Back to the 90’s: 10 sitcoms inesquecíveis dos anos 90

Além do cenário musical, os anos 90 também bombaram por causa da TV. Personagens icônicos, histórias divertidas, bordões memoráveis e todos aqueles velhos e bons clichês que nós amamos, as sitcoms conquistaram a crítica e fãs que perpetuam suas histórias até hoje. Que tal relembrar um pouco a vibe noventista? Vem!

10.  Boys Meets World (1993-2000)

poltrona-boys-meets-world

Sabe aquela série que faz você rir e ao mesmo tempo ensina alguma coisa? É essa. A adolescência é uma fase coberta de clichês, onde coisas simples parecem atingir significados imensos. O amor, a amizade, a família, a escola, tudo se torna mais sensível e Boys Meets World nos mostra, a partir do ponto de vista do pré-adolescente Cory Matthews, como nossas relações interferem na construção da nossa personalidade. Tudo isso aliado a uma boa quantia de humor, só podia dar certo. A série, de sete temporadas, explorou as mudanças da adolescência de uma maneira divertida, mas prezando pela fidelidade do momento de transição infância/maturidade.

9. Frasier (1993-2004)

poltrona-frasier

Rir é o melhor remédio. Frasier que o diga. A série, que é um spin-off de Cheers, acompanha a vida do Dr. Frasier Crane, um psiquiatra que retorna a sua cidade natal para apresentar um programa de rádio. A sitcom, que ganhou 39 Emmys ao longo de sua exibição, mostra a rotina de Frasier ao lidar com as neuroses alheias, incluindo pai e irmão. Parte de seu sucesso deve-se ao entrosamento do elenco e dos conflitos criados entre eles, como a busca incessante de Frasier em encontrar seu amor verdadeiro. A série permaneceu no ar por 11 anos e foi muito aclamada pela crítica e pelo público.

8. Married With Children (1987-1997)

poltrona-married-with-children

Com personagens clichês e humor escatológico, Married With Children não deixou a desejar, alcançando bons índices de audiência e permanecendo no ar por 10 anos. Uma sitcom atípica em diferentes aspectos. A série retrata o cotidiano da uma família aparentemente convencional. Aparentemente. Married With Children mostrou aos telespectadores um lado mais obscuro, porém não menos divertido do conceito família. Um pai fracassado, uma mãe promíscua, uma filha estúpida e um filho nerd. Basicamente a trama gira em torno do fracasso do pai, Al Bundy, e de seu saudosismo pela juventude. Com os veteranos Katey Sagal e Ed O’Neill no elenco, Married With Children se tornou um dos primeiros sucessos do canal FOX.

7. Mad About You (1992-1999)

poltrona-mad-about-you 2

Geralmente focadas em situações que envolvam um círculo de amigos, a sitcom Mad About You trouxe à cena a rotina dos recém-casados Paul e Jamie Buchman na movimentada Nova York. Ainda que dividisse os holofotes com outras séries muito aclamadas pela crítica como Seinfeld e Friends, a sitcom conquistou seu espaço com o público e tornou-se uma das memoráveis dos anos 90. Com narrativa centrada nas situações cotidianas do casal, a série trabalha as relações conjugais de uma maneira muito realista, fazendo com que o telespectador consiga se enxergar nas situações vividas pelos personagens. Sem falar que a química entre  Paul Reiser e Helen Hunt é incrível. Vale recordar sempre!

6. The Fresh Prince of Bel-Air (1990-1996)

poltrona-fresh-prince

“Now this is a story, all about how my life got flipped, turned upside-down. And I’d like to take a minute. Just sit right there. I’ll tell you how I became the prince of a town called bel-air…” Admita, você já tentou cantarolar o tema de abertura simultaneamente com o Will. A história do jovem que vai morar com os tios na descolada Bel-Air ainda é transmitida pelo canal SBT. Will Smith, que na época começou a badalar pela indústria do entretenimento através da música, pulou de cabeça no projeto do executivo Benny Medina, que teve a ideia de produzir o seriado. Com personagens escrachados, como Carlton Banks e sua famosa dança, a patricinha Hillary e o eterno Tio Phill a série conquistou grande público. Fresh Prince of Bel-Air é um marco na carreira de Will Smith e sem dúvida na cena pop dos anos 90.

