Os próximos queridinhos literários | Parte I

Agora que o fervor de A culpa é das estrelas e Cinquenta tons de cinza começou a esfriar, é hora de sair à caça dos novos “queridinhos da galera”. Dos sempre populares young adults à ficções “mais adultas”, juntei uma lista de nove livros que você deve ler ou ao menos saber sobre nos próximos meses e aqui vai a primeira parte!

capa_mentirosos8. Mentirosos (We were liars) – E. Lockhart
“Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais. Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.”

O suspense de Lockhart chegou às livrarias brasileiras já no final do ano passado, pelo selo SEGUINTE da Companhia das Letras. Para quem gosta do estilo Gossip Girl e Pretty Little Liars, Mentirosos é o ‘must-have’ do semestre e, particularmente, tem tudo para virar um seriado, agora que os também “xodós” jovens da tevê estão com data de ida marcada.

Na saraiva: R$ 16,20
Livraria Cultura: R$ 17,90

 

ArquivoExibir7. QUALQUER TÍTULO DA RAINBOW ROWELL

Talvez seja uma opinião pessoal um forte, mas todos os títulos já publicados pela autora (Eleanor&Park, Fangirl, Anexos, Ligações) são sucessos garantidos. A aceitação do público foi tão grande que tivemos três títulos publicados em um curto – muito curto – intervalo de tempo pela editora representante brasileira Nova Conceito. As capas são lindas, as histórias são divertidas ao mesmo tempo que abordam assuntos importantes como aceitação e família e conseguem agradar leitores dos quinze aos vinte e poucos anos sem problemas. Se você quiser acertar o título mais atraente de cara da Rowell pra você, indico: Eleanor&Park para quem não chegou na faculdade ainda, Fangirl para quem está saindo da barra da saia dos pais, Anexos para quem vai encarar a vida adulta e Ligações pra quem quer refletir sobre formar família e desejar fazer algumas coisas outra vez. Mas, no fim, LEIAM TODOS!
ps: Fangirl é o livro que conta a vida de toda ‘bookaholic’.

Na Saraiva: de R$ 25,90 à R$ 31,90
Amazon: de R$ 22,41 à R$ 30,31
(lembrando que acima de R$69 o frete é GRÁTIS)

all_the_light_doerr6. Toda luz que não podemos ver (All the light we cannot see) – Anthony Doerr
“Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.”

Fazia algum tempo que não encontrava um livro que me trouxesse de volta aquela sensação de estar com um A menina que roubava livros ou Guardião de memórias em mãos. O lançamento da editora Intrínseca é o quinto livro mais vendido de ficção pelo The New York Times e o jornal também o classificou um dos melhores livros de 2014. Você ouvirá falar de um filme baseado nele, não há dúvidas.

Nas livrarias o preço médio é de R$39,90.

myheart_capa5. My Heart and Other Black Holes – Jasmine Warga
“Roman e Aysel se conhecem em um site chamado ‘Suicide Partners’, para pessoas que planejam acabar com suas vidas, mas não querem fazer isso sozinhos. Juntos eles planejam suas mortes, só que durante o tempo que passam juntos encontram uma ou duas razões para continuarem vivos apesar de tudo. A questão é se isso será suficiente e por quanto tempo.”

O livro não tem previsão de lançamento no Brasil, mas é certeza de que no máximo até o começo do segundo semestre estará chegando aqui, já que aborda os temas das obras que estão sendo selecionadas pelas editoras brasileiras: bipolaridade, depressão e suicídio. O livro promete ter uma narrativa sensível e que prende o leitor pra próxima página, seguindo o estilo de As vantagens de ser invisível, que virou sinônimo de “indique um livro”.

por lugares incriveis_capa4. Por Lugares Incríveis (All the bright places) – Jennifer Niven
“Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.”

John Green é o ‘the big boss’ da literatura juvenil desde A culpa é das estrelas e parecia que ninguém poderia chegar perto dele ou de um dos seus títulos, mas então apareceu Jennifer Niven e ela foi digna de ser comparada a ele. E isso já diz muito sobre. Por Lugares Incríveis é da SEGUINTE e foi um ponta pé inicial para 2015; em geral, todos que leem se apaixonam. A história é uma boa mistura entre Quem é você Alasca? e A culpa é das estrelas. Você vai conseguir boas quotes para coleção.

Na Livraria da Folha: R$ 19,20
Saraiva: R$ 19,86

O problema das pessoas é que elas esquecem que na maior parte do tempo o que importa são as pequenas coisas. Todo mundo está tão ocupado no “lugar de esperar”p. 134