O Fifa 17 era uma das maiores atrações da Brasil Game Show de 2016. Tanto pelos campeonatos disputados diariamente no estande, premiando os vencedores, tanto pela exclusividade de todo público como a imprensa  de conseguir testar o jogo em sua versão demo, que é praticamente a versão final do game.

Além das diversas novidades apresentadas durante a coletiva realizada na quinta-feira, como os 23 clubes brasileiros disponíveis na versão do novo Fifa, além da volta do Modo Carreira com os nossos amados clubes nacionais, tivemos a oportunidade de conversar com um dos produtores do jogo, João Barão, e fazer algumas perguntas do interesse de todos os fifeiros.

Poltrona Nerd: Desde quando começou a ideia do modo história?

Resposta: A ideia já vem de vários anos, pelos feedbacks que temos nas comunidades do Fifa. Começamos a trabalhar no modo jornada há 2 anos atrás. Escolhemos esse ano para lançamento, pois a interação, a conversa entre dois personagens não era possível sem o engine Frostbite, e tivemos que contratar muita gente nova também, como roteirista, escritores, cineastas, entre outros, pois nunca havíamos feito isso no Fifa antes.

Poltrona Nerd: É um outro jogo dentro de um jogo, certo? É algo totalmente diferente do que estamos acostumados. E essas cenas que vocês criaram, elas mudam conforme suas ações? Como funciona?

Resposta: Sim, uma das coisas básicas, quando começamos a desenvolver o modo, é que o usuário, de acordo com a maneira que ele joga, tem que causar um impacto diferente no jogo, nas cenas, e na carreira do jogador. Então, tudo que você faz dentro e fora do campo tem impacto na sua carreira. Dentro do campo com as suas atuações, notas de partidas, seu rendimento nos treinos, se é titular ou suplente, minutos que joga. Fora de campo, a interação com a imprensa, jornalistas, técnicos e companheiros de time vão moldar sua personalidade. Por exemplo, as respostas na coletiva de imprensa vão mudando sua personalidade. Você pode ser uma pessoa mais calma ou mais brava. Então, isso pode fazer você ver cenas que eu nunca vou ver, dependendo das escolhas que fizermos. Portanto, todas as decisões que você toma no jogo tem um impacto.

journey1

Poltrona Nerd: Vimos no vídeo, que ele o jogador tem um amigo que vai crescendo com ele na carreira. Além dele, outras pessoas que foram criadas por vocês, como por exemplo, o José Mourinho, eles também participam da história?

Resposta: Posso dizer que eles aparecem no modo. Vão aparecer jogadores, agentes, jornalistas. Não posso dar detalhes se vai aparecer alguém conhecido ou não.

Poltrona Nerd: Vocês chegaram no resultado esperado com a Frosfbite? Acha que a nova engine pode contribuir ainda mais pro jogo no decorrer dos anos?

Resposta: Achamos que a qualidade gráfica do jogo está ótima. Eu nunca vi nada tão bom. Mas o Frostbite tem um potencial de continuar a desenvolver e trazer ainda mais. Ela permite trazer features novas muito facilmente. É fácil criar cenas, por exemplo, que antes não era possível. Perderíamos 3 ou 4 meses para fazer uma cena, e agora é tudo muito mais rápido.

Poltrona Nerd: Você acha que futuramente será possível trazer algo como o Game Face para o modo Jornada?

Resposta: Discutimos muito isso durante os testes. Para a qualidade, por ter que criar toda a história por trás desse personagem, não temos como saber a história de todo mundo (risos), então, focamos muito na qualidade visual. Ficaria muito difícil, por exemplo, fazer a sincronização labial para cada língua que o jogador falasse. A decisão de criarmos esse personagem único, com certeza, trará muito mais qualidade do que teríamos se liberássemos para cada um criar o seu jogador. E também, você ainda pode fazer isso no Modo Carreira.

journey2

Poltrona Nerd: Então vamos pro Modo Carreira. Teve alguma remodelada? Alguma nova adição?