5. Blossom (1991-1995)

poltrona-blossom

Quem vê Amy Farrah Fowler discursando sobre neurobiologia não diz que ela foi uma adolescente sarcástica nos anos 90. Muita gente não se lembrava dela até The Big Bang Theory, mas Mayim Bialik viveu Blossom Russo, protagonista do seriado homônimo Blossom. Quando sua mãe larga tudo e sai pelo mundo para conquistar o sonho de ser cantora, seu pai se vê diante de uma casa para sustentar e três filhos para criar. Com bom humor e leveza, Blossom foi uma das primeiras sitcoms a explorar novas estruturas familiares.

 

4. Will & Grace (1998-2006)

poltrona-will-grace

Pense na seguinte situação: você começa a namorar um cara, aparentemente tudo corre bem, até o dia em que vocês decidem transar pela primeira vez e o seu namorado descobre que é gay. Qual seria a sua reação? A de Grace foi a melhor possível. Após uma tentativa frustrada de ter relações sexuais com Grace, Will, que estava confuso a respeito de sua orientação sexual, tem a resposta definitiva: é gay. A partir daí uma grande amizade nasce entre os dois e com isso inúmeras situações que acompanhamos ao longo de oito temporadas. O sucesso veio, em parte, do enredo tragicômico inicial da série e da super química entre Eric McCormack e Debra Messing. Como não amar Will & Grace?

3. That ‘70s Show (1998-2006)

poltrona-that-70-show 2

A história é simples: Seis amigos saindo por aí e fazendo as mesmas coisas que fizeram a semana passada. HELLOOO, WISCONSIN! Reconheceram? A frase gritada que se ouve ao final da abertura dos episódios se tornou um dos ícones da série que tinha como tema os anos 70. That ‘70s Show foi uma sitcom produzida no final dos anos 90, com foco na vida de seis adolescentes de uma cidade fictícia no estado de, claro, Wisconsin. Tratando de questões sociais como liberdade sexual, feminismo e drogas, a sitcom conquistou o público rapidamente pela abordagem divertida e jovial que utilizou ao retratar essas situações. Em oito temporadas, acompanhamos os dramas teens de Eric, Donna, Hyde, Jackie, Kelso e Fez e podemos sentir por algum tempo, como foi viver nos anos 70.

2. Seinfeld (1989-1998)

poltrona-seinfeld

A vida não faz sentido! E Seinfeld é a prova disso. Em 1989, estreava pela NBC uma sitcom que, bem, não falava sobre nada. Digo, abordava o cotidiano. Diferente do que os telespectadores estavam acostumados a acompanhar em sitcoms, Seinfeld trouxe um novo parâmetro para o formato. Abordando situações típicas do dia-a-dia como esperar em uma fila de supermercado, a série não seguia a regra “lição do dia” ao final dos episódios. Com personagens absurdamente comuns e narrativas que abordavam o quão ordinária pode ser a vida, o sucesso das histórias de Jerry Seinfeld, George Costanza, Elaine Benes e Cosmo Kramer se autoexplica.

1. Friends (1994-2004)

poltrona-friends

Sim, óbvio que ela estaria aqui. Após 20 anos de seu início em setembro de 1994, Friends segue na memória dos fãs e apaixonados por cultura pop, tornando-se referência na indústria. Kevin S. BrightDavid Crane e Marta Kauffman conseguiram construir uma história atemporal, era a década de 90, mas poderia ser hoje ou daqui 20 anos, quem sabe. Com temática simples, diálogos precisos e bordões sutis, a história abordou a amizade de forma tão simplória que é quase impossível não identificar-se com alguma situação vivida pelos personagens. Em 10 temporadas, Monica, Rachel, Ross, Phoebe, Joey e Chandler mostraram que os amigos são a família que escolhemos.