atendem a imprensa. No longa, que estreia no circuito nacional no dia 18 do mesmo mês, Santoro interpreta Jesus Cristo e Huston, o protagonista, Judah Ben-Hur.

Inspirada no livro de Lew Wallace, que já virou filme em 1959, a nova versão de “Ben-Hur” é focada na história do nobre Judah (Jack Huston). Ele é injustamente acusado de traição e sobrevive a anos de escravidão para se vingar de seu delator: o próprio irmão Messala (Toby Kebbell). Ao recuperar sua liberdade, Judah se tornar um exímio competidor de corrida de bigas e encontra a chance de enfrentar seu traidor na arena.

O filme também traz no elenco Morgan Freeman (Sheik Ilderim), Nazanin Boniadi (Esther), Sofia Black D’Elia (Tirzah), Ayelet Zurer (Naomi), Moises Arias (Gestas) e Pilou Asbæk (Pôncio Pilatos).

Rodrigo Santoro fala sobre a experiência de viver Jesus em Ben-Hur

Para interpretar Jesus Cristo na superprodução Ben-Hur, que estreia 1º de setembro nos cinemas brasileiros, Rodrigo Santoro desembarcou na Itália há um ano, no período da Semana Santa. Em novo vídeo divulgado pela Paramount, ele conta como foi a experiência no set, onde aparece atuando e também nos bastidores, durante o processo de maquiagem.

A nova versão do clássico de 1959 mostra a saga de Jesus Cristo em paralelo à história de redenção do nobre Judah. Interpretado pelo ator britânico Jack Huston, ele é injustamente acusado de traição e sobrevive a anos de escravidão para se vingar do irmão que o traiu, Messala (Toby Kebbell).

Rodrigo Santoro filmou na cidade italiana de Matera – mesmo cenário do filme “A Paixão de Cristo” (2004), dirigido por Mel Gibson. No vídeo, o ator diz que foi um aprendizado e uma oportunidade única se aprofundar na história de Jesus. Sua atuação rendeu elogios do diretor Timur Bekmambetov: “Jesus é uma pessoa verdadeira, um carpinteiro que vive no nosso mundo. O Rodrigo era perfeito para esse papel!”, elogia o cineasta. “Ben-Hur” também traz em seu elenco Morgan Freeman como Ilderim, Nazanin Boniadi como Esther, Sofia Black D’Elia como Tirzah, Ayelet Zurer como Naomi, Moises Arias como Gestas e Pilou Asbæk como Pôncio Pilatos.

Ben-Hur com Rodrigo Santoro e Jack Huston ganha primeiro trailer

A Paramount Pictures e a MGM acabam de liberar o primeiro trailer do remake de Ben-Hur.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Jack Huston será o protagonista. Morgan Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur. Toby Kebbell será Messala e Pedro Pascal interpreta Pôncio Pilatos. Fara Sherazi interpreta Esther. Rodrigo Santoro será Jesus Cristo. Nazanin Boniadi, Ayelet Zorer e Sofia Black-D’Elia também estão no elenco.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 12 de agosto nos EUA. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.

Veja as primeiras imagens do remake de Ben-Hur

O jornal USA Today publicou as primeiras imagens de Jack Huston e Morgan Freeman em Ben-Hur, remake da MGM e Paramount do clássico de William Wyler.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Jack Huston será o protagonista. Morgan Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur. Toby Kebbell será Messala e Pedro Pascal interpreta Pôncio Pilatos. Fara Sherazi interpreta Esther. Rodrigo Santoro será Jesus Cristo. Nazanin Boniadi, Ayelet Zorer e Sofia Black-D’Elia também estão no elenco.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 12 de agosto nos EUA. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.

Rodrigo Santoro será Jesus Cristo no remake de Ben-Hur

Segundo informações do Hollywood Reporter, Rodrigo Santoro está se juntando ao elenco de Ben-Hur, remake da MGM e Paramount do clássico de William Wyler.

O ator foi escalado para intepretar Jesus Cristo.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Jack Huston será o protagonista. Morgan Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur. Toby Kebbell será Messala e Pedro Pascal interpreta Pôncio Pilatos. Fara Sherazi também está no elenco no papel de Esther.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 26 de fevereiro de 2016. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.

‘Ben-Hur’ | Atriz de ‘Homeland’ se junta ao elenco do remake

Fara Sherazi
Fara Sherazi

Segundo informações do Deadline, Fara Sherazi (da série Homeland) está se juntando ao elenco de Ben-Hur, remake da MGM e Paramount do clássico de William Wyler.

A atriz vai interpretar Esther, papel que seria de Gal Gadot, que acabou deixando o filme por conta de seus compromissos com o papel da Mulher-Maravilha.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Jack Huston será o protagonista. Morgan Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur. Toby Kebbell será Messala e Pedro Pascal interpreta Pôncio Pilatos.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 26 de fevereiro de 2016. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.

Ben-Hur | Ayelet Zurer negocia para se juntar ao elenco do remake

Ayelet Zurer
Ayelet Zurer

Segundo informações do Hollywood Reporter, Ayelet Zurer (a Lara de O Homem de Aço) está negociando para se juntar ao elenco de Ben-Hur, remake da MGM e Paramount do clássico de William Wyler.

Se a negociação confirmar, a atriz vai interpretar Naomi, a mãe do protagonista.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Morgan Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur. Toby Kebbell será Messala e Pedro Pascal interpreta Pôncio Pilatos.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 26 de fevereiro de 2016. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.

Jack Huston será o protagonista do remake de Ben-Hur

Jack Huston
Jack Huston

Segundo informações do Hollywood Reporter, Jack Huston (da série Boardwalk Empire) será o protagonista de Ben-Hur, remake da MGM e Paramount do clássico de William Wyler.

O ator vai assumir o papel que pertenceu a Charlton Heston no filme de 1959.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Morgan Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 22 de fevereiro de 2016. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.

Ben-Hur | Morgan Freeman se junta ao elenco do remake

O Deadline informa que Morgan Freeman (Lucy) é o primeiro nome confirmado em Ben-Hur, remake da MGM e Paramount do clássico de William Wyler.

Inspirado no livro Ben-Hur: A Tale of The Christ, de Lew Wallace, a trama é ambientada na Jerusalém no início do século I e segue Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Freeman vai interpretar Ildarin, o homem que treina Ben-Hur.

Timur Bekmambetov (O Procurado) dirige o remake, que estreia em 22 de fevereiro de 2016. John Ridley revisou o roteiro de Keith Clarke.