Resposta: Olhamos muito para esse modo também. Por exemplo: os objetivos que você tinha como treinador era: Ganhar a Liga, ganhar a Copa, nada a mais. Então, ao fim de 2, 3 Temporadas, ficava repetitivo. E outra coisa… No jogo, é muito mais fácil você ser treinador de um Real Madrid… Você tem todos os jogadores excelentes à sua disposição. Na vida real é o contrário. É muito difícil ser treinador do Real Madrid. Criamos este ano vários novos objetivos, como: expandir a academia, desenvolver a marca do clube em outros continentes, objetivos financeiros. O Real Madrid, por exemplo, não se preocupa com dinheiro, portanto, seus objetivos serão mais focados em expandir a marca. Um dos objetivos, por exemplo, é, na primeira temporada, ganhar X de dinheiro com venda de camisas. Também fizemos muitas mudanças no sistema financeiro. Coisas como despesas do estádio, de viagem, venda de camisetas, portanto, cada temporada é diferente, com objetivos dinâmicos, de curto e longo prazo.

Poltrona Nerd: E isso também se aplica aos times brasileiros? Tem algo voltado para eles neste sentido também?

Resposta: Temos um número de objetivos muito grande. Nossa equipe de licenciamento de dados olha direitinho para cada equipe. Por exemplo, o Santos é conhecido por desenvolver muito bem as categorias de base, portanto, com certeza, desenvolver a academia será um objetivo importante dele.

Poltrona Nerd: Tem mais ações? Ouvi dizer que dobrou o número de animações. Isso é em relação a que? Toque de bola? Comemorações?

Resposta: Em relação ao gameplay, posso dizer que temos 4 mudanças muito importantes. Primeiramente, um sistema de inteligência novo, os jogadores sem a bola são mais ativos, marcam melhor, e com mais ocorrência. Também funciona para os jogadores que estão com a bola. Eles são mais inteligentes. Sabem onde colocar o passe, e seus companheiros sabem se posicionar para receber esse passe. Em termos de animações sim. Temos quase o dobro de animações. Temos novos dribles, comemorações, um novo sistema de proteção de bola manual, segurando o LT (ou L2), você vai proteger a bola de quem vem de trás. Então, tem mais opções de manter a posse de bola, e a falta também teve diferença. Tem muito mais opções para bater a falta. Cobranças rasteiras. E tem também o cabeceamento para baixo. Essas são as principais novidades do jogo. Acho que isso torna o jogo mais fluído.

Poltrona Nerd: Sobre o mercado brasileiro… Vocês estão investindo muito aqui. Já mudou bastante. Como vocês enxergam o mercado brasileiro?

Resposta: O mercado brasileiro é muito importante. Uma das razões que fazemos questão de mandar alguém para a BGS. Eu estou aqui esse ano, e sempre vem alguém. Queremos saber suas dúvidas, opiniões e feedbacks. Ter os 23 clubes acho que mostra o nosso compromisso com isso. 23 clubes é o nosso recorde. A Liga está no Modo Carreira, ano passado não estava, infelizmente, pois não deu tempo. Então, logo depois que terminamos o FIFA 16, já começamos a trabalhar em cima disso para dar tempo tranquilamente.

Poltrona Nerd: Então, quero uma dica… Sofri para bater pênalti quando testei o jogo. Não dá pra ensinar como é, não? Todos que eu chutei foram pra fora.

Resposta: Acho que está mais fácil que no ano passado. Basta escolher o lado exato. As vezes o goleiro faz boas defesas, mas também mandei muitos pênaltis para fora. É porque o sistema é novo, depois acostumamos.

Fifa 17 utiliza a engine Frostbite e é produzido pela Eletronic Arts. O game chegará as lojas físicas e digitais no dia 27 de Setembro – e já disponível para os assinantes de EA Access, no Xbox One.

Comentários

Notícias relacionadas