Que Rick Riordan é um dos maiores autores da atualidade, principalmente quando o assunto é mitologia, nós já sabemos. Então nada mais justo que voltar com o Ler é Bom, Vai! falando sobre o novo livro do autor: A Profecia das Sombras. A nova produção dá continuação a história iniciada em O Oráculo Culto e é o segundo volume de uma das mais novas sagas de Riordan, As Provações de Apolo.

Como o nome já diz, o protagonista dá vez é ninguém menos que o Deus do Sol e assim como aconteceu com o personagem principal da série Lúcifer, Apolo foi punido por Zeus e enviado a Terra para viver como um simples mortal. Diferente do outro, porém, o deus perdeu todos os seus poderem e inclusive sua beleza, se tornando um adolescente barrigudo e com o espinhas chamado Lester Papadopoulos. Sua última lembrança é proveniente da guerra contra Gaia – ocorrida nos volumes anteriores de suas sagas, e sua fonte de ajuda para isso vem de onde ele menos espera: Meg McCaffrey. A menina é uma jovem semideusa perdida nas ruas de Nova York e que possui a estranha habilidade de controlar as frutas – algo bem típico de sua mãe. Diferente dos outros semideuses que conhecemos, o padrasto da menina também é muito conhecido por qualquer um que tenha estudado história, e é o grande responsável pelo passado nebuloso e triste que circunda a vida de Meg. Riordan não poderia ter colocado companhia melhor para se juntar a Apolo em sua jornada de volta ao Olimpo.

Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York.

Assim como em tramas anteriores, Rick faz questão de agradar seus fãs com referências a outras histórias suas, remetendo até mesmo ao final de A Maldição do Titã, e aumentando ainda mais aquela suposta teoria de um “mega crossover” no final de tudo. Outro chamariz nesse novo livro é a volta da abordagem de assuntos (infelizmente) polêmicos como a homossexualidade. Ao conhecer seus filhos Austin, Kayla e Will durante uma visita ao Acampamento Meio-Sangue, Apolo descobre uma leve semelhança entre ele e o segundo menino: o fato de ambos se interessarem por homens, mesmo que Apolo também não resista ao charme feminino. E aqui vai uma informação que vai lhe fazer correr para comprar essa obra: o namorado de Will é ninguém menos do que nosso eterno e querido filho de Hades, Nico di Angelo. Outro personagem certamente irá nos agradar é Paulo Montes, um semideus brasileiro filho de Hebe, deusa da juventude (impossível não associar e não rir com o nome).

A primeira história acontece no já conhecido Acampamento Meio-Sangue, onde semideuses estão desaparecendo após entrarem na floresta e dentre eles estão os filhos de Apolo. Ao chegar no acampamento, o Deus descobre que o Oráculo de Delfos está com defeito e perdeu seus poderes, mas nem mesmo os mais sábios sabem explicar o porque. Se você já leu outras obras de Rick Riordan, sabe que não existe um semideus sem uma profecia terrível para guiar seu caminho, então ter um oráculo com problemas é terrivelmente sério…e engraçado. Apolo é sem dúvidas o personagem mais divertido criado pelo autor – mais até do que Magnus -, e seu lado narcisista e egocêntrico nos rende diversas gargalhadas. Os haicais bem construídos no início de cada capítulo só aumentam as qualidades do Deus e mesmo que tais características estejam longe de ser atrativas, juntas irão moldar um ótimo personagem. Não se desesperem com tanta informação, pois as respostas virão (até rimou), e com elas novas perguntas e teorias misteriosas e surpreendentes.

Via: Intrínseca

Recentemente foi lançado o segundo volume de As Provações de Apolo, entitulado A Profecia das Sombras. Mais uma vez Apolo estará envolvido com um oráculo, e esse está mais próximo a ele do que nunca. Logo de cara Rick já nos traz um belo motivo para ler seu livro: Leo Valdez está de volta dos mortos e ao lado de sua namorada Calipso – finalmente liberta de Ogigia -, irão auxiliar o deus em sua incansável busca pelo Olimpo. Perseguidos por seres mágicos a mando do Triunvirato, os três amigos irão contar com a colaboração de antigas aliadas, as Amazonas de Ártemis e Thalia Grace. A nova aventura se passa em Indianápolis, nos Estados Unidos, onde um novo membro do trio inimigo está tentando tomar a cidade e tudo que nela existe. O passado de Apolo vem a tona e mostra que as consequências um dia são cobradas, e nossas ações podem acarretar em muitos problemas no futuro. Nessa nova produção conhecemos o lado romântico do deus, que encontra sua fragilidade onde ele menos esperava. Uma ótima reunião entre o velho e o novo, clássico dos trabalhos de Riordan e que o torna sempre tão prazeroso de se ler.

Tudo acontece muito rápido, mas dura tempo suficiente para não querermos largar o livro em momento algum. Semelhante a todas as outras obras de Rick, mas com o lado divertido de Apolo, A Profecia das Sombras irá trazer de volta personagens esquecidos e adicionar novos dignos de serem guardados no coração. O envolvimento do deus com os vilões se torna extremamente pessoal e ver que ele está provando não apenas para Zeus, mas para si mesmo que errou, é uma ótima lição de vida. A sexualidade de Apolo é muito bem explorada nessa nova trama e o autor nos mostra que rótulos não estão com nada hoje em dia. É mais importante vivermos o amor que transborda do que ficar nos preocupando com a opinião dos outros. E o deus aprende isso da pior maneira possível. O livro termina com – adivinhem – uma profecia, maior do que todas já vistas até agora e mais tenebrosa do que nunca. O lado positivo é a possibilidade de termos a aguardada reunião de todos da saga Heróis do Olimpo, com direito a participação de nosso sátiro preferido.

Comentários

Notícias relacionadas